Carregando

A prova de residência médica da Unesp: direto ao ponto

Fala, pessoal! Tudo em cima? No texto de hoje, a gente vai falar tudo de mais importante sobre a prova de residência médica da Unesp. Como você está por aqui, suponho que  se tornar residente nessa instituição seja um de seus principais focos. Então, se quer saber mais a respeito do processo seletivo, é só continuar a leitura e ficar craque no assunto!

O exame da Universidade Estadual Paulista (Unesp) tem suas particularidades e, se você deseja conquistar a tão sonhada aprovação, precisa estar por dentro de tudo e ficar atento aos mínimos detalhes. Mas calma: estamos aqui pra te ajudar nisso! Vem com a gente!

A prova de residência médica da Unesp: direto ao ponto
A prova de residência médica da Unesp: direto ao ponto

Para começar: o edital

O edital é o primeiro ponto a se atentar, galera. É essencial fazer a leitura desse documento, e não falamos só da prova da Unesp, não. Todos os processos seletivos inserem as informações mais importantes lá, então, nunca o deixe de lado, beleza? 

O último edital da Unesp saiu em 2021. Com ele, você pode ter uma noção de como tudo rolou na última prova e já ficar ciente do que esperar para esse ano. Sendo assim, não perca tempo e vá já conferir. 

É nesse documento que vão estar presentes as informações mais fundamentais para a sua prova de residência médica. Desde a cor da caneta que você terá que usar até a data de pagamento do boleto da inscrição: tudo vai aparecer por lá. 

Mas agora que você já entendeu a importância da leitura do edital, é hora de citar alguns pontos relevantes do processo seletivo da residência médica da Unesp. E aí, bora lá?

Pontos relevantes do processo seletivo de residência médica da Unesp

  • No ano passado, a maior nota na prova escrita objetiva, a maior nota na análise do curriculum e até a maior idade foram critério de desempate!
  • Também no ano passado, os candidatos precisaram levar lápis preto, borracha e caneta esferográfica fabricada em material transparente de tinta de cor preta. Levaram também o original do comprovante de pagamento da taxa de inscrição. 
  • Não se esqueça de pegar todos os comprovantes no dia da prova, beleza? Eles podem ser muito úteis para comprovar a sua inscrição ou o pagamento da taxa. 

Quais são as especialidades de acesso?

O programa de residência médica da Unesp tem 19 especialidades de acesso direto, 8 especialidades com pré-requisito na área de Cirurgia Básica e Cirurgia Geral e 10 especialidades com pré-requisito na área de Clínica Médica. 

As especialidades de acesso direto são as seguintes:

