Carregando

Entenda como o concurso do HCPA funciona

O concurso do HCPA (Hospital de Clínicas de Porto Alegre) é um dos mais concorridos no Sul do país. Por ser renomado, médicos de todos os estados participam da seleção que busca novos profissionais para trabalhar no local. Continue a leitura e descubra como ele funciona!

Processo seletivo do concurso do HCPA

Os interessados nas vagas para o Hospital de Clínicas devem seguir um roteiro que inclui uma prova objetiva e outra escrita. Dessa forma, a classificação depende do nível de conhecimento desenvolvido ao longo da carreira médica de cada candidato. 

O concurso tem como objetivo selecionar os profissionais que se adequem às vagas disponíveis e formar um cadastro reserva para o quadro de funcionários. Para atender aos requisitos básicos, o candidato precisa ter nível técnico ou superior, dependendo da especialidade. 

No caso de vagas para técnico de enfermagem, por exemplo, o pré-requisito é ter formação na área com o grau indicado e registro no conselho regional. Já no caso de vagas para médico, é preciso comprovar a conclusão na graduação, o registro no conselho e a residência médica no período especificado no edital.

Edital dos processos 

Todas as informações importantes sobre o concurso do Hospital de Clínicas são apresentadas por meio do edital. Esse documento fica disponível no site da instituição com antecedência para informar as datas de inscrição, a isenção do valor de prova, os pré-requisitos e os critérios de avaliação. 

Além disso, o médico que deseja concorrer às vagas têm acesso à descrição das atividades que serão realizadas, ao valor do salário inicial por hora trabalhada e aos benefícios (como seguro de vida, vale-alimentação, creche e outros). 

Prova escrita

Outras informações essenciais que constam no edital são a respeito das provas. Elas são realizadas na cidade de Porto Alegre e duram entre duas horas e meia à quatro horas, dependendo da quantidade de questões. A duração só é confirmada pela Banca Examinadora nas instruções do dia da aplicação. 

A prova costuma ter de 25 a 40 questões. As alternativas corretas devem ser transcritas em uma folha específica. O caderno de perguntas e a folha de respostas devem ser entregues juntos, enquanto o gabarito só é divulgado pela internet depois da conclusão. 

Prova de títulos 

A outra etapa de avaliação é composta pelos títulos do médico, ou seja, os diplomas de pós-graduação, mestrado e doutorado. Nesse momento, os pontos variam para cada título e acrescentam um peso no processo seletivo.

Todos os títulos devem ser enviados pelo sistema da FAURGS (Fundação de Apoio da Universidade Federal do Rio Grande do Sul), responsável pela elaboração, pela correção e pela organização do concurso do HCPA.

Como foram as edições anteriores?

Em 2021, o modelo do concurso do HCPA seguiu a estrutura de prova teórica escrita e títulos para classificar os concorrentes de acordo com a experiência na área. 

Foram sete processos seletivos que se iniciaram a partir de fevereiro. Eles não se restringiam apenas a cargos de médico, possibilitando a participação de mais profissionais da área da saúde. 

As provas continham 25 questões com 5 alternativas em cada uma. O formato de questões pedia que o candidato respondesse qual era a informação correta ou incorreta, além de cobrar a afirmativa que mais se adequa ao diagnóstico e ao tratamento do paciente ilustrativo.  

Vagas disponíveis

Entre as vagas disponibilizadas com frequência pelo concurso, estão: físico (para atuar em radiologia e imagem), nutricionista, enfermeiro, biomédico, farmacêutico bioquímico e mais. 

Na área médica, os cargos disponíveis correspondem a: hemoterapia, genética, dismorfologia, cirurgia geral, gastroenterologia, nefrologia, cardiologia pediátrica, medicina intensiva, de família e comunidade, entre outros. 

Resultado do processo seletivo

O resultado da prova é liberado no site da instituição organizadora (FAURGS). O critério de avaliação é a soma obtida em cada prova, de acordo com o peso proposto por etapa. 

Os critérios de desempate na classificação são: prioridade para candidatos com idade igual ou superior a 60 anos (maior idade), maior nota na prova e sorteio público na sede da FAURGS. 

Tipos de contratação

No edital, junto à descrição da vaga, há a informação do tipo de contratação. A partir da aprovação no concurso, o profissional pode ser contratado de imediato ou aguardar ser chamado pelo cadastro de reserva.

A lista é ordenada pela classificação das provas e fica disponível de acordo com a validade do processo seletivo. Assim que a vaga é disponibilizada, o aprovado é convocado para iniciar os trabalhos. 

Como se preparar para o concurso do HCPA?

Por mais que o concurso seja procurado por pessoas que já têm experiência na medicina, com graduação e residência em áreas específicas, é importante estudar para as provas. 

Cada processo seletivo, assim como o concurso para residência realizado depois da faculdade, possui um modelo de avaliação com assuntos variados de acordo com a especialidade da vaga. 

O indicado é dedicar um tempo da preparação para organizar um cronograma de inscrição e envio dos documentos, assim como para estudar os conteúdos das provas antigas, encontradas no site da FAURGS. 

Nossos cursos

Somos especialistas em melhorar o rendimento dos alunos em provas rumo à residência médica. Apesar do concurso para hospital ser focado em médicos que já concluíram essa etapa, os conteúdos dos nossos cursos podem acrescentar na preparação e otimizar o estudo. 

A garantia de qualidade é vista pelo nosso time de médicos especialistas em diversas áreas (clínica médica, pediatria, radiologia, ginecologia e obstetrícia), pelas taxas de aprovação em grandes instituições, como a USP e Unicamp, e pela satisfação dos nossos alunos. 

Tenha um bom desempenho com a gente!

Agora que você sabe como o concurso do HCPA funciona, pode se preparar com antecedência para as provas. Conte com a gente para direcionar e otimizar os estudos. Com essa ajuda, você vai longe!

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
JoanaRezende

Joana Rezende

Carioca da gema, nasceu em 93 e formou-se Pediatra pela UFRJ em 2019. No mesmo ano, prestou novo concurso de Residência Médica e foi aprovada em Neurologia no HCFMUSP, porém, não ingressou. Acredita firmemente que a vida não tem só um caminho certo e, por isso, desde então trabalha com suas duas grandes paixões: o ensino e a medicina.