Carregando

Enare residência: saiba mais sobre esse projeto diferenciado

Se você já começou a procurar instituições para fazer sua especialização, já deve ter ouvido falar sobre o Enare residência. Apesar de ter poucos anos de existência, o projeto do Ministério da Educação (MEC) é um sucesso, com dezenas de hospitais cadastrados e milhares de candidatos inscritos a cada edital.

Enare é a sigla para Exame Nacional de Residência. Trata-se de um processo seletivo unificado para residência médica, uni e multiprofissional. Nele, o candidato realiza a mesma prova para tentar uma vaga em dezenas de instituições de referência em todo o país. Saiba como funciona!

Origem do projeto

O projeto do Enare residência foi criado pelo MEC em 2019, com o objetivo de deixar o processo seletivo mais prático e barato para candidatos e instituições, além de diminuir o número de vagas ociosas. Os candidatos pagam somente uma inscrição, e os hospitais universitários gastam menos com burocracia.

Na prática, o primeiro exame foi realizado em 2020, em parceria com a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), estatal ligada ao Ministério. Além de realizar a prova desde então, a entidade administra 40 hospitais universitários federais e fomenta a pesquisa na área da saúde.

No primeiro ano, houve 10 instituições cadastradas, 302 vagas e 4.162 inscritos. Já a edição de 2021 contou com 81 instituições, 3,2 mil vagas e mais de 32 mil candidatos, o que representou um crescimento muito grande na adesão e consolidou o Enare residência como um dos principais processos seletivos.

Se você vai prestar a prova de residência médica do Enare este ano e acha que não dá mais tempo de se preparar, saiba que dá sim para chegar ao fim do ano com chances REAIS de ser aprovado – só que para isso você precisa fazer TUDO certo, e isso inclui estudar com foco e direcionamento para as instituições em que você quer ser aprovado.

Para isso, a Medway fez o Intensivo Enare! Lá você vai ter aulas focadas nos assuntos que mais caem no Enare, incluindo um guia estatístico completo para direcionar os seus estudos! Ainda tem dúvidas se o curso é pra você? Então inscreva-se para testar o Intensivo Enare grátis por 7 dias!

Onde fazer a prova do Enare?

Um dos maiores diferenciais do Enare é que o candidato pode fazer a prova em um local mais próximo de casa, mesmo que a instituição escolhida para a residência médica esteja do outro lado do país. Afinal, a escolha é assinalada somente depois da classificação no processo seletivo.

Atualmente, a prova do Enare residência pode ser realizada em todas as capitais do Brasil. Também há outras 23 cidades estratégicas, distribuídas em diversas regiões do país que sediam o exame. Confira as opções:

  • Araguaína – TO;
  • Bauru – SP;
  • Campina Grande – PB;
  • Campinas – SP;
  • Caratinga – MG;
  • Cascavel – PR;
  • Dourados – MS;
  • Feira de Santana – BA;
  • Guarapuava – PR;
  • Ilhéus – BA;
  • Imperatriz – MA;
  • Joinville – SC;
  • Juiz de Fora – MG;
  • Londrina – PR;
  • Montes Claros – MG;
  • Nova Iguaçu – RJ;
  • Passo Fundo – RS;
  • Pelotas – RS;
  • Petrolina – PE;
  • São Carlos – SP;
  • São José do Rio Preto – SP;
  • Sinop – MT;
  • Uberlândia – MG.

Onde fazer a residência?

Por meio do processo seletivo do Enare, o médico residente pode escolher entre dezenas de instituições de renome espalhadas por todo o país. Houve um crescimento significativo de unidades cadastradas em 2021, algo que pode aumentar nas edições seguintes. Veja as opções disponíveis por região.

Região Norte

A região Norte ainda tem baixa adesão ao Enare residência, com apenas uma instituição cadastrada até o edital de 2021. Trata-se do Hospital Universitário Getúlio Vargas, ligado à Universidade Federal do Amazonas. 

Região Nordeste

  • Associação Aracajuana de Beneficência;
  • Associação Piauiense de Combate ao Câncer Alcenor Almeida;
  • Fundação de Beneficência Hospital de Cirurgia;
  • Fundo Municipal de Saúde de Campina Grande;
  • Hospital de Câncer Dr. Tarquínio Lopes Filho;
  • Hospital Dr. Carlos Macieira;
  • Hospital Geral do Estado;
  • Hospital Infantil Dr. Juvêncio Mattos;
  • Hospital Infantil Lucídio Portella;
  • Hospital Macrorregional Dra. Ruth Noleto;
  • Hospital Nina Rodrigues;
  • Hospital Regional Materno Infantil de Imperatriz;
  • Hospital Universitário Alcides Carneiro;
  • Hospital Universitário Júlio Bandeira;
  • Hospital Universitário Monsenhor João Batista de Carvalho Daltro;
  • Hospital Universitário da Universidade Federal do Maranhão;
  • Hospital Universitário da Universidade Federal do Piauí;
  • Hospital Universitário da Universidade Federal de Sergipe;
  • Universidade Federal de Alagoas.