  • Anestesiologia: tem duração de 3 anos e, no ano passado, foram 7 vagas disponíveis para a especialidade.
  • Cirurgia Cardiovascular: a residência em Cirurgia Cardiovascular na Unesp tem duração de 5 anos. No ano passado, teve apenas 1 vaga disponível. 
  • Cirurgia Geral: tem duração de 3 anos e, no ano passado, teve 7 vagas disponíveis. 
  • Clínica Médica: a residência em Clínica Médica na Unesp dura 2 anos. Na última edição do exame, foram oferecidas 30 vagas, incluindo os programas provenientes da SES/SP e do Ministério da Saúde.
  • Dermatologia: a residência médica em Dermatologia na Universidade Estadual Paulista tem duração de 3 anos e, no processo seletivo para o ano de 2022, a instituição ofereceu 6 vagas. 
  • Ginecologia e Obstetrícia: no caso da residência em Ginecologia e Obstetrícia na Unesp, a duração também é de 3 anos e no ano passado foram ofertadas 8 vagas. 
  • Infectologia: dura 3 anos e, no ano passado, estavam disponíveis 3 vagas nessa especialidade. 
  • Medicina de Família e Comunidade: a residência médica em Medicina de Família e Comunidade tem duração de 2 anos. Na última edição do processo seletivo, estava disponível apenas 1 vaga. 
  • Medicina Esportiva: essa especialidade tem duração de 3 anos e, no processo seletivo para o ano de 2022, a instituição ofereceu 1 vaga também. 
  • Medicina Intensiva: com duração de 3 anos, a especialidade contou, no ano passado, com a disponibilidade de somente 1 vaga. 
  • Neurocirurgia: a residência médica em Neurocirurgia na Unesp dura 5 anos e contou com 2 vagas na última edição da prova. 
  • Neurologia: a residência em Neurologia na Unesp dura 3 anos. No ano passado, foram oferecidas 6 vagas, incluindo os programas provenientes da SES/SP e do Ministério da Saúde. 
  • Oftalmologia: a residência médica em Oftalmologia na Universidade Estadual Paulista tem duração de 3 anos e, no processo seletivo para o ano de 2022, a instituição ofereceu 7 vagas. 
  • Ortopedia e Traumatologia: a residência médica em Ortopedia e Traumatologia na Unesp tem 3 anos de duração. Na última aplicação do exame, foram ofertadas 6 vagas, incluindo os programas provenientes da SES/SP e do Ministério da Saúde. 
  • Otorrinolaringologia: tem duração de 3 anos e, no ano passado, foram 3 vagas disponíveis para a especialidade. 
  • Patologia: a residência em Patologia na Unesp dura 3 anos. No ano passado, foram oferecidas 3 vagas, incluindo os programas provenientes da SES/SP e do Ministério da Saúde. 
  • Pediatria: tem duração de 3 anos. Na última edição do exame, foram 16 vagas disponíveis para a especialidade, incluindo os programas provenientes da SES/SP e do Ministério da Saúde. 
  • Psiquiatria: a residência em Patologia na Unesp dura 3 anos. No processo seletivo para o ano de 2022, havia disponibilidade de 6 vagas, incluindo os programas provenientes da SES/SP e do Ministério da Saúde. 
  • Radiologia e Diagnóstico por Imagem: tem duração de 3 anos e, no ano passado, foram 6 vagas disponíveis para a especialidade.

A prova de residência médica da Unesp: primeira fase

A prova de residência médica da Unesp tem caráter eliminatório e classificatório. Você precisa se dedicar bastante para essa etapa do processo seletivo, porque ela tem peso 9 na sua nota final. Por conta disso, não deixe de estudar e se preparar, beleza? 

Pra te ajudar, a gente criou o Extensivo São Paulo e o Extensivo Programado (2 anos), que mostra exatamente quais conteúdos priorizar nos estudos de acordo com o nível de relevância das provas. Além desse, existem muitos outros benefícios, então, não dá pra ficar de fora! Corre lá!

A primeira etapa do processo seletivo tem 100 questões de múltipla escolha, com 4 alternativas cada uma. Elas abrangem as áreas básicas de Clínica Médica, Clínica Cirúrgica, Obstetrícia e Ginecologia, Pediatria e Medicina Preventiva e Social. 

Tipo de cobrança na primeira fase

Falando da parte de Clínica Cirúrgica, é bem comum aparecer questões de Ortopedia, Cirurgia Vascular, Trauma Abdominal, Atendimento inicial ou Politraumatizado e Litíase Urinária, ok? Então, fique de olho em todos esses temas, porque eles são bem quentes para a prova de residência médica da Unesp. 

Já na área de Clínica Médica, preste atenção em Tuberculose, ICC, HIV, Doença Renal Crônica e Diabetes. Para sua sorte, a nossa equipe preparou artigos que abordam todos esses cinco assuntos! Basta conferir o nosso blog para ficar por dentro e mandar bem na prova. Não perca!

Em Pediatria, dedique-se aos temas relacionados à imunização, cardiopatias congênitas e paradas cardiorrespiratórias. Também é bom estudar o desenvolvimento fisiológico e seus marcos, além das síndromes gastrointestinais e desidratação na infância. 

