Meus Métodos de Revisão Para Provas de Residência Médica

Você com certeza já testou diferentes métodos de estudo e, principalmente, de revisão para provas de residência médica. Isso porque sabemos que tempo é dinheiro (ou melhor, tempo é aprovação).

Mas, afinal, qual é a importância do método de revisão para esse processo? E, mais importante, como se faz uma revisão?

Para responder a essa pergunta, vamos nos voltar a um psicólogo alemão estudioso da área da “memória”, lá do século XIX: Hermann Ebbinghaus. Por meio de seus experimentos (um deles mostrado no gráfico abaixo), constatou-se que o nosso esquecimento da matéria estudada é proporcional ao tempo que passa, caso não façamos uso das revisões.

Esta conclusão, embora possa soar como óbvia, torna-se dramática quando percebemos que, um dia após estudar um determinado assunto, só retemos 33% dele.

Método de Revisão prova de residência Ebbinghaus
A Curva de Esquecimento de Hermann Ebbinghaus

Tá, mas qual o jeito ideal de revisão para provas de residência médica?  Na verdade, essa resposta é bastante individual, pois cada um de nós se adapta melhor a um tipo.

Logo, criei uma lista com tudo que fiz durante o momento de revisão para provas de residência médica. Confira abaixo!

1) O Método de Revisão para Provas de Residência Médica mais Conhecido

Isso mesmo que você está pensando: fazer questões!

Talvez o método mais simples de todos, mas indiscutivelmente um dos mais eficazes. Porém, existem técnicas (um know how) a serem seguidas para fazer questões, com o objetivo de otimizar o rendimento.

Em primeiro lugar, antes de sair respondendo centenas de questões, tenha em mente o seguinte:

  • Você precisa ter uma certa bagagem do conteúdo para se sair bem
  • Por mais que você tenha estudado, sempre haverá perguntas que você ficará em dúvida ou sequer saberá como resolver – mas isso não é motivo de pânico, afinal, é justamente nessas horas que o aprendizado ocorre.

“Bizus”

Para demonstrar um dos melhores “bizus” no que tange à realização de questões, vou formular a seguinte pergunta hipotética:

“(MEDWAY 2020)Em relação à insuficiência cardíaca congestiva, é correto afirmar que:”.

A grande dica é não responder apenas a resposta correta, e sim saber justificar/entender o motivo de as outras estarem erradas. Acreditem, isso parece algo extremamente simples, mas o resultado é surpreende e enriquecedor quando aplicado.

Outra habilidade necessária nessa hora é ter humildade e ser médico para realizar um diagnóstico. Humildade? Ser médico? Como assim?!

Sim, humildade para reconhecer se você teve dificuldades para responder a pergunta, e “ser médico” para “diagnosticar” seus pontos fracos sobre o assunto da questão, para que se possa corrigi-los a tempo, antes do Dia “D” (da prova de residência médica).

Além de servir como método de revisão para as provas de residência médica consolidar tópicos já estudados, as questões podem trazer ainda novos conceitos – talvez “detalhes” – porém é sua obrigação anotá-los em uma folha para aprender e não errar mais.

Observem os meus registros abaixo – eu possuía cadernos exclusivamente para a resolução de questões:

Revisão para residência médica - método de resumo dos aprendizados novos
Anotar SEMPRE e “aprender” com as questões – inclusive as que acertamos.

2) Mapas Mentais como Método de Revisão Para Provas de Residência Médica

Criado pelo psicólogo inglês Tony Buzan, esse método de revisão para provas de residência médica é um dos mais defendidos e exaltados por estudiosos da área de concursos públicos, como o autor Fernando Mesquita

A ideia aqui é simples: você precisa resumir um certo conteúdo na forma de “imagens”, usando o menor número possível de palavras. Observem a imagem abaixo:

Mapa mental é um importante método de revisão para as provas
Mapa mental clássico

Assim como o método de revisão por questões, aqui também se exige uma certa técnica para confeccionar os Mapas Mentais.

Primeiro, utilizar o máximo de cores possíveis, pois parece que nosso cérebro “capta” um maior número de informações desse jeito, ao invés de escrever tudo com uma caneta só.

Em segundo lugar, é fundamental que você faça o seu próprio Mapa Mental, para exercitar sua memória e seu aprendizado.

Hoje em dia podemos encontrar vários perfis de Instagram de colegas médicos estudando para a residência médica. Porém, a retenção de informações quando nós as produzimos é infinitamente maior do que quando as “recebemos de mão beijada”.

resumo para revisão provas de residência médica
Exemplo de Mapa Mental em medicina. Créditos ao perfil @resumindoafisio.

Outra observação importante: ao começar a produzir Mapas Mentais, não os faça copiando “na íntegra” as informações de apostilas e livros, pois a ideia é justamente estimular seus neurônios a se lembrarem do que você estudou.

Não tem problema em escrever algo errado (e depois corrigir, logicamente) ou esquecer de algum detalhe. É justamente aí que aprendemos!

Então aproveite, já que existem diversos aplicativos de Mapa Mental (MindMeister), podendo te poupar um valioso tempo para confeccioná-lo.

Contrapontos (importantes!)

Se eu for te falar o preto no branco: nós não recomendamos.