Região Centro-Oeste

  • Fundo Municipal de Lucas do Rio Verde;
  • Hospital da Força Aérea de Brasília;
  • Hospital das Forças Armadas;
  • Hospital Universitário de Brasília;
  • Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian;
  • Hospital Universitário da Universidade Federal da Grande Dourados;
  • Prefeitura Municipal de Sinop.

Região Sudeste

  • Centro Hospitalar Psiquiátrico de Barbacena;
  • Centro Psíquico da Adolescência e Infância;
  • Fundação Educacional de Caratinga;
  • Hospital Alberto Cavalcanti;
  • Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais;
  • Hospital da Polícia Militar de Minas Gerais;
  • Hospital Eduardo de Menezes;
  • Hospital Federal Cardoso Fontes;
  • Hospital Federal de Bonsucesso;
  • Hospital Federal de Ipanema;
  • Hospital Federal da Lagoa;
  • Hospital Federal do Andaraí;
  • Hospital Federal dos Servidores do Estado;
  • Hospital Geral de Nova Iguaçu;
  • Hospital Infantil João Paulo II;
  • Hospital João XXIII;
  • Hospital Júlia Kubitschek;
  • Hospital Maria Amélia Lins;
  • Hospital Regional Antônio Dias;
  • Hospital Regional de Barbacena Dr. José Américo;
  • Hospital Regional João Penido;
  • Hospital Universitário Antônio Pedro;
  • Hospital Universitário Gaffrée e Guinle;
  • Hospital Universitário da Universidade Federal de Juiz de Fora;
  • Instituto Nacional de Cardiologia;
  • Instituto Raul Soares;
  • Maternidade Odete Valadares;
  • Prefeitura Municipal de Sorocaba;
  • Universidade Estadual de Montes Claros;
  • Universidade Federal de Ouro Preto;
  • Universidade Federal de São Carlos;
  • Universidade Nove de Julho – Campus Vergueiro;
  • Universidade Nove de Julho – Campus Bauru.

Região Sul

  • Fundo Municipal de Guarapuava;
  • Fundo Municipal de Londrina;
  • Municipal de Saúde de Cascavel;
  • Fundo Municipal de Saúde de Jaraguá do Sul.

Como o processo seletivo funciona

Como prevê o edital do Enare, o processo seletivo é composto por prova objetiva (90% da nota) e análise curricular (10%). Para especialidades de acesso direto, a prova é composta por 100 questões de múltipla-escolha, divididas entre Clínica Médica, Cirurgia Geral, Ginecologia e Obstetrícia, Medicina Preventiva e Social e Pediatria.

Para as especialidades com pré-requisito, a prova do Enare residência tem 80 questões sobre a área escolhida. Já para residência uni e multiprofissional, são 20 questões sobre área da saúde e 40 sobre a profissão específica. Para saber mais sobre o processo seletivo, confira o edital do Enare no blog.

Como se preparar para o Enare residência

Você pode começar a direcionar os seus estudos para o Enare 2023 conferindo o nosso Guia Estatístico do Enare. Ele apresenta os assuntos que mais aparecem no exame e faz com que você saiba o que vai encontrar na hora da prova. Que tal? Não perca tempo e baixe-o gratuitamente para aproveitar todos os benefícios!

Por fim, que a Medway é sucesso em todo estado de São Paulo, você já sabe. Mas chegou a hora de ir além e ajudar alunos de todo o Brasil que sonham com a residência médica. Por isso, apresentamos a você os nossos Intensivos Estaduais, que vão ser direcionados para quem quer estudar fora de São Paulo. Você já sabe qual é o padrão Medway, certo? Então, inscreva-se na nossa lista de espera para ser avisado de todas as novidades. Bora pra cima!

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
JoanaRezende

Joana Rezende

Carioca da gema, nasceu em 93 e formou-se Pediatra pela UFRJ em 2019. No mesmo ano, prestou novo concurso de Residência Médica e foi aprovada em Neurologia no HCFMUSP, porém, não ingressou. Acredita firmemente que a vida não tem só um caminho certo e, por isso, desde então trabalha com suas duas grandes paixões: o ensino e a medicina.