Por fim, em Ginecologia e Obstetrícia, os temas que mais caem são pré-eclâmpsia, diabetes na gestação, parto e assistência pré-natal. Por fim, em relação à Preventiva, é bom ficar de olho nas leis, gestão e diretrizes do SUS. Além disso, não deixe de estudar os conceitos da atenção primária e clínica ampliada. 

O início da sua prova de residência

De modo geral, nos últimos anos, a prova de residência médica da Unesp aconteceu no mês de janeiro. E se você é uma daquelas pessoas que costuma ficar com o nervosismo à flor da pele antes de tudo rolar, que tal dar uma olhada no artigo que fizemos sobre como evitar o nervosismo no dia do exame? Garanto que ele vai ajudar de alguma forma, então, confira!

A realização dos exames normalmente é feita nas cidades de São Paulo e Botucatu, com início às 14h e duração de 4h. Como a prova é extensa, é bom ter uma noite de sono tranquila e se alimentar direito antes de tudo começar.

Uma outra recomendação é sair de casa com antecedência para que, em caso de emergências, o tempo não se torne seu maior inimigo. Depois de tanto estudo, não dá pra perder a prova por conta de atrasos, certo?

Relação candidato/vaga da residência médica na Unesp 2022

Agora, é hora de conferir qual foi a relação candidato/vaga da residência médica na Unesp 2022. Mesmo que ela varie com o passar do tempo, você pode ter uma ideia do que esperar e se preparar para conquistar a tão sonhada vaga. 

EspecialidadeCandidatosVagasCandidato/Vaga
Anestesiologia165723,57
Cirurgia Cardiovascular15115
Cirurgia Geral200728,57
Clínica Médica4353014,5
Dermatologia212635,33
Ginecologia e Obstetrícia187823,37
Infectologia2538,33
Medicina de Família e Comunidade313
Medicina Esportiva14114
Medicina Intensiva11111
Neurocirurgia72236
Neurologia130621,66
Oftalmologia136719,42
Ortopedia e Traumatologia3356,6
Otorrinolaringologia87329
Patologia1735,66
Pediatria126167,87
Psiquiatria164627,33
Radiologia e Diagnóstico por Imagem65610,83

Análise do curriculum

Primeiro, vale lembrar que a gente já fez um texto explicando como funciona a análise curricular da residência médica na Unesp. Depois de ler, você vai entender os detalhes dessa etapa do processo seletivo e saber exatamente o que fazer para mandar bem. Mas por agora, vamos ressaltar os pontos mais importantes. 

A análise do curriculum vale 10 pontos e tem peso 1 na sua nota final. Apesar disso, não pense que essa etapa não é importante, porque é ela que vai dar aquele empurrãozinho final para que você seja aprovado. Nessa parte do processo seletivo, vão ser considerados:

  • duração do internato;
  • aproveitamento durante o curso de graduação;
  • participação em atividades extracurriculares relacionadas ao ensino;
  • assistência médica e estágios supervisionados;
  • pesquisa científica e envolvimento institucional;
  • participação de atividades de âmbito não relacionadas diretamente à profissão, 
  • línguas estrangeiras;
  • monitorias;
  • trabalhos publicados;
  • trabalhos apresentados em congressos;
  • bolsa oficial de iniciação científica;
  • etc.

Na última edição da prova de residência médica da Unesp, os documentos deveriam ter capa com identificação, texto descritivo do currículo e os respectivos documentos comprobatórios, cópia do diploma de graduação ou declaração de conclusão do curso e cópia do histórico escolar do curso de graduação.

A elaboração de recursos 

No último processo seletivo, os candidatos enviaram os recursos por meio do endereço http://www.avaliacao.fmb.unesp.br/recurso. A data e hora para envio estava indicada no edital, então, na próxima prova de residência médica da Unesp, fique atento a isso. 

