Carregando

AMB: o que é e qual é a função?

Você sabe o que é ou já ouviu falar na AMB? A instituição é essencial para os médicos, não apenas para regulamentar a profissão, mas também para trazer mais segurança aos profissionais. 

Com a diversidade de siglas e termos da Medicina, decidimos esclarecer essa abreviação para cada estudante ou residente desfrutar dos benefícios da instituição. Portanto, continue a leitura e saiba mais. 

O que é AMB?

A Associação Médica Brasileira (AMB) é uma instituição sem fins lucrativos fundada no dia 26 de janeiro de 1951. Com o objetivo de assegurar a dignidade dos médicos, ela distribui atividades em 27 associações estaduais e 396 regionais. 

Na fundação, Jairo de Almeida Ramos foi o presidente e idealizou a associação. Os esforços dele construíram uma imagem forte para a Medicina brasileira e são seguidos pelo atual representante, César Eduardo Fernandes.

A instituição possui atividades para integrar os profissionais por meio de eventos, publicações de artigos e concessões de títulos de especialidades. As provas para especialistas podem ser produzidas pela AMB ou pelas associações de cada área, como ginecologia e obstetrícia.

Eventos 

Os associados podem participar de diversos eventos mensais a partir de inscrições individuais pelo site. Além dos congressos e dos simpósios, há webinars (seminários on-line com uma temática central) e cursos para o aperfeiçoamento de especialidades. 

Alguns exemplos recentes são o curso de radiologia e patologia pulmonar (com aulas gravadas e ao vivo, divididas em blocos básico, neoplásico e não neoplásico), além do webinar sobre uso de palivizumabe na prevenção das doenças respiratórias (focado no debate sobre bronquiolite viral aguda). 

Publicações

Para estimular a produção cultural entre os médicos, o JAMB Cultura circula desde 2010. O caderno possui uma seleção de contos, poesias e crônicas escritas pelos médicos, além de artigos com um olhar médico sobre músicos, compositores e pintores.

Cada edição conta com oito páginas. Cada uma possui um conteúdo exclusivo. Essa iniciativa é uma forma de ampliar os debates além da Medicina, que já é comum aos profissionais, mostrando as habilidades deles em mais assuntos.  

Provas da AMB

Conforme citado anteriormente, a associação é responsável por conceder o título de especialista para algumas áreas da Medicina. Isso porque, apesar de ter concluído a residência médica, é necessário ser aprovado nas provas da AMB para a carreira escolhida. 

Por exemplo, para aqueles que querem receber o título para atuação em medicina do sono, há um processo seletivo com uma prova teórica e outra teórico-prática. A primeira é constituída por 60 questões de múltipla escolha, enquanto a segunda é composta por 40 questões de análises de casos clínicos.

Apesar disso, a maioria das especialidades tem provas feitas pela associação titular em vez da AMB. Por isso, é importante olhar o site de cada área médica e o edital das provas, evitando erros sobre os concursos e tendo as orientações necessárias. 

Para que serve a AMB?

De acordo com o estatuto da Associação Médica Brasileira, a instituição tem como finalidade atualizar artigos científicos, contribuir com a política do sistema médico assistencial do país, promover campanhas para prevenir, recuperar e preservar a saúde da população e orientá-la sobre os problemas de assistência médica.

Outro objetivo em conjunto ao Ministério da Educação é o controle de qualidade das faculdades de Medicina e o estabelecimento dos critérios de criação de escolas médicas no Brasil. Assim, há exigências para evitar a abertura de cursos de baixa qualidade, com corpo docente incapacitado na área médica.

Desde 2000, a AMB também é responsável pela elaboração das Diretrizes Médicas. O projeto tem o intuito de padronizar as condutas dos profissionais da saúde e auxiliar tanto nos diagnósticos quanto nos tratamentos. Algumas áreas abordadas são anestesiologia, cardiologia, clínica médica, genética, nutrologia e reumatologia.

Qual é a importância da associação?

A associação para os médicos brasileiros é indispensável para a estruturação do ensino na área. Com a escolha de critérios que garantem aulas ministradas por um corpo docente capacitado, os alunos de Medicina têm mais chances de aprender tudo o que precisam na graduação. 

Essa fase é essencial para adquirir conhecimentos teóricos, colocados em prática durante a residência médica. Após essa fase, a AMB tem um papel importante para direcionar a qualidade de atendimento ao oferecer títulos de especialistas e estabelecer diretrizes para cada área.

Também se destaca a relevância no âmbito dos estudos, em que há a divulgação de artigos atualizados e promoção de cursos específicos para diversas especialidades. Isso reforça que todo profissional pode continuar estudando e se aperfeiçoando mesmo depois da conclusão da residência.  

Como se associar?

A maioria dos médicos se associa para participar de atividades que contribuem para o networking e a troca de conhecimento. Afinal, em experiências mais imersivas, como cursos, simpósios e congressos, é possível encontrar médicos de diversas especialidades e construir parcerias. 

Para ser um associado, basta entrar em contato com uma das unidades federadas. Cada estado possui uma sede que facilita a comunicação e o funcionamento das atividades diárias. 

Ao identificar a unidade de sua localização, é requerido o preenchimento da ficha de filiação e o envio para o e-mail geral da instituição. Assim, o cadastro inicial é feito com os dados fornecidos. 

Saiba mais sobre o universo médico com a gente!

Se você gostou de saber mais sobre a AMB, não deixe de conferir mais conteúdos em nosso blog. Aqui, você esclarece suas dúvidas e ainda se orienta para construir a carreira médica dos sonhos!

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
MarcosMarangoni Junior

Marcos Marangoni Junior

Paulistano nato, criado nas ruas do Ipiranga, médico ginecologista e obstetra formado na UNICAMP, mestrando em Saúde Reprodutiva pela UNICAMP, e professor da Gineco-Obstetrícia da Medway. Só nasce grande filhote de monstro.