Carregando

Sintomas da tuberculose: conheça os principais sinais da doença

A tuberculose é uma das diversas doenças mais comuns no país, podendo ser muito grave. Em alguns casos, ela se manifesta silenciosamente e não apresenta tantos sinais. Pensando nisso, você sabe quais são os principais sintomas da tuberculose?

A doença pode se propagar de diversas formas, por isso, deve ser motivo de preocupação para todos, uma vez que pode desencadear sintomas como febre, tosse com sangue, entre outros. Em casos que não apresentam sintomas, o tratamento pode não ser necessário. Entretanto, a tuberculose pode comprometer os pulmões.

Para compreender o que é tuberculose e quais são as principais formas de lidar com as bactérias causadoras da doença, continue lendo este material que preparamos. Ao final do conteúdo, você saberá quando identificar sintomas em qualquer pessoa que apresente sinais relacionados à doença.

O que é tuberculose?

A tuberculose é uma infecção bacteriana que pode acometer diversos órgãos do nosso corpo. Os sintomas de tuberculose variam de acordo com o sistema acometido pela doença. 

Os sintomas da tuberculose vão aparecendo de forma insidiosa e arrastada. O paciente pode ficar mais cansado, desanimado e irritado ao longo dos meses — alguns dos sinais clássicos da tuberculose pulmonar.

Portanto, com essas informações, conseguimos chegar à consideração de que se trata de uma doença que demanda todos os tipos de atenção, certo? Abaixo, você confere as principais formas de manifestação da bactéria que causa os sintomas de tuberculose. Confira!

Sintomas de tuberculose pulmonar

A febre é bem frequente. Geralmente, ela se apresenta como vespertina, sem calafrios e em temperaturas mais baixas, principalmente no início. Contudo, febre com picos de 40 a 41 graus também podem ocorrer nos mais variados estágios e formas de tuberculose. 

Entre os sintomas da tuberculose, destacam-se a sudorese, incluindo a diaforese noturna relatada pelos pacientes, que pode ser bem intensa. Além disso, os pacientes podem ter manifestações mais inespecíficas, como mal-estar, fadiga, anorexia, dor torácica não pleurítica e dispneia.

A tosse arrastada é marcante na tuberculose. Inclusive, é aconselhado que, em áreas endêmicas, seja feita a investigação dessa infecção em pacientes com tosse prolongada. 

Em geral, essa tosse na tuberculose é seca no início e progride com aumento no volume de secreção purulenta. O sangue, que pode ou não estar no escarro, se apresenta em raias ou até hemoptises macroscópicas.

Outros tipos de manifestação da doença

O exame físico do paciente passa a ideia de uma doença crônica com um emagrecimento importante. Ao examinar o aparelho respiratório, você pode encontrar crepitações localizadas precocemente. Já sinais de consolidação pulmonar raramente aparecem. 

Conforme as secreções aumentam nas vias aéreas, é possível encontrar roncos fortes. Os pacientes com estreitamento de vias aéreas podem apresentar pequenos sibilos. Porém, é comum que, mesmo com anormalidades radiográficas extensas, os doentes apresentem ruídos mínimos ou até ausentes na ausculta.

Outra apresentação da doença pulmonar é a tuberculose miliar, forma mais grave da doença, referente a um aspecto pulmonar radiológico específico e difuso. 

É mais comum em pacientes imunocomprometidos. Ela se apresenta comumente com os mesmos sintomas inespecíficos da tuberculose pulmonar clássica, mas também pode apresentar hepatomegalia, alterações em sistema nervoso central e até alterações cutâneas.

Formas extrapulmonares da tuberculose

Já nas formas extrapulmonares da tuberculose, a sintomatologia pode variar um pouco mais de acordo com o sistema acometido. A tuberculose pleural, por exemplo, causa dor torácica do tipo pleurítica, febre, astenia, emagrecimento e tosse seca — sintomas comuns da forma pulmonar. 

Outras formas extrapulmonares são: a tuberculose pericárdica, que se apresenta frequentemente com dor torácica, dispneia e edema de membros inferiores; a tuberculose óssea, mais comum em crianças, cursando com dor lombar; a tuberculose ganglionar, que se associa com maior comprometimento do estado geral; e a tuberculose meningoencefálica, apresentando meningite exsudativa.

Todas essas outras formas extrapulmonares de tuberculose são mais raras e aparecem com maior frequência em pacientes imunodeprimidos. Por isso, os sinais e os sintomas mais importantes são os da tuberculose pulmonar, como citados anteriormente.

Conte com a gente para a sua aprovação!

Relembramos os principais sintomas da tuberculose. Agora, é possível identificar todos os sinais e manifestações da doença para tratá-la previamente, ainda mais pelo surgimento de casos no Brasil ser extremamente comum e pela complexidade de alguns quadros.

Além disso, se você está na jornada para aprovação nas principais provas de residência médica, que tal conhecer o Extensivo São Paulo? Nosso curso é a opção ideal para a preparação para os programas de especialização. Ele conta com uma metodologia padrão-ouro, na qual você tem acesso a diferentes simulados e videoaulas.

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram

É médico e quer contribuir para o blog da Medway?

Cadastre-se
AnuarSaleh

Anuar Saleh

Nascido em 1993, em Maringá, se formou em Medicina pela UEM (Universidade Estadual de Maringá) e hoje é residente em Medicina de Emergência pelo Hospital Israelita Albert Einstein e também editor e professor do PSMedway.