Como estudar com questões para a residência médica

Conteúdo / Residência Médica / Como estudar com questões para a residência médica

Um dos grandes problemas enfrentados pelos alunos é a dificuldade na retenção do conhecimento: a maioria estuda, lê tudo, mas esquece. Se esse é o seu caso, é hora de saber como estudar com questões e fixar os conteúdos indispensáveis para os processos seletivos.

Para obter sucesso e melhorar o rendimento, é necessária uma boa organização, além de estratégias para potencializar a retenção do material estudado. A seguir, confira dicas essenciais para estudar com questões, uma prática recomendada por nós!

Estudar com questões funciona?

Ao pensar em como estudar com questões, outra dúvida surge: isso realmente funciona? A eficácia vem, em parte, por conta da postura ativa que o aluno adota e dos benefícios que ela proporciona, como a fixação e a memorização do conteúdo. 

O estudante também passa a conhecer os formatos das provas e entende como os temas são cobrados. Com isso, não há surpresas no dia do exame, que pode ser realizado da melhor maneira possível e atender aos critérios da banca examinadora.

Com tantas matérias a serem estudadas, é comum que haja dúvidas no começo da jornada para a residência médica. Fique tranquilo, pois não é preciso fazer um número grande de exercícios por dia ou correr com os conteúdos de uma só vez. 

Muitas vezes, o que diferencia um aluno com um rendimento mediano daquele com um rendimento excelente é o direcionamento. Se você quer se especializar na USP, que benefício a resolução de questões da AMP, que tem um modelo diferente de prova, vai trazer? Otimize seu tempo e estude apenas o que se adéqua ao seu planejamento. 

Afinal, como estudar com questões?

Como não há um número fixo de exercícios, existem outros pontos que orientam essa forma de estudo. Para solucionar as dúvidas, veja como estudar com questões a seguir!

Escolha um bom material e foque nas instituições do seu interesse

A primeira dica de como estudar com questões é selecionar os materiais criteriosamente. Procure exercícios feitos por especialistas, preferencialmente, priorizando as instituições que pretende prestar. Também é possível realizar questões de provas antigas ou de exames com modelos similares.

É importante identificar se a prova a ser prestada segue o modelo “raciocínio clínico”, como a USP e a USP-RP, “direto ao ponto”, como o SUS-SP, ou “com especificidades”, como a UFRGS, que gosta de questões do tipo “quantas afirmativas estão certas?”. 

Estude por assunto

Depois de filtrar as instituições pelas quais você tem interesse, selecione os principais assuntos cobrados e dedique foco total a eles, pois eles têm maior recorrência e precisam ser dominados. 

A partir desse filtro, surge outro benefício: identificar onde você tem dificuldades. Grande parte do seu tempo deve ser dedicada aos assuntos importantes que você ainda não tem total domínio. O número de questões a serem feitas é indefinido: quando você sentir que aprendeu o conteúdo ou resolveu exercícios suficientes.

Com um plano de estudos, é possível determinar os principais temas e as datas de atenção. No fim das contas, a dica infalível de como estudar por questões é bem clara: não tente sair abraçando o mundo!

Utilize questões comentadas 

Outro ponto importante para entender como estudar dessa forma são as questões comentadas. As pessoas mais aptas para comentar os exercícios são aquelas que passaram pela instituição. Por isso, nosso time de professores, aprovados em diferentes processos seletivos, fica responsável por essa tarefa.

Ter esse tipo de contato permite a familiarização do aluno com a prova. Assim, mais que entender qual é o molde das perguntas e das alternativas, ele também descobre as linhas que podem ser seguidas de raciocínio. 

Faça as questões antes das aulas

Essa é outra dica para esclarecer como estudar resolvendo questões! A maioria das pessoas tem o hábito de ler apostilas sobre o conteúdo e realizar uma pilha de exercícios. No entanto, o ideal é que a resolução aconteça de forma mais assertiva, evitando o cansaço e obtendo melhor rendimento. 

Recomendamos é a dedicação de 5 a 20 questões sobre o assunto antes de iniciar a leitura do conteúdo. Nesse momento, o objetivo não é gabaritar todas as questões, mas o que é cobrado e como. Essa é uma das principais vantagens do estudo ativo!

Utilize as questões como forma de revisão

Além de ser um bom método para retenção do aprendizado de novos conteúdos, a resolução de questões cai bem para quem busca só uma revisão, próxima da data de uma prova ou com uma frequência determinada. 

O Anki é um app que também funciona na base da revisão por repetição espaçada. De forma geral, ele possui pequenos testes que, ao serem respondidos corretamente, são enviados novamente em um período grande. Caso você erre, no entanto, o teste reaparece mais cedo, em uma frequência maior.

Dessa forma, você é levado a estudar apenas os conteúdos que tem dificuldade com mais intensidade, sem perder tempo com os já aprendidos. Afinal, estudar somente o que já se sabe não é a melhor forma de alcançar a aprovação nas provas.

Monitore seu desempenho

Como dito, a resolução de exercícios ajuda a ter uma noção sobre os conteúdos que você tem dificuldade, porém, essa não é a única forma de monitorar seu desempenho.

Além desse mapeamento, ao seguir as dicas de como estudar fazendo questões, é perceptível que a metodologia indica a evolução, a quantidade de questões que você consegue fazer e o tempo dedicado. Anote tudo isso e busque aperfeiçoar tais pontos, pois não adianta acertar dez questões de uma lista se você levou três horas para isso!

Não aposte todas as suas fichas em um único método

Apesar de ser importante considerar esse método, não se prenda à dúvida de como estudar só por questões, pois essa não é a única técnica a seguir. Sozinha, ela não garante a aprovação, mas complementa os estudos de conceitos, os fichamentos e as leituras.

Estude por questões com a gente!

Não tem mais dúvidas de como estudar com questões e quer começar agora? Com o nosso aplicativo, você tem acesso a mais de dez mil questões comentadas pelo nosso time de professores, simulados exclusivos, provas antigas na íntegra, acesso a apostilas, painel para acompanhar estatísticas da sua evolução e do seu desempenho em comparação a outros alunos.

Você ainda pode criar trilhas de questões personalizadas usando os filtros de ano, especialidade, temas, focos, instituições e tipo de imagens. A melhor parte do app é que você o experimenta de graça! Aproveite a versão completa apenas ao se matricular no Extensivo São Paulo, um curso preparatório para residência médica.

AlexandreRemor

Alexandre Remor

Nascido em 1991, em Florianópolis, formado pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e com Residência em Clínica Médica pelo Hospital das Clínicas da FMUSP (HC-FMUSP) e Residência em Administração em Saúde no Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE). Fanático por novos aprendizados, empreendedorismo e administração. Siga no Instagram: @alexandre.remor