Carregando

Saiba quanto ganha um neurologista no Brasil

O neurologista é, como quase todo médico, um profissional multidisciplinar. Isso é ainda mais forte nessa especialidade, porque qualquer problema ou doença no sistema nervoso costuma impactar várias outras partes do corpo. Diante de uma atuação tão importante, faz sentido saber quanto ganha um neurologista, não é mesmo?

Tendo uma ideia dos valores e conhecendo o resultado do seu teste vocacional, é possível se preparar para seguir carreira na área. Então, venha saber quanto ganha um neurologista e entenda como esse profissional se posiciona!

Já parou para pensar em quanto ganha um neurologista? Hoje vamos falar tudo sobre isso!

Afinal, quanto ganha um neurologista?

Para conhecer o salário de um neurologista, uma boa solução é se basear na média de mercado. Para tanto, é possível utilizar a pesquisa realizada pelo site Salarios.com.br, feita com 178 profissionais.

Segundo o estudo, um neurologista tem um salário bruto médio mensal de R$ 5,3 mil. O valor corresponde a uma carga horária semanal de 16 horas.

Pensando na faixa salarial, o piso salarial encontrado foi de R$ 4,9 mil, enquanto o teto alcançou R$ 12,4 mil. Então, o valor do salário por hora flutua de R$ 60,68 a R$ 155,17.

Os critérios para entender quanto ganha um neurologista também variam com a região de atendimento. Em São Paulo, por exemplo, a média é de R$ 6,4 mil por 17 horas semanais. Já em Brasília, uma jornada de 16 horas semanais pode pagar R$ 7,5 mil mensais. Na capital carioca, 22 horas semanais podem dar origem a R$ 9,4 mil.

Deve-se considerar, ainda, que a capacidade de pagamento varia com o tamanho da instituição e com o nível de experiência. O montante para um profissional iniciante pode partir de R$ 4,4 mil mensais, enquanto um profissional com mais prática pode receber por volta de R$ 16 mil mensais.

Não se esqueça dos adicionais de periculosidade e insalubridade e dos valores pagos pelo trabalho em horas noturnas. Todos esses pontos, para quem é contratado CLT, podem gerar acréscimos de R$ 531 a R$ 2,1 mil ao salário.

É possível aumentar os rendimentos na especialidade?

Depois de saber quanto ganha um neurologista, pela média pesquisada, é interessante saber que esses valores podem variar bastante — principalmente para cima! Isso acontece quando o profissional tem certas atitudes estratégicas sobre a carreira e que podem alavancar os seus ganhos.

Nesse sentido, é possível citar o destaque no setor, o aprofundamento do conhecimento e a construção da marca pessoal. Quanto maior for o seu reconhecimento na área de atuação, maior é a possibilidade de ganhos.

Dependendo do caso, pode valer a pena até buscar uma subespecialidade, como ser Neurologista Pediátrico e Geriátrico. Ao atuar em um nicho específico, suas chances de destaque aumentam junto aos ganhos.

Qual é o impacto da residência nos ganhos do profissional?

Como você acabou de ver, ter um bom nível de conhecimento é essencial para poder ganhar mais como neurologista. Uma das formas mais eficazes de demonstrar isso, por sua vez, é por meio da residência médica em Neurologia.

Escolher um programa de referência traz diversos aspectos positivos, como o contato com preceptores que são referências na área, a interação com colegas e a experiência em casos práticos.

Dependendo da instituição em que você fizer a residência médica, é possível ficar diante de um grande volume de casos — alguns deles são raros ou complexos e ajudam a construir uma bagagem diferenciada.

Portanto, buscar essa especialidade pode ser a melhor saída para ampliar os seus ganhos e conquistar mais reconhecimento profissional.

Agora, você já sabe quanto ganha um neurologista e, principalmente, entende que isso não depende apenas da especialidade — e, sim, de diversos fatores. Se você escolher se especializar pela residência médica, poderá potencializar seus resultados.

Onde estudar

Se você gosta da ideia de fazer a residência médica em Neurologia, dá uma olhada no nosso artigo para conhecer as instituições que os médicos mais buscam em São Paulo para cursar essa especialidade e neste outro sobre os hospitais mais concorridos para fazer Neurologia no SUS-SP. Além disso, batemos um papo com residentes dessa especialidade na USP e na Unifesp que você pode gostar. Confira!

Mas, acima de tudo, tenha em mente que essa opção exige um bom preparo! Relaxa, estamos aqui para te ajudar nisso: estude para as provas de residência médica com os materiais gratuitos que oferecemos na Academia Medway! Tem guias estatísticos, e-books, aulas e muito mais. Fica a dica: comece pelo Guia Definitivo da Residência Médica na USP-SP! Pra cima! 

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
JoãoVitor

João Vitor

Capixaba, nascido em 90. Graduado pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) e com formação em Clínica Médica pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HC-FMUSP) e Administração em Saúde pelo Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE). Apaixonado por aprender e ensinar.