Carregando

Quanto tempo dura o internato de Medicina

O internato é uma parte da graduação de Medicina. Sua função é oferecer ao estudante a oportunidade de acompanhar discussões clínicas, realizar atendimentos sob tutoria dos preceptores e, assim, consolidar todo o aprendizado teórico do curso. Nesse período, o aluno aprende lições valiosas para a sua formação profissional. Entretanto, antes de saber quanto tempo dura o internato de Medicina, é preciso entender como o curso de Medicina é dividido. 

Quer entender, com enriquecimento de detalhes, sobre essa grande jornada que é o curso de Medicina? Essa leitura será muito importante para que você entenda tudo sobre o internato e a todas as partes da graduação de Medicina. Não perca!

Quanto tempo dura o internato de Medicina
Quer saber quanto tempo dura o internato de Medicina? Continue lendo!

O Ciclo Básico

O Ciclo Básico começa no primeiro semestre e termina no quarto semestre. É o período de transição do conhecimento do ensino médio para as bases que o aluno vai precisar para poder ter um raciocínio clínico e se tornar um médico de sucesso no futuro. Sobretudo, é um ciclo extremamente teórico! Ele é composto pelas disciplinas iniciais. Como biologia celular, bioquímica, anatomia, estatística e outros.

Algumas faculdades utilizam o método PBL (Problem Based Learning), permitindo que o estudante tenha interação com o paciente desde o primeiro semestre. O Aprendizado Baseado em Problemas (PBL) é direcionado para o estudo prático! Nele o aluno é a peça central do processo de aprendizagem. Nesse método, os alunos fazem muitas tarefas em casa e realizam pesquisas e trabalhos em grupos. É totalmente interativo!

Embora essa seja uma metodologia imersiva, o calouro não terá a intensidade de imersão que estará por vir nos seguintes semestres. Porém, é importantíssimo que o aluno já se habitue ao novo tipo de educação e comece a se familiarizar com as atividades médicas. Afinal, a sua boa adaptação é determinante para que tenha um desenvolvimento ao decorrer do curso de Medicina.

Nesse momento inicial da graduação, é fundamental fazer bom proveito da disponibilidade de tempo que esse ciclo proporciona. Ainda mais porque são as matérias de base que moldam o destino do aluno para o resto do curso. 

O Ciclo Clínico

Para iniciar esse assunto, é preciso dizer que essa é a etapa do curso de medicina que une teoria e prática. No Ciclo Clínico o aluno tem as especialidades médicas como disciplinas. Por exemplo, cardiologia, dermatologia, etc. Diferentemente do primeiro ciclo, que foca em disciplinas introdutórias, nessa fase o aluno passa a entrar em contato com a especialização nas disciplinas.

No Ciclo Clínico a rotina de estudos se intensifica! As matérias demandam mais tempo para se dedicar aos estudos. Pois, nessa etapa do curso, os conceitos passam a ser abordados de maneira aprofundada e específica na direção das áreas. Aliás, o Ciclo Clínico, geralmente, é a fase em que o aluno começa a vislumbrar por quais especialidades se interessa e pode seguir no futuro.

Sendo assim, no Ciclo Clínico é primordial aproveitar muito o que cada disciplina tem para oferecer. Pois, nessa etapa, é importante dar início aos planos que ajudarão a preparar para o que está por vir nos seguintes anos. Porém, não se assuste! Não é preciso solucionar todas essas questões agora! Contudo, é natural pensar sobre o assunto e ter predileções.

O internato

Chegamos na fase final do curso de Medicina. Nessa parte, o estudo é completamente direcionado para a prática médica. É um estágio obrigatório específico da área da Medicina! No internato, o aluno aprende enquanto roda por diversas especialidades médicas.

É nesse momento que o estudante de Medicina coloca na prática todo o conhecimento adquirido ao longo do curso. Já que, no internato, o aluno fará muitos plantões e atendimentos.

Há dois atributos que o aluno precisa ter na etapa do internato: empenho e gestão.

Durante o internato é muito difícil conciliar o tempo com os deveres que são característicos dessa fase final da graduação. Por isso, é imprescindível gerenciar de forma ágil e produtiva nos seus afazeres e ter seu tempo reservado para o estudo. Verdade seja dita, o internato é uma prévia de qual tipo de médico você será.

Afinal, quanto tempo dura o internato de Medicina?

O internato de Medicina diz respeito aos últimos dois anos da graduação. É estabelecido por lei que, na etapa do internato, o aluno pode cumprir no máximo quarenta horas de trabalho por semana. Porém, o estudante de Medicina não recebe nenhuma remuneração monetária por realizar essas horas de trabalho. De fato, é uma parte da graduação e não um emprego ou um estágio remunerado.

Dê o seu melhor em qualquer fase

Como você pode notar, o curso de Medicina é muito extenso. Se você participa de eventos, lê sobre diferentes áreas, faz trabalhos e atua em plantões, você evolui cada vez mais na carreira. E você pode gerenciar tudo isso de forma eficaz criando um sistema de organização e planejamento. Veja só, nós temos um conteúdo para te ajudar nisso! O Curso de Internato da Medway é gratuito e vai te ajudar a perder a insegurança nessa fase da faculdade. Por lá, você vai aproveitar 16 horas de aula, com direito a aprendizado sobre anamnese, preenchimento do prontuário e passagem de visita, exame físico das mais diversas especialidades, procedimentos e muito mais. Clique aqui e se inscreva!

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
JoãoVitor

João Vitor

Capixaba, nascido em 90. Graduado pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) e com formação em Clínica Médica pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HC-FMUSP) e Administração em Saúde pelo Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE). Apaixonado por aprender e ensinar.