Como estudar para a Prova Prática de Residência Médica?

Você já pensou em fazer um curso para a prova prática da residência médica? Pois é, essa é uma decisão importante, porque essa etapa é crucial para a sua aprovação, já que ela contabiliza pelo menos 40% da sua nota final na maioria das instituições. É nessa hora em que seus conhecimentos técnicos são testados em uma situação de muita tensão e nem sempre tão parecida com o que vivemos no cotidiano.

Só que não é preciso ter medo! Apesar de essa ser uma avaliação que causa um pouco de nervosismo, o preparo é a chave para o seu sucesso. Ao saber como estudar corretamente, terá a chance de mandar bem nesse momento!

Por isso, para começar, sugiro que você baixe o nosso e-book gratuito Como brilhar nas provas práticas de residência médica, que traz dicas valiosas de como estar 100% preparado para competir pela sua vaga com os melhores do país na sua especialidade, incluindo checklists comentados das estações que são frequentemente cobradas nas principais instituições do Brasil.

Quer descobrir mais dicas de como ter bons resultados nesse processo? Veja dicas dignas de um curso para a prova prática de residência médica!

Saiba como esse tipo de avaliação é realizado

Muita gente passa para a fase teórica e começa a estudar sem nem sequer saber como tudo funciona. O resultado não poderia ser outro: nervosismo nas alturas e despreparo para o que realmente acontecerá.

Para não correr esse risco, o ideal é já ter uma ideia do que vai ocorrer. Procure vídeos com simulações e pergunte a seus amigos e outros profissionais da área. Assim, já é possível ajustar seu mindset para superar o desafio, e não ser pego de surpresa lá no final do ano.

Treine o protocolo com a ajuda de um checklist

Cada estação da prova prática tem exigências diferentes, bem como os casos apresentados. Não tem como saber o que você vai encarar, mas algumas etapas são sempre importantes. Fazer uma apresentação cordial ao paciente, lavar as mãos e explicar os procedimentos fazem parte do protocolo exigido.

Então, vale a pena utilizar uma lista de tarefas com tudo o que deve ser feito para que possa treinar. Repita o protocolo de novo e de novo e de novo até que se torne quase natural fazê-lo.

Essa “lista de tarefas” nada mais é o checklist de que a gente tanto fala, e que é a base de toda prova prática. Com a ajuda dele, será mais fácil reconhecer de qual tarefa tem se esquecido e o que precisa de atenção maior. Depois que conseguir o “check” em todas as tarefas várias vezes, verá que valeu a pena!

Também é possível pensar em ações exigidas para casos fictícios (use sua imaginação!). É improvável que você acerte exatamente o caso que será apresentado, mas algumas medidas poderão se repetir. Então, vale treinar ao longo do estudo.

Aprenda a gerenciar melhor o seu tempo

Um bom curso para a prova prática de residência médica não vai incluir somente os temas ou os processos. Afinal, também é essencial pensar no aproveitamento correto do tempo.

Na maioria das vezes, você terá de 5 a 10 minutos para resolver todas as etapas. Portanto, é indispensável saber distribuir seu tempo entre anamnese, exame físico, hipótese diagnóstica e tratamento recomendado. Não foque apenas em dar o diagnóstico, pois você provavelmente perderá pontos importantes. Sem estourar o tempo, suas chances se multiplicam!

Simule uma prova prática e teste seus conhecimentos

Na sequência, é hora de definir se está indo bem. Para isso, o ideal é simular uma prova prática para entender onde precisa melhorar. Conte com um amigo ou profissional experiente para ser o avaliador ou grave sua performance, para conferir depois. No lugar de um ator, você pode usar um vídeo ou mesmo contar com um colega.

Tente se imaginar na situação “de verdade” e dê o seu melhor, em todas as tarefas. Após, reveja onde escorregou, como se tiver demorado demais ou errado o diagnóstico. Assim, é possível saber o que deve ser melhorado ao longo da preparação.

Além de recorrer a um curso para a prova prática de residência médica, é essencial utilizar essas dicas. Desse jeito, você estudará de forma estratégica e aumentará as chances de ser aprovado.

No último ano, a primeira fase da prova de residência médica da ISCMSP foi realizada à tarde, às 14h, na Universidade São Judas Tadeu – Unidade Mooca, próximo ao metrô Bresser. Os portões abriram um pouco antes das 13h. É importante tentar chegar no horário para evitar contratempos, já que é o mesmo local para todos os candidatos e o fluxo de carros costuma ficar intenso!

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
JoãoVitor

João Vitor

Capixaba, nascido em 90. Graduado pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) e com formação em Clínica Médica pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HC-FMUSP) e Administração em Saúde pelo Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE). Apaixonado por aprender e ensinar.