Carregando

Residência médica na Unesp: especialidades mais concorridas

Está a fim de entrar para a residência médica na Unesp? Então, além de se jogar nos estudos, vale a pena dar uma olhada nas especialidades mais concorridas desta instituição. Assim, você já sabe como se preparar e no que focar para ter um bom desempenho ao longo do processo seletivo.

Além disso, se aprofundar no que as especialidades da residência médica da Unesp oferecem e quais são seus diferenciais é uma forma de entender como será sua jornada na atuação médica e o que esperar no mercado de trabalho em um futuro que está mais perto do que a gente imagina. Ao longo do tempo, é claro que alguns detalhes podem mudar, como a nota de corte, mas a essência da especialidade será sempre a mesma.

Então, vamos lá? A seguir, você mata a curiosidade a respeito da concorrência nessa instituição tão desejada e ainda pode descobrir com o que se identifica mais!

Residência médica na Unesp: especialidades mais concorridas
Quer saber quais especialidades são mais concorridas na Unesp? Continue com a gente!

Afinal, quais são as especialidades mais concorridas da residência médica na Unesp?

Antes de descobrir quais são as especialidades mais concorridas da residência médica na Unesp, não se esqueça de que isso não deve desanimar você. Pelo contrário, deve servir como incentivo para você dar tudo de si e abocanhar sua vaga logo, combinado?

Sem contar que, quando você descobre exatamente o que estudar, tem mais chances de focar e se dar bem durante a residência. Portanto, se ligue nessas informações e pense bem sobre seu futuro. As especialidades estão logo abaixo:

Dermatologia

A primeira especialidade da lista é a Dermatologia. Em 2021, a Unesp teve 25,16 candidatos por vaga nesse programa de residência médica para 6 vagas previstas. Bem apertado, não é mesmo?

A nota de corte, por sua vez, ficou na casa de 7,30, o que é considerado bastante alto. Mas a procura por essa especialidade não é à toa: ela é, sem dúvida, uma das mais populares atualmente.

Em um país em que as pessoas se preocupam bastante com a estética, é natural que busquem por um especialista para diagnosticar e tratar, clínica e cirurgicamente, qualquer problema relacionado à pele, cabelos e unhas.

O dermatologista é um profissional muito necessário na busca pelo bem-estar, autoestima e qualidade de vida. Por isso, a demanda no mercado de trabalho é grande. A Sociedade Brasileira de Dermatologia é a segunda maior sociedade médica do mundo, o que mostra um pouco do impacto causado por este trabalho.

Durante a residência, que é de acesso direto e dura três anos, o aluno foca em seu primeiro ano na prática de Clínica Médica. No restante do curso, realiza atividades e intervenções em unidades de internação, ambulatórios, alergia e imunologia, dermatologia sanitária, infectologia, entre outros.

Entre os procedimentos vistos, estão biópsias cutâneas, cauterizações, quimioesfoliações, procedimentos estéticos de maior e menor complexidade, tratamento de lesões neoplásicas e muito mais. Além disso, há o aprendizado em relação ao tratamento e diagnóstico de pacientes, é claro!

Anestesiologia

A Anestesiologia também está entre as mais concorridas especialidades de residência médica da Unesp. Para 2021, foram disponibilizadas 5 vagas para 101 candidatos, o que resulta na média de 20,2 candidatos por vaga. A nota de corte bateu os 7 pontos.

Essa é a especialidade médica que tem como objetivo diminuir ou eliminar sensações de dor e incômodo durante procedimentos cirúrgicos, intervenções em tratamentos e exames diagnósticos. A presença do anestesiologista em um centro médico-hospitalar é de suma importância e ele tem uma grande responsabilidade em relação aos pacientes.

Isso porque, muito mais do que aplicar a anestesia, ele monitora todas as funções vitais do indivíduo, ajuda no transporte de pacientes em estado crítico, avalia internados e prescreve esquemas analgésicos de acordo com as necessidades de cada um. Ele precisa dominar bem a tecnologia, uma vez que depende de monitores e dispositivos que ajudem em suas avaliações.

Sendo assim, é possível perceber que o trabalho é pesado, mas também bastante valorizado. Um centro hospitalar não funciona sem esse profissional, o que faz com que o mercado de trabalho seja bastante favorável e justifica a ampla concorrência na residência da Unesp.

O programa de residência médica em Anestesiologia é de acesso direto e dura três anos. A formação começa no conhecimento das ciências básicas e vai até a prática clínica. O residente passa por atividades em centros cirúrgicos, centros obstétricos, setor de endoscopia, pronto atendimento, setor de biópsias, hemodinâmica e mais.

O exercício dessa profissão requer muita calma, capacidade para tomar decisões, destreza manual e raciocínio rápido. Por isso, além da teoria e da prática ministradas ao longo desse período, é muito importante trabalhar essas habilidades simultaneamente.

Oftalmologia

A Oftalmologia é outra na lista de especialidades mais concorridas na Unesp. Com a nota de corte 7,10, teve 124 inscritos para 7 vagas em 2021. A relação candidato/vaga ficou em 17,71 — muito puxado, mas não impossível para quem quer mesmo perseguir esse objetivo.

