Carregando

Como estudar para residência médica por questões? Confira algumas técnicas

Quem sonha em ser aprovado na especialização desejada em uma instituição de respeito sabe que não existe fórmula mágica, sendo preciso estudar muito e se dedicar de verdade a esse objetivo. No entanto, como estudar para residência médica?

Acontece que muita gente trava e não sabe nem por onde começar a preparação ou estuda do jeito errado, gerando mais desperdício de tempo que resultados. Para evitar esses problemas, conheça algumas técnicas de como estudar na prática.

É comum que os aspirantes à residência médica pensem que é necessário ler todas as apostilas dos cursinhos, por exemplo. Porém, além de não funcionar para reter conteúdo, isso é praticamente impossível pelo volume de teoria, gerando um sentimento desesperador de atraso. Relaxa e desapega: você não vai estudar tudo!

O estudo por questões

Utilizar questões para estudar para residência pode ser uma mão na roda. Vamos explicar a razão: elas servem tanto para fixação quanto para revisão de matérias, além de possibilitarem estabelecer metas de quantidades, temas e tempo de resolução.

Estudar para residência médica por meio de questões ainda permite que você treine em ambientes que nem sempre são 100% favoráveis para a concentração. Você não precisa ter diversos materiais à mão, como apostilas ou cadernos, para sentir a satisfação de evoluir nos estudos, mesmo que aos poucos, no meio de uma rotina agitada.

Algumas dúvidas frequentes para quem já começou a estudar para residência médica utilizando questões são: quais são os melhores métodos para estudar, como priorizar os temas, como encontrar um bom banco de questões, como anotar as dúvidas e aprendizados que surgem nesse processo, entre outras interrogações. 

Para todas essas questões, existem respostas! A seguir, vamos explicar melhor o que você pode e o que não pode fazer. Assim, você entende melhor por meio de dicas para estudar para as provas a partir de questões!

Questões preparadas por cursos preparatórios

É recomendado usá-las quando você não tiver nenhuma outra opção de banco de questões direcionadas para seus objetivos. Porém, é preciso cuidado e boa avaliação para que isso realmente valha a pena. Lembre-se de que muitos cursinhos possuem materiais com abrangência nacional.

Se o objetivo é passar em uma residência em São Paulo, por exemplo, evite questões de instituições de outras regiões. Por isso, o primeiro passo é determinar onde você quer prestar residência e montar seu planejamento de estudos. 

É importante utilizar um banco de questões direcionadas para a instituição que você almeja para estudar para residência médica e avançar para os temas em que tem mais dificuldade aos poucos, já que são eles que elevam a sua nota. 

Aqui, a palavra-chave é relevância: você tem que aprender a discernir quais questões são realmente importantes para a sua jornada de estudos. Quando você fizer isso, pode deixar as questões do cursinho de lado sem medo, já que elas são muito mais genéricas.

Fazer anotações sobre erros enquanto resolve questões

Saiba priorizar assuntos relevantes para sua prova de residência médica, como dito acima. Muitas vezes, as anotações ajudam a frisar temas em que você tem dificuldade e erra. 

Às vezes, prestando atenção nisso, você memoriza melhor aquele conteúdo e até desenvolve algum macete. Para fazer essas anotações certeiras, tente utilizar um único caderno. Nada de fazer comentários em vários locais diferentes.

Não é adequado fazer muitas anotações utilizando post-its, flashcards, mapas mentais ou coisas do gênero. Centralizar as informações é fundamental para a sua organização.

Eu sei que bate aquela insegurança de deixar passar alguma coisa importante, mas não adianta não ter um filtro para fazer suas anotações. Assim, você reescreve a matéria sem grandes necessidades. Anote somente o que tiver dificuldade ou coisas muito relevantes para a sua prova.

Utilizar apenas questões no estudo para as provas de residência

Não é recomendado utilizar as questões como única fonte de aprendizado para os estudos. Afinal, apesar de você não passar na prova sem fazer questões, o estudo por questões não substitui o estudo teórico.

Eles são estratégias complementares. Por isso, saiba separar o momento de estudar a teoria e o momento de fazer questões. Inclua outras técnicas aos seus estudos também.

Melhore seu desempenho com a nossa ajuda!

Além de saber a importância de estudar para residência médica e as principais técnicas para garantir a aprovação na R1 desejada, conte com nossa ajuda para sua jornada! Com o Extensivo São Paulo, você tem acesso a diversos conteúdos importantes para sua preparação para as principais instituições.

Além disso, se você procura maneiras para melhorar o seu aprendizado durante a faculdade de Medicina, que tal saber mais sobre como estudar durante esse período? Leia o conteúdo que preparamos e esteja pronto para brilhar nas provas, garantindo a tão sonhada aprovação!

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
JoãoVitor

João Vitor

Capixaba, nascido em 90. Graduado pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) e com formação em Clínica Médica pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HC-FMUSP) e Administração em Saúde pelo Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE). Apaixonado por aprender e ensinar.