Carregando

Sintomas da depressão: você sabe quais são?

Fala, pessoal! Tudo bem aí? Hoje é dia de falar sobre os sintomas da depressão, tratando das minúcias do quadro clínico desses pacientes. Preparado? Então, continue a leitura para ficar craque no assunto! 

O que sabemos dos transtornos depressivos é que eles têm apresentação clínica variada, podendo ser um pouco desafiador diagnosticá-los em alguns casos, beleza? Por isso, com este texto, a nossa intenção é que tudo fique mais fácil. 

Na área da Psiquiatria, dividimos os sintomas em psíquicos, comportamentais e físicos, para entendermos melhor o quadro clínico do nosso paciente. Alguns desses sintomas não são necessários para o diagnóstico, mas devem ser avaliados e valorizados.

Sintomas da depressão: você sabe quais são?
Sintomas da depressão: você sabe quais são? Imagem disponível em: https://www.health.harvard.edu/mind-and-mood/six-common-depression-types

Os sintomas da depressão

Agora você pode conferir, abaixo, um quadro com todos os sintomas comuns dos transtornos depressivos, incluindo os psíquicos, comportamentais e físicos. Vamos lá!

Sintomas psíquicosHumor deprimido;
Perda de prazer;
Perda de interesse/motivação;
Baixa autoestima;
Culpa;
Indecisão;
Ideias ou planos suicidas;
Redução de libido;
Hipersensibilidade;
Perfeccionismo;
Pessimismo ou desesperança;
Sentimento de desamparo;
Irritabilidade;
Ansiedade ou nervosismo;
Distorções cognitivas;
Redução da concentração;
Sensação de estresse.
Sintomas comportamentaisTentativa de suicídio;
Alentecimento ou agitação psicomotora;
Ataques de raiva;
Redução da produtividade;
Redução das atividades de lazer;
Isolamento social;
Esquiva da intimidade emocional e sexual;
Uso ou abuso de substâncias;
Vitimização;
Automutilação.
Sintomas físicosFadiga ou falta de energia;
Insônia ou hipersônia;
Aumento ou perda de apetite;
Aumento ou perda de peso;
Sensação de peso em braços e/ou pernas;
Disfunção sexual;
Dor;
Cefaleia;
Tensão muscular;
Queixas gastrointestinais;
Taquicardia;
Palpitações;
Sensação de queimação.

Por que devemos conhecer esses sintomas? 

Bom, saber o que acompanha os episódios depressivos do nosso paciente nos ajuda a dividir a depressão em alguns subtipos, que levam em consideração também as características do episódio, a polaridade, o curso, os fatores desencadeantes e a gravidade. 

Assim, vamos conseguir instalar o melhor tratamento para o nosso paciente. Lembrando que o tratamento também será abordado em outro texto, beleza? Agora, direto ao ponto: de acordo com o Manual de Clínica Psiquiátrica da Unifesp, podemos dividir a depressão nos seguintes subtipos:

  • Melancólica: humor não reativo, anedonia, perda de peso, culpa, agitação ou lentidão psicomotora, piora matinal do humor e despertar precoce; 
  • Atípica: humor reativo, hipersônia, aumento do apetite, sensação de peso nos membros e sensibilidade à rejeição pessoal; 
  • Psicótica: presença de delírios e alterações da sensopercepção;
  • Catatônica: catalepsia, excitação catatônica, negativismo ou mutismo, maneirismos ou estereotipias, ecolalia ou ecopraxia; 
  • Crônica: episódio depressivo maior por mais de 2 anos;
  • Sazonal: início e remissão dos sintomas em determinada estação do ano;
  • Puerperal: início dos sintomas nas primeiras 4 semanas pós parto.

Curtiu saber mais sobre os sintomas da depressão?

É isso, pessoal! Gostou de saber mais sobre os sintomas da depressão? Então, aproveite para conferir mais conteúdos como este na Academia Medway. Aqui, você encontra e-books e minicursos completamente gratuitos.

Se quiser acumular mais conhecimento ainda sobre a área, o PSMedway, pode ser uma boa opção. Em nosso curso, vamos te mostrar exatamente como é a atuação médica na sala de emergência. Então, não perca tempo! 

Referências

  1. American Psychiatric Association. (2014). Manual diagnóstico e estatístico de transtornos mentais: DSM-5 (5a ed.; M. I. C. Nascimento, Trad.). Porto Alegre, RS: Artmed. 
  1. PARAVENTI, Felipe; CHAVES, Ana. Manual de psiquiatria clínica. 1. Ed. Rio de Janeiro: Editora Roca, 2019.

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram

É médico e quer contribuir para o blog da Medway?

Cadastre-se
BiancaBolonhezi

Bianca Bolonhezi

Bianca Bolonhezi. Nascida em São Paulo/SP em 1996, formou-se em medicina pela Faculdade de Medicina do ABC em 2020. Apaixonada pelo comportamento humano e seus desdobramentos. Uma ávida leitora que, no meio de tantos livros, se encantou pela educação.