Os programas de residência médica mais buscados de São Paulo

Vários dos programas de residência médica mais buscados do Brasil estão em São Paulo. A residência médica dos seus sonhos também está aqui? Nós te entendemos. Afinal, além de muitas das instituições mais buscadas serem referências mundiais em uma série de especialidades médicas, os médicos que concluem esses programas de residência médica saem com experiências únicas, que fazem total diferença na formação.

E se você ainda está em dúvidas sobre os benefícios de fazer um programa de residência médica em São Paulo, se liga nesses prós: além de ter acesso às mais avançadas tecnologias médicas, muitas das instituições com os programas de residência médica mais buscados de São Paulo contam com parcerias com universidades estrangeiras, oferecendo amplo acesso ao que há de mais inovador em pesquisa. Sem contar que o nível de complexidade dos pacientes e da organização dos serviços também é um diferencial importante, que certamente vai te fazer crescer como profissional.

Pensando nisso, reunimos aqui os cinco programas de residência médica com maior volume de buscas do Google. Dá só uma olhada nas instituições mais desejadas, segundo o gigante das buscas!

Agora sim, aos programas de residência médica mais buscados de São Paulo!

Universidade de São Paulo (USP)

Fachada do ICHC, instituto onde são realizados vários dos programas de residência médica da USP
Vários dos programas de residência médica da USP são realizados no Instituto Central do Hospital das Clínicas (ICHC). Foto: Marcos Santos/USP

A USP, uma das mais tradicionais universidades de São Paulo e do Brasil, é objeto de desejo de muitos estudantes de medicina e médicos de todas as partes do país. A FMUSP conta hoje com 62 programas de especialidades de residência médica. Só no último processo seletivo foram 479 vagas credenciadas para o primeiro ano de residência, distribuídas em especialidades de acesso direto (315 no total) e vagas com pré-requisito.

Mesmo com essa quantidade surreal de vagas, o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP) concentra as maiores relações candidato-vaga do país!

Hoje cerca de 60% dos alunos graduados na FMUSP ingressam nos programas de residência médica da USP, enquanto as outras vagas são preenchidas por alunos de outras universidades, muitos, inclusive, de outros estados brasileiros. E não, não é só quem é da casa que entra! Nenhum de nós aqui da Medway, inclusive, era “da casa”. Conhecer bem a prova de residência médica da USP é uma boa forma de começar a se preparar!

Um dos pontos que mais atrai os futuros residentes para a USP é o complexo hospitalar, que é composto pelo Hospital Universitário (HU) e pelo Hospital das Clínicas da FMUSP. Dependendo da especialidade escolhida, os residentes também atuam em Unidades Básicas de Saúde (UBS).

Só o Hospital das Clínicas, que é hoje o maior hospital da América Latina, reúne alguns dos números mais impressionantes: são mais de 1 milhão de consultas ambulatoriais por ano, 232 mil atendimentos de urgências e emergências e mais de 50 mil cirurgias por ano! Falamos bastante sobre esse complexo no nosso Guia Definitivo da USP-SP.

Aproveita e dá uma olhada também em 20 questões de Medicina Preventiva que caíram na primeira fase da prova de residência médica da USP – todas selecionadas com base nos principais temas e assuntos cobrados, e comentadas por nós, com a visão de quem passou pela instituição e sabe direcionar para essa banca. 

Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)

Visão aérea do Hospital de Clínicas da Unicamp
Visão aérea do Hospital de Clínicas da Unicamp. Foto: Caius Lucilius/HC Unicamp

Assim como a USP, o programa de residência médica da Unicamp também é um dos mais concorridos do estado. A instituição é uma das mais renomadas do mundo e, por isso, também atrai estudantes de medicina e médicos de todo país. Quer ver algumas razões para isso?

Com 47 especialidades, 36 áreas de atuação e 7 programas de anos adicionais, a residência médica da Unicamp teve seu primeiro programa em 1966. Hoje são 667 médicos-residentes, segundo os últimos dados consolidados pela universidade.

No último processo seletivo, que classificou os residentes para o ano de 2020, foram 308 vagas distribuídas em especialidades de acesso direto (183 no total) e vagas com pré-requisito.

E na Faculdade de Ciências Médicas (FMC) da Unicamp, a relação candidato-vaga também não é moleza. Só no programa de residência médica de Neurocirurgia, uma das áreas de acesso mais concorridas, eram 43 candidatos disputando cada uma das três vagas disponíveis. Dureza, hein? Mas sempre há tempo de se preparar para a prova de residência médica da Unicamp e conquistar seu sonho, então fique de olho nas dicas que damos aqui no blog e também no nosso canal do YouTube.

O complexo hospitalar da Unicamp também é um dos atrativos da instituição, incluindo o Hospital de Clínicas da Unicamp, o Hospital da Mulher Professor Doutor José Aristodemo Pinotti – Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher (Caism), o Hospital Estadual Sumaré (HES), o Hemocentro, o Centro de Estudos e Pesquisas em Reabilitação Prof. Dr. Gabriel O.S. Porto (Cepre) e o Centro de Diagnóstico de Doenças do Aparelho Digestivo (Gastrocentro). Falamos mais sobre cada um desses componentes do complexo hospitalar no nosso Guia Definitivo da Unicamp.

Estima-se que, nos primeiros dois anos, os médicos cumpram cerca de 2.800 horas de estágio nesses centros de referência, que atendem cerca de 500 mil pacientes por ano.