Essa é a especialidade que cuida da saúde dos olhos. Ou seja, o médico fica responsável por ajudar a prevenir, tratar e preservar a visão de seus pacientes. A atuação pode ser clínica e cirúrgica, sendo que ambas abrangem muitas opções de tratamentos e diagnósticos complexos, uma vez que a área dos olhos é bastante sensível.

O oftalmologista tem uma grande possibilidade de trabalho no mercado. Pode estar dentro de hospitais públicos ou privados, clínicas particulares, laboratórios ou até mesmo à frente de seu próprio negócio. Isso diz muito sobre a grande procura pela especialidade na residência médica, não é mesmo?

De acesso direto e duração de três anos, a residência em Oftalmologia foca em áreas como Anatomia, Optometria, Microbiologia, Técnica Cirúrgica, Fisiologia da Visão e Neuroanatomia. Sua prática envolve procedimentos de plástica ocular, cirurgias refrativas, tratamento de doenças orbitárias e problemas da retina, e muito mais.

Para completar, o residente também aprende mais sobre exames regulares preventivos e tratamento precoce de vários tipos de doenças visuais. A tecnologia, mais uma vez, é uma grande aliada da especialidade, que precisa se atentar a detalhes microscópicos para seus diagnósticos, além de técnicas precisas em cada cirurgia.

Para o oftalmologista que pensa em ir além, ainda há a possibilidade de se especializar no transplante de córneas, que garante mais qualidade de vida para muitas pessoas com problemas agravados de visão. A rotina costuma ser intensa para este profissional devido à delicadeza dos procedimentos, mas o mercado de trabalho é favorável e faz valer a pena.

Programa de pré-requisito em área Cirurgia Básica

Por fim, o programa de pré-requisito na área Cirurgia Básica também entra para a lista. As 11 vagas foram disputadas por 159 inscritos, totalizando 14,45 candidatos por vaga. A nota de corte, por sua vez, ficou na casa dos 6,5.

A princípio, embora esse seja um programa de residência, ele não oferece um título de especialista ao final. Na verdade, ele serve como pré-requisito para que o residente concorra a vagas de programas de residência em outras especialidades cirúrgicas, como é o caso da Cirurgia Geral, Cirurgia do Aparelho Digestivo, Cirurgia de Cabeça e Pescoço, Cirurgia Plástica, Cirurgia Vascular, Urologia, Cirurgia Pediátrica, entre outras.

Ela tem a duração de dois anos e tem uma matriz similar à de Cirurgia Geral em seus primeiros dois anos. O residente ganha, da mesma forma que nas outras residências, a bolsa. Se você decidir passar para a Cirurgia Geral logo em seguida, pode concorrer a uma vaga em um processo seletivo especial, caso tenha vagas disponíveis nessa especialidade.

É uma boa opção para quem não se decidiu exatamente por uma grande área da Cirurgia, mas que quer adiantar os estudos e a vivência na prática clínica e cirúrgica. O aluno participa de atendimentos em ambulatórios, unidades de terapia intensiva, pronto-socorro, faz plantões e acompanha de perto procedimentos cirúrgicos, até ter autonomia para participar das etapas de um deles.

Esse programa assegura uma boa experiência e o ganho de muitos conhecimentos que serão essenciais às outras especialidades que exigem pré-requisito para ingressar. Sendo assim, é natural que seja um tanto quanto concorrida.

Então é isso! Você conheceu as 4 especialidades mais concorridas para fazer residência médica na Unesp

Escolher uma especialidade para se dedicar na residência não é tarefa fácil. Essa é uma responsabilidade que afetará todo o seu futuro e atuação médica, então é preciso analisar os caminhos disponíveis e entender o que mais tem a ver com suas ambições e desejos profissionais.

Para completar, como você pode ver, a Unesp é uma instituição bastante exigente e uma das mais renomadas do Brasil. Com toda essa visibilidade, é normal que a concorrência seja alta e que continue a aumentar com o passar do tempo. No entanto, se você quer mesmo fazer parte desse grupo tão seleto de estudantes que se tornam residentes das especialidades mais concorridas da universidade, não perca tempo, foque na preparação e fique de olho no edital de 2021, de onde partiram muitas informações que disponibilizamos aqui. Começar a estudar sozinho ou com os colegas é uma ótima iniciativa, mas que tal dar aquele empurrãozinho para que os estudos fluam melhor? Para chegar a essa prova de residência médica mais preparado, venha para o nosso Intensivo SP! Por lá, você acessa um conteúdo com foco total em instituições paulistas e pode estudar com os melhores. Queremos você no nosso time de aprovados!

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
AlexandreRemor

Alexandre Remor

Nascido em 1991, em Florianópolis, formado pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e com Residência em Clínica Médica pelo Hospital das Clínicas da FMUSP (HC-FMUSP) e Residência em Administração em Saúde no Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE). Fanático por novos aprendizados, empreendedorismo e administração.