Para fazer um recurso, você precisa inserir o seu CPF ou número da inscrição. Mas lembre-se: somente um recurso pode ser enviado por candidato, beleza? Quando ele já estiver pronto, basta imprimir, assinar e protocolar um formulário que o sistema vai gerar.

Ah, e é bom lembrar que os pontos relativos às questões anuladas vão ser atribuídos a todos os participantes. Então, se você achar que há chances de uma questão estar incorreta, vale a pena elaborar um recurso e aumentar a sua nota. 

Acabou tudo, quando sai o resultado da prova de residência médica da Unesp?

Na última edição da prova, a Unesp divulgou o resultado no comecinho de fevereiro no próprio site da instituição. E se você não foi aprovado logo de primeira, fique tranquilo, porque a instituição faz mais chamadas para preencher as vagas das pessoas que desistiram de fazer residência médica na Unesp.

Ouça a voz da experiência!

Agora, para completar os seus conhecimentos sobre a prova de residência médica da Unesp, que tal conferir um relato de quem já enfrentou o exame e conseguiu a aprovação? Esse é o caso da Ana Vitória Haddad, que foi aluna da Medway  e passou em Radiologia e Diagnóstico por Imagem na Universidade Estadual Paulista. Sensacional, né?

De acordo com a Ana, no dia da prova, tudo estava muito bem organizado, apesar de ter rolado no centro de São Paulo. Isso, com certeza, fez com que os candidatos não ficassem mais tensos para o exame e ajudou muito. 

Ela também contou que fez e corrigiu todas as provas que a Unesp aplicou nos últimos cinco anos. Aqui no blog, a gente sempre ressalta o quão importante esse exercício é. Fazendo como a Ana, dá pra compreender as principais exigências da instituição e se familiarizar com o formato do exame.

A Ana foi nossa aluna do Intensivo São Paulo e falou pra gente que o curso fez toda a diferença em seus estudos. Ela conta que não só as aulas a auxiliavam, mas que o contato que os professores mantêm com os alunos também foi muito importante para a sua aprovação. “Sou suspeita pra falar da Medway, eles me ajudaram demais”, ela completa. 

Por fim, pedimos pra que ela desse uma dica a vocês, candidatos e futuros residentes da Unesp. “Façam as provas antigas e corrijam questão por questão, porque isso ajuda a reconhecer o padrão da banca. Também sugiro conversar com algum residente da instituição pra saber como é o serviço da especialidade que você quer”, indica Ana. 

Gostou de saber mais sobre a prova de residência médica da Unesp?

E aí, gostou? Espero que o conteúdo tenha sido útil. Se quiser compartilhar esse conteúdo com um amigo que também sonha com uma vaga de residência médica na Unesp, clica aí embaixo e compartilha esse artigo com ele! Quem sabe vocês não estão juntos por aqui no ano que vem? 

Quer estar entre os aprovados do próximo ano mas sente que não vai ter tempo de estudar o suficiente? Pode deixar que a gente tem a solução perfeita para os seus problemas. Com o Intensivo São Paulo, você tem acesso a 40 aulas direcionadas por instituição, guias estatísticos, simulados exclusivos e muito mais. E tudo isso voltado para os assuntos mais cobrados das principais provas de residência médica de SP. Bacana, né? 

Mas a melhor parte ainda está por vir: é possível testar todas essas ferramentas gratuitamente durante um período de 7 dias. É isso mesmo que você leu: é uma semana totalmente gratuita pra você aprimorar os seus conhecimentos e dar um gás na sua preparação. Vai ficar de fora dessa? Clique AQUI e inscreva-se já no Intensivo São Paulo.

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
DjonMachado

Djon Machado

Catarinense e médico desde 2015, Djon é formado pela UFSC, fez residência em Clínica Médica na Unicamp e faz parte do time de Medicina Preventiva da Medway. É fissurado por didática e pela criação de novas formas de enxergar a medicina.