Carregando

O que não esquecer para a prova de residência médica da Unicamp 2022

E aí, pessoal? Todo mundo preparado para a prova de residência médica da Unicamp 2022? E quando a gente pergunta isso, não é só em relação aos estudos! O edital é repleto de detalhes importantes que você não pode esquecer se quiser se dar bem na prova.

O que levar para a prova, quais cuidados tomar e como proceder em cada fase são informações que você precisa ter na ponta da língua, porque qualquer deslize pode ser fatal mesmo se você estiver com o conteúdo na ponta da língua. Portanto, nada de dar mole!

Para te ajudar nessa, a gente reúne aqui tudo o que precisa de atenção na reta final para esse processo seletivo superconcorrido. Afinal, são muitas coisas para pensar, organizar e preparar, daí não dá para perder tempo e nem correr riscos de esquecer algo. Vamos lá?

Cuidados na primeira fase

A primeira fase da prova de residência médica da Unicamp tem duas etapas. A primeira é um teste de múltipla escolha, com peso 35 e que conta com 80 questões, todas referentes proporcionalmente às cinco grandes áreas da Medicina.

Então, o primeiro cuidado é: fique atento à data! A prova será realizada no dia 20 de dezembro de 2021, que dá em uma segunda-feira, em Campinas. O local será divulgado no dia 19 de dezembro de 2021, às 17 horas, no próprio site do processo seletivo.

É preciso estar no local com 1 hora de antecedência, como manda o edital. Os portões serão fechados às 7h45.

E para fazer a prova, o que é preciso? Os materiais autorizados são super simples: lápis preto nº 2, borracha macia e caneta esferográfica preta de corpo transparente. Não leve nada além disso para evitar a desclassificação.

A duração desta primeira prova é de 4 horas e o candidato deve permanecer em sala por pelo menos 2 horas. Depois dela, na parte da tarde, será preciso encarar uma prova escrita dissertativa, com peso 55 e 60 questões de respostas curtas, sobre as mesmas cinco grandes áreas da Medicina.

É necessário, da mesma forma, chegar com 1 hora de antecedência, visto que os portões se fecham às 14h15. Os materiais para fazer a prova são os mesmos do teste de múltipla escolha e a duração também se repete: 4 horas, e tempo de permanência mínimo de 2 horas.

Como você viu, você fará duas provas no mesmo dia. Portanto, é essencial que você tenha consciência de que não terá muito tempo para almoçar e que deve se preparar caso precise se deslocar. Será um dia puxado, mas, com organização, é possível vencer todos os obstáculos com tranquilidade.

Por fim, para ambas as provas, leve também sua documentação: carteira de identidade ou habilitação, comprovante de pagamento de inscrição e formulário de inscrição, com seu número de inscrição. Sem eles, você não será autorizado a entrar na sala.

Cuidados na segunda fase

A segunda fase da prova de residência médica da Unicamp é um pouco mais tranquila em relação a burocracias. Ela consiste na análise de currículo, que deverá ser postado no site do processo seletivo.

Você poderá fazer isso somente se tiver sido classificado na primeira fase, certo? O resultado da primeira fase da prova de residência médica da Unifesp dela sai no dia 11 de janeiro de 2022. Alguns dias depois, o site estará aberto para postagem.

Essa segunda fase acontece das 9h de 17 de janeiro de 2022 às 17h do dia 19 de janeiro de 2022. A única exigência é que seu currículo esteja em um único arquivo com extensão PDF de até 5 MB. Fora desse formato, você estará desclassificado logo de cara.

Outra questão importante é a ordem de seus documentos nesse arquivo. De acordo com o edital, você deverá anexar da seguinte maneira: cópia do diploma de graduação ou declaração de conclusão do curso, cópia do histórico escolar da graduação, Formulário de Avaliação do Currículo (disponibilizado no site do processo seletivo) e cópias dos documentos comprobatórios que constam em seu currículo.

Como não haverá arguição nessa etapa, a dica é caprichar no documento para convencer a banca. Combinado?

Cuidados com a pandemia

A pandemia da Covid-19 mudou um monte de coisas em nossa vida, e com as provas de residência médica, isso não poderia ser diferente. Para garantir a segurança e a saúde de candidatos e organizadores, a Unicamp exige que todos tomem alguns cuidados importantes:

·         uso de máscaras obrigatório para realização da prova presencial;

·         medição de temperatura;

·         disponibilização de pontos de álcool em gel;

·         distanciamento das mesas e cadeiras que os candidatos usarão para realizar as provas.

Além disso, vale lembrar que diante de qualquer eventualidade causada pela pandemia, as datas e orientações do processo seletivo serão alteradas. Então, é bom ficar por dentro das notícias e das retificações do edital.

Por mais que todo mundo esteja meio cansado de todas essas exigências, vale reforçar que essa é uma questão de saúde pública que deve ser totalmente respeitada. Você, como médico recém-formado, sabe muito bem disso, não é verdade?

Por último, mas não menos importante, leve seu próprio frasquinho de álcool em gel caso falte. Leve também máscaras reserva para trocar nos intervalos de prova e manter a sua proteção em dia.

E então, está preparado para a prova de residência médica da Unicamp?

Bom, depois dessas dicas a gente espera que você realmente esteja preparado para a prova de residência médica da Unicamp. Esse não é um processo seletivo fácil, mas agora é confiar no seu taco, levar em conta todo o tempo em que você se dedicou e aguardar os melhores resultados, certo?

Outra coisa que pode ajudar bastante antes da prova é revisar o que a gente mostra no Guia Estatístico da Unicamp, que conta com os assuntos mais cobrados por especialidade nos últimos 6 anos dessa prova.E para quem ainda vai deixar a prova para o ano que vem, mas já está de olho nas informações desse ano para se preparar, corra e aproveite para conhecer o Intensivo SP! Esse é um programa totalmente voltado para as provas das instituições de São Paulo, incluindo a Unicamp. Pra cima!

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
JoanaRezende

Joana Rezende

Carioca da gema, nasceu em 93 e formou-se Pediatra pela UFRJ em 2019. No mesmo ano, prestou novo concurso de Residência Médica e foi aprovada em Neurologia no HCFMUSP, porém, não ingressou. Acredita firmemente que a vida não tem só um caminho certo e, por isso, desde então trabalha com suas duas grandes paixões: o ensino e a medicina.