Carregando

Residência na UFES: conheça a instituição e o processo seletivo

Pronto para conhecer mais uma instituição de renome e se preparar para o processo seletivo? Hoje, vamos falar sobre a residência na UFES (Universidade Federal do Espírito Santo) e contar tudo sobre o Hospital Universitário Cassiano Antônio Moraes, onde os programas são desenvolvidos. 

Sabemos que essa etapa de escolher a melhor instituição não é fácil. Por isso, separamos informações importantíssimas que vão te ajudar nessa decisão. Acompanhe a leitura para conhecer um pouco mais sobre a história da universidade e o que esperar do programa de residência médica na UFES. 

Um pouco sobre a UFES

A Universidade Federal do Espírito Santo foi fundada em 1954. É uma instituição vinculada ao Ministério da Educação, considerada uma das mais acirradas do Brasil. O propósito da instituição é produzir avanços artísticos, científicos, culturais e tecnológicos pelo ensino, pela pesquisa e pela extensão. 

Hoje, a UFES já conta com quatro campi universitários (Goiabeiras, Maruípe, Alegre e São Mateus), somando mais de 292 mil m² em área construída. Ao todo, são ofertados 103 cursos de graduação com mais de 5.004 vagas anuais, além de 62 cursos de mestrado e 32 de doutorado.

A universidade conta com uma infraestrutura completa para atendimento aos acadêmicos e à comunidade, com bibliotecas, teatro, cinema, planetário, auditórios, laboratórios e complexo esportivo. Não podemos nos esquecer do Hucam, o hospital universitário que integra a rotina dos estudantes de Medicina na UFES

Conheça o Hucam

O Hospital Universitário Cassiano Antônio Moraes (Hucam) é o principal centro de atendimento dos alunos do programa de residência na UFES. Com diversas especialidades médicas, é referência em atendimentos de média e alta complexidade, como tratamento de AIDS, tuberculose e transplante renal.

Alguns dos programas desenvolvidos no Hucam também são referências nacionais. Entre eles, podemos destacar o programa de Atenção à Saúde da Mulher, o Banco de Leite e o amaparo a portadores de AIDS, dependentes químicos e vítimas de violência sexual, além de cirurgias bariátricas e redesignação de sexo.

Administrado pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH), atualmente, o Hucam possui uma estrutura com 129 consultórios, 277 leitos e 2 centros cirúrgicos, 1 de Cirurgia Geral, com 10 salas, e outro de Cirurgia Obstétrica, com 3. 

Residência médica na UFES

A residência na UFES é uma das mais antigas e concorridas do Brasil. A unidade já oferece treinamento em serviço desde 1967, antes mesmo dos programas de residência médica terem sido normatizados, em 1981. 

Desde o início, o programa de residência médica da UFES já formou mais de 1.000 médicos e proporcionou a vivência necessária aos alunos para enfrentar a rotina de atendimentos no sistema de saúde. 

Com 60 horas semanais de trabalho, o programa inclui plantões de até 24 horas, estudos de casos e artigos fora do hospital. Além disso, os médicos residentes possuem o benefício de um dia de férias por semana, 30 dias de férias por ano e bolsa-auxílio no valor de R$ 4.106,09. 

A UFES oferece ao todo 26 especialidades de residência médica, divididas entre acesso direto, pré-requisito e área de atuação. Abaixo, veja quais são os cursos ofertados em cada modalidade. 

Acesso direto

  • Anestesiologia;
  • Cirurgia Geral;
  • Clínica Médica;
  • Dermatologia;
  • Ginecologia e Obstetrícia;
  • Infectologia;
  • Medicina de Família e Comunidade;
  • Medicina Intensiva;
  • Neurologia;
  • Oftalmologia;
  • Patologia;
  • Pediatria;
  • Radiologia e Diagnóstico por Imagem.

Pré-requisito

  • Cardiologia;
  • Cirurgia do Aparelho Digestivo;
  • Cirurgia Vascular;
  • Gastroenterologia;
  • Hematologia e Hemoterapia;
  • Mastologia;
  • Nefrologia;
  • Reumatologia;
  • Urologia.

Área de atuação

  • Neonatologia;
  • Hepatologia;
  • Ultrassonografia em Ginecologia e Obstetrícia;
  • Endoscopia Digestiva. 

O processo seletivo

O processo seletivo da residência na UFES possui duas etapas: a primeira consiste apenas em uma prova objetiva, de caráter eliminatório. A fase é composta por prova prática e análise curricular, ambas de caráter classificatório. Um fator interessante é que todas as fases do processo acontecem no mesmo dia. 

A prova objetiva contém 50 questões e peso 50%. A prova para vagas de acesso direto contempla conteúdos de Clínica Médica, Cirurgia Geral, Pediatria, Ginecologia e Obstetrícia e Medicina Social. Já para programas com pré-requisito e áreas de atuação, a prova possui apenas assuntos sobre a modalidade escolhida. 

Na segunda etapa, a prova prática possui peso 40%, com questões dissertativas sobre situações clínicas e cirúrgicas vivenciadas em treinamentos práticos. A última fase, de peso 10%, é a análise curricular. 

Vale lembrar que no nosso blog já temos a correção completa e comentada da prova de residência da UFES de 2022. Vale a pena dar uma olhadinha e já ir se preparando para cada etapa do processo! 

Prepare-se com a gente!

E aí, curtiu conhecer mais sobre o programa de residência na UFES? São diversas especialidades de referência em todo o Brasil para você desenvolver suas habilidades técnicas e sociais, sem falar no atendimento em um dos melhores hospitais na região. 

Vem se preparar para o processo seletivo da sua residência com a gente! Acesse a Academia Medway e conte com milhares de conteúdos exclusivos, guias práticos, provas comentadas e vários minicursos para se destacar na jornada pela residência dos seus sonhos! 

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
JoanaRezende

Joana Rezende

Carioca da gema, nasceu em 93 e formou-se Pediatra pela UFRJ em 2019. No mesmo ano, prestou novo concurso de Residência Médica e foi aprovada em Neurologia no HCFMUSP, porém, não ingressou. Acredita firmemente que a vida não tem só um caminho certo e, por isso, desde então trabalha com suas duas grandes paixões: o ensino e a medicina.