Carregando

Como fazer a revisão de estudo para a residência entrar na rotina

Fala, pessoal! O assunto de hoje é uma técnica que muitos alunos tendem a deixar de lado, ou utilizar de maneira errada, mas que é primordial para lembrar e realmente fixar os conteúdos: a revisão de estudos. Ela não pode faltar na rotina de estudos de quem quer passar na residência médica, mas, ainda assim, não deve atrapalhar o aprendizado de novos conteúdos. Então, como fazer a revisão de estudo que traz resultados, mas que se adequa à sua rotina sem desperdiçar tempo? Bora lá descobrir!

Mas antes, tenho uma dica para você que está se preparando para as provas de residência médica: estamos com tudo pronto para a Masterclass deste ano! Na Masterclass, o maior evento de Mentoria em residência médica do Brasil, você vai aprender o caminho para chegar aos 80% e ser aprovado em todas as provas de residência que você prestar. E a edição 2022 está cheia de novidades! Entre os dias 17 e 23/01, além de 3 aulas grátis, você vai ter plantões de dúvidas com o time de mentores da Medway e até a oportunidade de testar a Medway Mentoria gratuitamente! Faça já sua inscrição na Masterclass 2022 aqui!

Como fazer a revisão de estudos para a residência entrar na rotina
Quer saber como fazer revisão de estudos para prova de residência? Continue lendo!

Como fazer revisão de estudo?

Digamos que você acabou de estudar tudo sobre pancreatite, logo, você retém 100% do conhecimento sobre esse conteúdo. Daqui 20 minutos, essa retenção cai para 58%. E, em 31 dias, a retenção de conteúdo cai para 21%. Meio dramático, né? Mas é verdade. Quem disse isso foi um psicólogo alemão, Hermann Ebbinghaus, que estudou muito a área da memória. Portanto, ficou comprovado que caso não se faça uso da revisão, nosso esquecimento da matéria estudada é proporcional ao tempo que passa. Viu como é importante encaixar revisões na sua rotina de estudos? Agora, vamos ver algumas técnicas que vão ajudar a entender como fazer revisão de estudo para a residência médica:

  • Resolução de questões
  • Mapas mentais
  • Auto explicação
  • Flashcards
  • Fazer provas antigas
  • Revisões mentais

Se você quiser saber de maneira mais aprofundada como utilizar cada um desses métodos, já fizemos um post que você pode acessar clicando aqui.

Alguns métodos para evitar são aqueles que demandam tempo e esforço demais e trazem baixos resultados, como ler apostilas atrasadas inteiras, reler apostilas que você já leu, grifar textos, passar anotações a limpo e ler resumos ou mapas mentais que foram feitos por outras pessoas.

A importância do cronograma de estudos

Primeiramente, é necessário ter um cronograma de estudos. Quando bem feito, ele vai te ajudar a não acumular matérias e a encaixar as suas revisões para que o conteúdo não seja esquecido. Mas como fazer esse cronograma

Primeiramente, ele deve ser personalizado, ou seja, é você quem tem que elaborá-lo. Isso porque o cronograma de estudos do cursinho segue uma rotina generalizada, e só você sabe quanto tempo cada tarefa demanda de acordo com o seu ritmo pessoal, suas dificuldades e o foco na instituição que deseja. 

Além disso, esse cronograma deve ser atualizado de acordo com a sua evolução, isso é, metrificando resultados. Conte seus erros e acertos e veja em quais conteúdos você precisa dar maior enfoque, e quais você já pode deixar somente para revisão. Essas particularidades, nenhum cronograma feito por outras pessoas pode ter.

Então, quando você estiver montando o seu próprio cronograma, não despreze as revisões. Monte uma planilha de estudos, e separe horários específicos toda semana para revisar os conteúdos aprendidos através dos métodos que você se adaptar melhor. Quer aprender a montar um cronograma de estudos para a prova de residência? Clique aqui e confira todas as dicas! Se você está na reta final dos estudos e quer fazer uma revisão estilo apanhado geral pra chegar na prova com os conteúdos fresquinhos na cabeça, não se desespere, já fizemos um artigo sobre como fazer a revisão de estudos para residência médica na reta final.

