Carregando

As instituições mais buscadas para fazer residência em Medicina Nuclear em SP

A Medicina Nuclear é uma daquelas especialidades que só pelo nome já impõe um baita respeito, né? Mas, apesar de fazer uso de materiais radioativos no seu cotidiano, os médicos nucleares não produzem bombas ou coisa do tipo. Ao invés disso, realizam exames diagnósticos e tratamentos terapêuticos, além de auxiliar em alguns procedimentos cirúrgicos. De qualquer maneira, lidar com substâncias tão delicadas quanto as radioativas exige um profissional minucioso, e é aí que entra a residência em Medicina Nuclear!

E você? Já pensou em se especializar em Medicina Nuclear? Só em São Paulo, é tanta instituição boa pra escolher que dá até pra ficar perdido, né? Mas pode ficar tranquilo! Hoje, vamos falar um pouco sobre algumas das instituições mais buscadas para fazer residência em Medicina Nuclear em SP! Assim, suas chances de fazer a escolha ideal vão lá em cima! 

Tudo pronto? Então bora lá!

Unicamp

A Unicamp dá início à nossa lista, com grande prestígio! A Universidade de Campinas oferece sua residência em Medicina Nuclear como uma especialidade de acesso direto, com 3 anos de duração. E já sente a responsa: no processo seletivo 2020/2021, foram oferecidas somente 3 vagas. Com 12 candidatos, a relação candidato/vaga foi de 4,00!

As instituições mais buscadas para fazer residência em Medicina Nuclear em SP
Hospital de Clínicas da Unicamp

As atividades da especialização são desempenhadas no Hospital de Clínicas da Unicamp, que conta com um grande fluxo de pacientes e casos de alta complexidade — coisa que não falta em uma residência como Medicina Nuclear, né? Ah, e a nota de corte dessa especialidade na Unicamp foi de 2,91, ficando entre as residências mais “tranquilas”.

Usamos aspas em “tranquilas” porque é evidente que, se você tem interesse em fazer Medicina Nuclear nessa instituição, ainda é essencial que você se prepare para as provas, pois nada é garantido! Quer saber tudo sobre a prova de residência médica na Unicamp para se preparar direitinho? Então clica aí no nosso artigo sobre a prova de residência médica da Unicamp, direto ao ponto. E pra não deixar nenhuma informação importante sobre a prova passar batida, confira as novidades no edital de residência médica da Unicamp 2022 clicando aqui.

USP

E seguimos! Dessa vez, com a grande Universidade de São Paulo. A USP é uma instituição que, como você provavelmente já sabe, é uma das mais prestigiadas do país — e até do continente. Mas você sabe como é a residência em Medicina Nuclear no Hospital das Clínicas

Hospital das Clínicas da FMUSP
Hospital das Clínicas da FMUSP

Bom, pra começo de conversa, essa especialidade é oferecida, na USP, como um programa de acesso direto, assim como no caso da Unicamp.

Por lá, ela dura 3 anos, a maioria dos quais serão vividos, é claro, no Hospital das Clínicas da FMUSP, maior complexo hospitalar da América Latina — mais especificamente, no Instituto de Radiologia. No nosso Guia Definitivo da USP-SP contamos tudo sobre essa estrutura e tudo o que você precisa saber pra ser um residente lá. Confere o Guia!

A nota de corte para Medicina Nuclear na USP em 2021 foi 38,3, recebida pelo último classificado para as 4 vagas oferecidas — por falar nisso, a relação candidato/vaga foi de 3,50, hein?

O melhor então é se preparar! Temos um artigo que vai te ajudar a ter uma visão bem aprofundada do exame, contando tudo sobre a prova de residência médica da USP-SP, direto ao ponto! E, é claro, não vai esquecer do edital, né?

SUS-SP

A seguir, vamos falar um pouco do maior processo seletivo de residência médica do Brasil: o do SUS-SP! O Sistema Único de Saúde do estado ofereceu, no processo seletivo de 2019, 7 vagas para a residência em Medicina Nuclear. Para essas vagas, foram 11 inscritos, gerando uma curiosa concorrência de 1,6 candidatos por vaga

A residência em Medicina Nuclear no SUS-SP não se distingue muito das outras que já listamos, não exigindo pré-requisito  — além, obviamente, da graduação em Medicina.

O processo seletivo do SUS-SP é realizado em uma fase única, com uma prova composta de 100 questões de múltipla escolha. Se você quer saber mais sobre como funciona a prova, clica aqui! E pra ver o edital, aqui!

São cerca de 50 instituições que estão no edital do SUS-SP, cada uma com seus próprios programas de residência médica — é bom fazer a escolha com cuidado, hein?

Famerp

Pra fechar nossa lista, vamos falar da residência em Medicina Nuclear de uma instituição estreante nessa série de posts: a Famerp!

Outra instituição de fora da capital, o complexo hospitalar da Famerp ocupa a região noroeste do estado de São Paulo, na cidade de São José do Rio Preto. Lá, é responsável por garantir assistência a cerca de 2 milhões de pessoas, cumprindo um papel importantíssimo na região que engloba desde ações de prevenção a tratamentos mais complexos.

As instituições mais buscadas para fazer residência em Medicina Nuclear em SP
o Hospital de Base de São José do Rio Preto

Para quem for fazer a residência em Medicina Nuclear por lá, pode ir se familiarizando com o Hospital de Base de São José do Rio Preto, hein? E não vai achando que é pouca coisa não: trata-se “somente” do segundo maior hospital universitário do país! Baita responsabilidade, né?

Em relação ao processo seletivo, a Famerp também não deixou de fazer mudanças em sua estrutura. Segundo o edital de residência médica 2021, o exame contou somente com prova teórica e entrevista, sem prova prática. Além disso, o edital também previa o oferecimento de 2 vagas para essa especialidade, para as quais concorreram 5 candidatos — matemática básica: relação candidato/vaga de 2,5.

Assim como no caso de outras instituições da lista, a residência em Medicina Nuclear na Famerp tem duração de 3 anos e é de acesso direto.

E aí? Já sabe onde vai cursar a residência em Medicina Nuclear?

Então, agora que você já sabe um pouco sobre as quatro instituições mais buscadas para fazer residência em Medicina Nuclear, temos mais uma dica pra te ajudar nessa escolha tão difícil. Na Academia Medway temos diversos e-books e minicursos 100% gratuitos! Isso mesmo, e podemos destacar alguns e-books que vão facilitar muito seu processo de escolha e de preparação para as provas, como o Guia Estatístico da USP-SP, para saber quais assuntos priorizar nos estudos para a residência.

E, por último mas não menos importante, temos mais uma dica pra te ajudar nessa jornada de preparação: as inscrições estão abertas para o Intensivo São Paulo, nosso curso preparatório para estudar nessa reta final e te levar pro único lugar possível: pra cima!

Por hoje é só, galera!

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
JoãoVitor

João Vitor

Capixaba, nascido em 90. Graduado pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) e com formação em Clínica Médica pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HC-FMUSP) e Administração em Saúde pelo Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE). Apaixonado por aprender e ensinar.