Isso porque mapas mentais exigem um grande tempo para serem produzidos – principalmente no início. E mesmo que você não os produza, a falta de linearidade no estudo do conteúdo atrapalha muito. Logo, não faz sentido fazer, apesar de você gostar. Sinto muito, mas aqui o papo é reto

3) Resumo por Áudio

Fazer resumos por Áudio? Como assim?! Realmente, esse método de revisão para provas de residência não é muito conhecida pelos “concurseiros”, mas pode ser muito válida para aqueles que moram em cidades grandes como São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e que precisam enfrentar um trânsito nada agradável diariamente.

E o funcionamento não tem segredo, só que desta vez precisamos obrigatoriamente do “apoio” da tecnologia.

Existem diversos apps chamados de “audio recorder” que são essenciais para aplicar esta técnica.

revisão para prova no trânsito

A ideia é gravar você falando sobre determinado assunto (aqui talvez seja uma das poucas oportunidades que é permitido “colar” das apostilas e livros), salvar e escutar quando estiver preso no trânsito ou até mesmo viajando.

A síntese desta técnica é o pensamento de transformar adversidades em oportunidades. Enquanto muitos enxergam o trânsito somente como algo negativo, é possível “usufruir” dele com os Resumos por Áudio e sair na frente dos concorrentes.

4) Flashcards como Revisão para Provas de Residência Médica: realidade ou moda?

Certamente é uma realidade. Não quer dizer que você é obrigado a utilizar mas a “gamificação” do estudo e o fato de poder aproveitar pequenos momentos livres em seu plantão ou onde quer que seja favorecem muito esse método de revisão.

Pense bem: durante um momento ocioso de seu plantão é perfeitamente possível fazer alguns flashcards ou algumas questões pelo aplicativo. Contudo,  se você quiser ler um capítulo da apostila não fará nenhum sentido, uma vez que, para se concentrar, leva um certo tempo, e provavelmente você será interrompido durante sua leitura!

Depois de avaliar uma série de ferramentas, nós recomendamos (de longe) o Brainscape, da Flashcards Brasil! 

Ele contempla as 5 grandes áreas e as classifica em diversos subtópicos, o que permite fazer revisões bem focadas dos assuntos que você deseja! Nós não utilizamos em nossa época mas, depois de avaliar extensamente o app, não temos dúvidas que seria de grande valia!

5) Faça provas antigas

Uma das técnicas de estudo mais conhecidas é a resolução de provas antigas, que, além de funcionarem como testes práticos para entender se seu desempenho está evoluindo, ainda te ajuda a saber quais são os conteúdos cobrados pelas bancas das instituições em que você mais quer ser aprovado.

Revisar as provas teóricas de residência médica anteriores das instituições que você quer é um método de revisão muito eficiente de garantir uns pontinhos a mais! Sabia que, na prática, é comum a “repetição de questões” com leves modificações na forma como o conteúdo é cobrado? Assim você consegue direcionar muito melhor os seus estudos para determinada prova.

6) Revisões mentais

Esse método de revisão tem tudo a ver com os nossos itens 3 e 4. Na verdade, eles são complementares. Sempre que você terminar uma questão, reflita sobre o assunto abordado no exercício. Desse jeito, você consegue fixar melhor o conteúdo estudado. Mas, como isso pode se juntar com os itens 3 e 4?

Bom, é que explicar o conteúdo que estudou é uma ótima forma de aplicar essa estratégia. Então, você pode aproveitar para gravar essa explicação e utilizá-la como um resumo por áudio. Além disso, você pode utilizar os flashcards para começar suas revisões mentais em alguns momentos.

Afinal, qual é o melhor método de revisão?

Então, qual usar? Como organizar seus resumos e revisões?

Em resumo, isso tudo é muito individual.

Você sente que a sobrecarga está grande demais e não dá tempo nem de estudar o básico? Primeiramente, aprenda algumas técnicas e ferramentas de produtividade e organização e depois pense sobre fazer revisões.

Obs: para os que ainda não notaram… você não vai conseguir estudar tudo mesmo!

Se a falta de tempo é um problema no momento, adapte-se. Aquele resumo mental que você faria para se explicar uma matéria, é só gravar e ouvir no carro. Desse modo não precisa parar após o seu estudo simplesmente para montar um resumo.

Você precisa revisar tudo? Não! Se está estudando assuntos que te parecem óbvios e consegue realizar questões com facilidade, para que você vai perder tempo fazendo um mapa mental sobre o assunto?

E se você quiser revisar somente por questões? Também está tudo bem! Desde que as faça com frequência e, principalmente, as faça voltado para as provas que você quer.

Resumos e revisão para as provas de residência podem ser muito importantes, porém apenas se você as usar com técnica e não como modo de procrastinar as suas horas de estudo!

Se quiser saber mais para não errar besteira na hora da prova, confira nosso ebook totalmente gratuito Os 15 Bloqueios que te Impedem de ser Aprovado na Residência.

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
LeonardoBernardes

Leonardo Bernardes

24 anos, catarinense, formado pela Universidade do Planalto Catarinense em 2017. Foi 2º Tenente no 1º Batalhão Ferroviário/Exército Brasileiro em 2018 e é atualmente residente em Neurologia no Hospital Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Possui interesse na área de estudo de preparação para concursos públicos, inclusive Residência Médica.