Universidade Federal de São Paulo (Unifesp)

Fachada do Hospital São Paulo, onde são realizados os programas de residência médica da Unifesp
Muitos dos programas de residência médica da Unifesp são realizados no Hospital São Paulo

A Escola Estadual de Medicina da Unifesp abriga um dos programas de residência médica mais desejados em São Paulo. Hoje a instituição conta com mais de 1060 médicos residentes matriculados, que atuam, principalmente, no Hospital São Paulo. No nosso Guia Definitivo da Unifesp falamos bastante sobre esse e outros números da instituição.

A Unifesp preencheu 542 vagas no seu último processo seletivo, distribuídas em especialidades de acesso direto (209 no total) e vagas com pré-requisito. São, ao todo, 84 programas de residência médica credenciados pela Comissão Nacional de Residência Médica — todos bem concorridos, como você já deve imaginar (em 2019, havia 38 pessoas concorrendo a cada uma das três vagas de residência médica em Neurocirurgia, por exemplo).

Além de cobrir uma área de 5 milhões de habitantes, além de receber uma série de pacientes de outros estados, o Hospital São Paulo é, há mais de 50 anos, um dos melhores centros de formação de médicos, além de se destacar pela vasta produção científica.

E, se a prova de residência médica da Unifesp está nos seus planos, estamos aqui para te ajudar! Além de já termos contado tudo aqui, direto ao ponto, sobre como é a prova de residência médica da Unifesp, dá uma olhada no nosso e-book com 20 questões de cirurgia que caíram na primeira fase, ao longo dos últimos 5 anos. 

SUS-SP

A prova de residência médica do SUS-SP é uma das maiores provas de residência não só de São Paulo, mas também do Brasil – não apenas em número de candidatos, mas também de instituições que participam.

Hospital Santa Marcelina, que conta com alguns dos programas de residência médica mais concorridos do SUS-SP
O Hospital Santa Marcelina conta com vários dos programas de residência médica mais concorridos do SUS-SP. Foto: Governo do Estado de São Paulo

O fato de haver 50 instituições do estado participando do processo, muitas de grande prestígio, é justamente o que mais atrai os candidatos. Só no ano passado, foram 786 vagas sendo disputadas no processo seletivo, incluindo 545 vagas de especialidades de acesso direto.

E nem vá pensando que essa quantidade monstruosa de vagas significa que a concorrência seja muito menor do que em outros programas de residência médica mais buscados de São Paulo. Dentro do SUS-SP, há instituições muitíssimo concorridas, como o Hospital Santa Marcelina, seja no geral ou em determinadas especialidades – como Clínica Médica e Otorrinolaringologia, das quais já falamos aqui no blog. Ou seja: o fato de você ter passado no processo não significa que você vai conseguir a tão desejada vaga no lugar dos seus sonhos.

Calma, a gente explica por quê: ao fazer sua inscrição no SUS-SP, você escolhe apenas a sua especialidade. A escolha da instituição é feita apenas pelos que já foram aprovados, e a ordem da escolha varia de acordo com a colocação do candidato no processo seletivo. Ou seja, os mais bem colocados escolhem primeiro, como se fosse um “leilão” de vagas. Entendeu?

Tudo bem se bateu aquele medinho, no nosso canal do YouTube contamos um pouco sobre a prova, em especial, o que mais cai de Clínica Médica no SUS-SP. Dá uma olhada:

Também já contamos tudo sobre como é a prova de residência médica do SUS-SP e como funciona o famoso “leilão” no qual os candidatos podem escolher os hospitais em que vão atuar como residentes. Vale a pena dar uma olhada no artigo aqui no blog, hein?

Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual (IAMSPE)

Com 314 médicos residentes, você sabia que o IAMSPE é pioneiro na residência médica de patologia clínica no Brasil? O hospital-escola do instituto existe desde 1971! Hoje o Hospital do Servidor Público Estadual (HSPE), a maior referência do IAMSPE, conta com mais de 4 mil funcionários, incluindo 866 médicos que prestam atendimento em 42 especialidades.

O programa de residência médica do IAMSPE é seu sonho? Se sim, você deve saber que, no último ano, havia 174 vagas para novos residentes – 83 delas, destinadas a áreas básicas e acesso direto. Falamos tudo sobre a prova de residência médica do IAMSPE aqui no blog!

O IAMSPE atende hoje mais de 3 milhões de pessoas, entre elas, funcionários públicos ativos e aposentados, seus dependentes e agregados. Só o HSPE contabiliza uma média anual de 780 mil consultas ambulatoriais, 24,6 mil internações e 24 mil cirurgias – ou seja, são muitas oportunidades de colocar a mão na massa, adquirir experiências únicas e sair com uma formação completa!

Vai prestar a prova de algum desses programas de residência médica?

Fique atento aqui no nosso blog, pois em breve postaremos conteúdos específicos sobre a prova dos programas de residência médica cada uma dessas instituições. Quer pedir alguma? Deixa um comentário aqui embaixo!

Enquanto isso, que tal dar um gás na sua preparação? Na Academia Medway, você encontra todos os nossos materiais gratuitos, incluindo e-books e aulas 100% online.

Curtiu saber mais sobre os programas de residência médica mais buscados de São Paulo? Está focado na preparação para esse ano? Então não deixe de compartilhar esse conteúdo com todos os seus colegas que estão nesse mesmo momento.

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
AlexandreRemor

Alexandre Remor

Nascido em 1991, em Florianópolis, formado pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e com Residência em Clínica Médica pelo Hospital das Clínicas da FMUSP (HC-FMUSP) e Residência em Administração em Saúde no Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE). Fanático por novos aprendizados, empreendedorismo e administração.