Carregando

Como vencer o medo e a insegurança na preparação para as provas de Residência Médica

Se você chegou nesse texto, pode ser que esteja se preparando para as provas de residência médica no final do ano. E sonhando com aquela instituição, ou especialidade.

No entanto, em paralelo a esse desejo de sucesso, surge uma enorme insegurança que insiste em afastá-lo do seu objetivo, ou não permite que você dê os primeiros passos. Mas como vencer esses obstáculos mentais durante a preparação para as provas de Residência Médica? Essa é uma dúvida que eu já tive e que recebemos diariamente dos nossos alunos.

Para te ajudar a resolver essa questão e a não cometer os mesmos erros, convidamos um de nossos mentorados, o Lucas Assis. Ele contou como foi a jornada de preparação que ele percorreu até alcançar a residência de Neurologia no Hospital das Clínicas da USP-SP.

Mas antes de continuar, a gente tem um convite para te fazer. Que tal conhecer a Medway Mentoria, o nosso curso focado em te ensinar as melhores técnicas de estudo e metodologias de planejamento para afiar a preparação para as provas de residência. E para entender tudo sobre o curso, no dia 22 de novembro faremos uma live explicando tudinho: como o curso funciona, valores e condições especiais para você voar nos processos seletivos. Então, não perca tempo. Se inscreva na nossa lista de espera e marque a data da live na sua agenda!

Agora, bora pro papo reto do Lucas!

Durante a graduação

Sempre me dediquei bastante aos meus estudos para ter a melhor formação médica possível. Entretanto, o que eu não tinha em mente na época do internato era que o estudo para ser médico é bem diferente da preparação direcionada para as provas de residência médica. 

Primeira lição: estudar pensando apenas em sua formação médica, não será o suficiente para encarar as provas de residência médica. 

Provas de Residência Médica

Eu não me diferenciava em nada dos milhares de alunos que faziam o mesmo cursinho que eu. Estava totalmente perdido naquele mar infinito de assuntos e sem nenhuma perspectiva. Diante disso, vi que não atingiria meu objetivo no final do meu 6º ano, mas não me desesperei. 

Decidi absorver o máximo de conteúdo possível até o final do ano, pois sabia que seria útil no ano seguinte. Além disso, optei por fazer as provas de residência médica das instituições de meu interesse, pois queria ter experiência de prova para o próximo ano, quando seria pra valer.

Após minha formatura, chegou o esperado ano de dedicação máxima para a realização do meu sonho e a grande questão era: como faria a minha preparação? Eu sabia que não conseguiria sozinho e que precisaria de uma mentoria que focasse não no conteúdo das provas, mas sim em metodologias inteligentes de  estudos. De preferência com pessoas que vivenciaram todos os medos, dúvidas e angústias que se mostrariam presentes, mais do que nunca, naquele ano.

Minha primeira tentativa, no início do ano, não deu certo. 

Eis que surge, sem o menor medo de dizer, um divisor de águas na minha preparação: A Medway Mentoria

Fiquei fascinado, não somente com as metodologias de estudo ensinadas, mas como colocavam em pauta questões que eu estava vivenciando naquele exato momento e, diferente do ano anterior, eu estaria preparado para enfrentá-las e seguir adiante.

O trabalho e a preparação

Com a Mentoria, consegui organizar melhor meus estudos e – mais do que isso – personalizá-lo, deixando de ser apenas mais um, tomando as rédeas não só dos meus estudos, como de questões pessoais. Tomei algumas decisões, como trabalhar em uma Unidade de Saúde da família por 32 horas semanais. Isso me permitiu manter o foco em minha preparação e constância em minhas horas líquidas produtivas de estudo ao longo do ano.

Provas de Residência Médica

Gosto de mencionar um marco que alavancou meus estudos na hora certa: eu não sabia qual seria o melhor momento de parar de trabalhar e me dedicar às provas. No meio do ano, após assistir uma das aulas da Mentoria, não tive a menor dúvida que aquele seria o momento ideal e mesmo com a desconfiança dos meus familiares, tomei a minha decisão de maneira firme, convicto de que isso seria essencial para garantir minha vaga na residência médica dos meus sonhos.

Os obstáculos nas provas de Residência Médica

A Mentoria me alertou, de forma honesta, que durante o caminho poderiam aparecer percalços e foi exatamente o que ocorreu nas primeiras provas que realizei. Com alguns resultados negativos, cometi o erro de me deixar abalar, questionando todo meu ano de estudo e a minha capacidade. Foi um momento difícil, mas ao superá-lo, me tornei mais forte e preparado para as batalhas seguintes. 

Felizmente, veio a primeira boa notícia: fui aprovado para a segunda fase da instituição para a qual mais me dediquei ao longo do ano: a USP-SP.

E se você está pensando que a fase de questionamentos havia acabado, já te adianto que era só o começo.

Milhares de perguntas passavam pela minha cabeça, junto com um sentimento de culpa por não ter começado a preparação para a segunda fase antes. Duvidei até da minha formação, visto que vim da segunda turma de uma universidade privada e não tinha um “currículo bom”. 

Este é um momento crucial e não há espaço para hesitação. Se você não tiver se preparado bem ao longo do ano para enfrentá-lo, a sua vaga escorrerá entre os seus dedos. Com certeza, não existe uma sensação pior que essa.

Respirei fundo, mantive o foco e segui meu caminho. Coloquei em mente três coisas: 

  1. Não era mais o momento para questionamentos
  2. Fiz a melhor preparação possível para as segundas fases. 
  3. O equilíbrio emocional seria meu diferencial na prova prática. 

E realmente foi.

A realização do sonho

Crachá do Lucas como Residente de Neurologia no HC-FMUSP

Após essa caminhada longa de sacrifícios, o Lucas viu seu nome na lista de aprovados na Residência Médica de Neurologia na USP-SP e pôde compartilhar essa conquista com sua família e amigos. 

Esperamos que a jornada do Lucas sirva como inspiração para você que está enfrentando ou ainda vai encarar essa batalha. E deixo aqui um recado para você colar na parede:  QUALQUER UM pode alcançar a Residência Médica que quiser. Não existem exceções a essa regra.

Pra terminar, sugiro que você baixe o e-book gratuito Os 15 bloqueios que te impedem de ser aprovado na residência, que mostra quais são os bloqueios que atrapalham os seus estudos e te impedem de ser aprovado na residência médica dos seus sonhos.

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
JoãoVitor

João Vitor

Capixaba, nascido em 90. Graduado pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) e com formação em Clínica Médica pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HC-FMUSP) e Administração em Saúde pelo Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE). Apaixonado por aprender e ensinar.