Como colocar a revisão dentro da sua rotina de estudos

Ok, então vamos recapitular: a revisão de conteúdo é essencial porque, sem ela, nós esquecemos até quase 80% do que foi aprendido após o período de um mês. Para a revisão, existem vários métodos diferentes, e os melhores são aqueles que funcionam para você. Para não esquecer de fazer revisões e manter os conteúdos em dia, é necessário criar uma tabela de estudos personalizada.

Mas afinal, como incluir a revisão na programação?

Antes de falar como fazer revisão de estudo entrar no cotidiano, vamos explicar uma coisa. Existem dois erros muito comuns entre os alunos que estão estudando para passar na residência médica. Um nós já falamos, que é o de ignorar completamente a revisão. O outro é o de priorizar demais as revisões a ponto de atrapalhar a rotina de aprendizado de novos conteúdos. Então, é preciso saber dosar.

No seu cronograma, intercale seus horários de estudos entre: teoria, prática e reforço. Ficar tempo demais focado em qualquer uma dessas atividades vai te cansar e diminuir drasticamente a sua produtividade. Além disso, o certo é que as revisões sejam curtas. Assim, se você passou 1 hora estudando conteúdo teórico, passe em média 10 minutos na revisão ativa. Nada de reler resumos ou passar a limpo, esse é o momento de resolver exercícios ou utilizar outros métodos efetivos que já listamos lá em cima.

Para inserir na planilha, você pode reservar horários para revisões imediatas (logo após o aprendizado teórico), após 24 horas, 7 dias depois e 31 dias depois. Isso porque a revisão não pode ser feita somente uma vez, ela deve ser constante para ter certeza de que o conteúdo foi absorvido e não será esquecido. Logo, se as revisões devem ser frequentes, elas devem ser curtas para otimizar o seu tempo e obter os melhores resultados.

Em suma, na sua planilha, separe horários diariamente para aprender conteúdos novos, para praticar e para revisar. Esses horários de revisão devem ser curtos, e podem ser imediatamente após a aula ou resolução de exercícios, podem ser sobre os conteúdos aprendidos no dia anterior de determinada matéria, após o período de uma semana, e após um mês. Quanto maior a frequência, melhor. Mas não se esqueça de que, apesar de periódicas, não devem tomar seu tempo de forma exagerada. Então, se elas não tomam tanto tempo e garantem a absorção verdadeira do conteúdo, não tem motivos pra você não fazê-las, né? Agora é só pegar a sua planilha e se organizar bem que você vai alavancar os seus estudos!

E aí, curtiu ver como fazer a revisão de estudo entrar na rotina?

Esperamos que você tenha aprendido como fazer a revisão de estudo entrar no seu cronograma e agora esteja preparado para botar na prática! Se você curtiu esse conteúdo, aposto que você vai adorar o nosso Podcast Projeto R1 São Paulo! Nele, entrevistamos residentes de diversas instituições e especialidades. Lá, você vai ouvir histórias e aprender dicas que também podem te ajudar na preparação.

Além disso, temos também vários materiais te esperando lá na Academia Medway. Você pode conferir e-books, Guias Estatísticos como o Guia Estatístico da Santa Casa, e minicursos. Tudo isso gratuito! Ah, e caso você sinta que precisa de uma ajuda a mais, temos uma dica que pode te interessar. Nosso curso Medway Mentoria já ajudou centenas de alunos a entrarem na residência de seus sonhos. Nele, te passamos técnicas de estudo e metodologias de planejamento e organização que te levarão rumo à residência dos seus sonhos. 

Bora pra cima!

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
JoanaRezende

Joana Rezende

Carioca da gema, nasceu em 93 e formou-se Pediatra pela UFRJ em 2019. No mesmo ano, prestou novo concurso de Residência Médica e foi aprovada em Neurologia no HCFMUSP, porém, não ingressou. Acredita firmemente que a vida não tem só um caminho certo e, por isso, desde então trabalha com suas duas grandes paixões: o ensino e a medicina.