Carregando

O que é o ciclo clínico na Medicina

A vida de quem escolhe a medicina como missão e carreira profissional não é fácil, não é mesmo? Primeiro você tem de lidar com o vestibular disputado, depois, você já sabe que vai passar seis anos na faculdade de Medicina e vai ter de estudar muito e passar pela fase exigente de internato, para então, finalmente começar logo a trabalhar ou, quem sabe, seguir a trilha da residência médica e buscar por uma especialidade que atenda aos seus anseios pessoais e profissionais. Mas calma! Antes de cair no mundo real e botar a mão na massa, você precisa primeiro passar por todas as fases, ciente de cada processo e buscando se aprimorar em cada uma delas. Um desses momentos cruciais e, por vezes bastante, temido começa ainda na graduação: é o ciclo clínico da Medicina. 

Mas afinal de contas, você conhece todos os ciclos da faculdade de Medicina? A gente sabe que a cada semestre, as diferenças vão surgir, mas a despeito de outros cursos de graduação, em Medicina, a cada 2 anos de estudos há uma grande mudança de perspectiva, são os chamados ciclos. Nos dois primeiros anos, inicia-se o ciclo básico, no qual o estudante vai ter o seu contato introdutório com as matérias, entender um pouco como funcionam, na teoria e também na prática, disciplinas como Anatomia, Fisiologia, Histologia e Bioquímica. Essa é uma etapa de extrema importância para que você obtenha a base necessária de conhecimentos para poder chegar às próximas fases do curso mais preparado: são elas o ciclo clínico, que acontece no terceiro e quarto anos e por fim, o internato. E dessas três grandes fases da faculdade de Medicina, nosso papo aqui hoje vai se concentrar na segunda: o ciclo clínico na Medicina. Vamos lá? 

O que é o ciclo clínico em Medicina? 

Cada um dos ciclos da Medicina têm como objetivo preparar o aluno para ser um bom profissional e cada um deles tem uma função bastante diferente no processo de formação do médico. O ciclo clínico vai exigir de você que a sua base anterior, no ciclo básico, tenha sido bem estruturada, já que é nele que você vai se aprofundar na clínica médica e na cirurgia. Logo, desde o início da faculdade de Medicina, você deve manter a rotina de estudos organizada e buscar aproveitar o máximo do aprendizado oferecido. 

O ciclo clínico em Medicina começa por volta da metade do curso, no 3º e no 4º ano
O ciclo clínico em Medicina começa por volta da metade do curso, no 3º e no 4º ano

O ciclo clínico na graduação em Medicina acontece por volta da metade do curso, o que corresponde ao período que compreende o terceiro e quarto anos. Nesse ciclo, você vai entrar com contato com disciplinas que vão abordar as doenças e suas características de evolução e manifestação e também vai aprender sobre os seus tratamentos e as formas de prevenção, em disciplinas como a Imunologia, a Semiologia, a Patologia, e Propedêutica e a Epidemiologia. 

Aí sim, durante esse processo, você começa a entrar em contato com pacientes de verdade, nos hospitais-escola, para aprender na prática, a fazer anamneses e muitos exames físicos, além de conhecer as técnicas de interpretação de exames de laboratório. É um biênio de muito estudo. Pode se preparar para um ciclo pra lá de exigente, num ritmo grande de estudos. Isso porque muitos dos conteúdos são extensos e técnicos e vão demandar de você muita organização para dar conta de tudo. 

E como em tudo na vida e na faculdade, nem sempre o que temos disponível é suficiente para que o aprendizado seja global ou eficaz: seja por deficiências de aprendizagem no ciclo anterior, seja pela falta de didática dos professores, muitos alunos chegam a essa fase da graduação em Medicina sentindo-se meio apavorados. É sempre bom manter outras estratégias de revisão e fixação de conteúdo: buscar outros materiais além dos oferecidos em sala, cursos, grupos de estudos ou estudar por questões. Vale de tudo um pouco pra tentar melhorar a assimilação dos conteúdos. Muitos médicos afirmam que é no ciclo clínico que você é realmente apresentado para a Medicina e que muitos alunos acabam escolhendo ali, nessa fase, os caminhos que vão decidir trilhar na residência médica por já conseguirem se identificar com algumas áreas mais específicas da Medicina. 

O ciclo clínico é o momento em que o estudante de Medicina vai ter que desenvolver habilidades de comunicação e interação, já que vai ter que falar com pacientes, vai também ampliar seu raciocínio clínico ao analisar diagnósticos e possibilidades, e aprender, nas visitas à enfermaria, sobre as doenças que têm estudado. É sim um momento que exige dedicação, mas de intenso aprendizado!

E é só isso? 

Mas é claro que não! Passados os ciclos básico e clínico, vem a temida e também ansiosamente esperada etapa do internato. Ela acontece nos quarto e quinto anos da faculdade de Medicina. Nesta fase, o estudante tem muito mais preparo e autonomia para se dedicar na integralidade, ao aprimoramento dos seus conhecimentos práticos e teóricos. 

Mas com grandes poderes, também vêm grandes responsabilidades. É comum que nessa fase o estudante se sinta inseguro e exausto, afinal de contas ele vai poder de fato, atuar nos serviços de saúde, prestando atendimentos, fazendo plantões, acompanhado pacientes e até auxiliando em cirurgias. Tudo isso para que ao final dos seis anos de curso possa ter a habilitação necessária para atuar como médico generalista

Pra dar conta dessa etapa, cuidados com a saúde física e mental são mais que bem-vindos! A gente sabe — e sabemos mesmo — que a ansiedade por botar a mão na massa e aprender tudo o que puder, nesse momento, toma conta da gente. Mas é bom reservar para si momentos de descontração e buscar por atividades físicas e de lazer. Pra isso, os amigos ajudam bastante. 

Também é durante o internato que muitos médicos começam a se interessar por informações sobre as residências médicas e muitos iniciam os estudos preparatórios nessa fase, mesmo sendo um momento de estudos práticos intensos. Uma boa rotina aliada a um cronograma de estudos personalizado, tem sido recursos eficientes para ajudar aqueles que já querem dar esse passo na sua formação, desde cedo. 

Pra isso, a gente, aqui da Medway, está junto de você desde sempre! Nosso Curso de Internato  é gratuito e vai te ajudar a ter segurança nessa fase da faculdade. Por lá, você vai aproveitar 16 horas de aula, com direito a aprendizado sobre anamnese, preenchimento do prontuário e passagem de visita, exame físico das mais diversas especialidades, procedimentos e muito mais. Clique aqui e se inscreva!

Vamos estudar juntos? Bora pra cima!

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
JoanaRezende

Joana Rezende

Carioca da gema, nasceu em 93 e formou-se Pediatra pela UFRJ em 2019. No mesmo ano, prestou novo concurso de Residência Médica e foi aprovada em Neurologia no HCFMUSP, porém, não ingressou. Acredita firmemente que a vida não tem só um caminho certo e, por isso, desde então trabalha com suas duas grandes paixões: o ensino e a medicina.