Carregando

Como estudar sozinho para a prova de residência médica?

Depois de concluir a graduação em Medicina e selecionar uma especialidade médica, chegou a hora de se preparar para a residência. Este é um ponto de virada para a carreira e vida, portanto exige bastante preparação. Porém, como estudar sozinho para as provas?

Antes de escolher os caminhos para estudar sozinho, é necessário compreender a rotina. Somente assim, é possível ter uma dimensão do que é preciso ser feito, adaptado, além de quais são as melhores alternativas para ter um bom aproveitamento nos estudos para os processos seletivos. 

Como estudar para as provas de residência é trabalhoso e requer organização, separamos dicas que vão ajudar a manter qualidade nos estudos. A seguir, veja como estudar sozinho seguindo um planejamento estruturado e obtendo um aproveitamento positivo. 

É possível estudar para residência médica sozinho?

Apesar de ser possível, a tarefa é desafiadora. No geral, estudar requer diversas habilidades de organização e preparação, ainda mais para as provas de residência, que abordam uma infinidade de temas com graus aprofundados de dificuldade.

A grande quantidade de matéria associada às outras obrigações do cotidiano e à expectativa de aprovação torna tudo mais complicado. Isso é dificultado ainda mais pelo contexto em que o estudante está inserido, visto que alguns já possuem rotinas exaustivas e pouco tempo para estudar.

Inclusive, a maior dificuldade está na necessidade de executar tarefas que não têm a ver, necessariamente, com a preparação. Você vai precisar planejar os estudos de forma ampla para realmente fazerem sentido e ser possível cobrir todas as bases.

A questão é que tudo isso consome um tempo que deveria ser usado na preparação em si, ao estudar para residência médica. Aqui, também entram as dificuldades que a maioria dos candidatos tem de priorizar os assuntos corretos, direcionados principalmente pelo perfil estatístico de cada instituição. 

Como é o estudo para a residência por conta própria?

Antes de se arriscar por esse caminho, é preciso entender como é a rotina de quem decide atuar por conta própria. Para saber como estudar sozinho para residência médica, é necessário reconhecer três fatores principais: teoria, disciplina e prática. Veja como eles funcionam!

Material teórico

Se você decidir estudar em casa por conta própria, vai precisar de um material teórico para ter chances de sucesso. Isso exige a busca entre cursinhos para selecionar a opção mais completa, com uma metodologia prática e entendida sem dificuldades. Lembre-se de que não há como tirar dúvidas nesse caso, então o material de apoio deve ser robusto.

Autodisciplina

Quem estuda sozinho precisa ter responsabilidade e autodisciplina para não desistir ou mudar o ritmo dos estudos. Por isso, mais que criar um cronograma, é importante segui-lo mesmo nos momentos de cansaço, desmotivação e dúvidas, quando a autodisciplina deve se intensificar para não desanimar. 

Colocando em prática

A prova de residência médica é muito abrangente, e não há como se preparar apenas lendo infinitas páginas. É necessário encarar questões para treinar, reconhecer dificuldades e afinar certos aprendizados. Para isso, também é preciso correr atrás de simulados e um banco completo de questões.

Outra dica é seguir as provas anteriores como um guia dos conteúdos recorrentes e praticá-las como se fosse o dia do exame. Dessa forma, é possível identificar as áreas que precisam de reforço e o tempo de realização da prova.

Por que buscar ajuda para se preparar?

Não é porque há como estudar sozinho para residência médica que você tem que seguir esse único caminho. Afinal, essa é apenas uma possibilidade que requer organização e muita disciplina. É preciso usar um volume maior de energia para dar conta de tudo, sendo que todo esse esforço pode ser direcionado para o aprendizado, que é o que importa.

Por isso, o recomendado é procurar ajuda para ficar pronto da maneira certa. Com um treinamento realmente focado, sua preparação vai render muito mais — e as suas chances aumentam!

Uma dica é contar com um curso preparatório, que permite o aprendizado com aulas em vídeo, apostilas teóricas e aplicação prática em simulados. Assim, com a ajuda dos professores que também passaram pela residência médica, fica mais fácil identificar as falhas e melhorar o estudo.  

O contato com outras pessoas que já enfrentaram as provas pode fazer toda a diferença na preparação. Isso porque elas entendem os sentimentos de insegurança, dúvida e nervosismo, além de passarem dicas que aliviam essas sensações e aumentam a confiança.

Tenha a ajuda que você precisa com a gente!

Agora que você já sabe como estudar sozinho, é hora de decidir: iniciar essa jornada por conta própria ou ter uma mãozinha pelo caminho? Aqui, você pode sair na frente, tanto com a Mentoria, que te guia para as provas, quanto pelos cursos preparatórios extensivos e intensivos. 

Em ambos, você tem o apoio dos professores do início ao fim dos processos seletivos, enquanto aproveita uma metodologia padrão-ouro. Com materiais exclusivos, incluindo videoaulas e um banco de questões de diversas instituições, você domina os conteúdos e tem mais chances de alcançar seu sonho!  

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
DjonMachado

Djon Machado

Catarinense e médico desde 2015, Djon é formado pela UFSC, fez residência em Clínica Médica na Unicamp e faz parte do time de Medicina Preventiva da Medway. É fissurado por didática e pela criação de novas formas de enxergar a medicina.