Carregando

Conheça mais sobre o médico hematologista

O momento da especialização é uma grande responsabilidade. Afinal, é a hora de decidir em qual área médica atuar. Entre as diversas possibilidades, está a de médico hematologista

O especialista em Hematologia dispõe de um leque de possibilidades para atuação na área médica. Isso se deve, principalmente, ao crescimento exponencial da especialização no mercado, que se torna bastante próspero para os novos profissionais.

Ao longo deste artigo, você vai compreender como a especialização para médico hematologista funciona, de que modo se preparar para a residência e como é o mercado de trabalho na área. 

Entenda o que é um hematologista

Primeiro, é preciso compreender o que é Hematologia. Este campo da Medicina realiza um estudo aprofundado dos componentes do sangue, mapeando a fisiologia, a origem e a atuação de elementos na corrente sanguínea.

Geralmente, o especialista da área atua dando suporte para outras especialidades. Porém, ele está apto para lidar com a parte preventiva e de tratamento ligado às doenças ou às irregularidades do sangue, assim como no desenvolvimento de novos medicamentos. 

O hematologista investiga a alteração na taxa dos glóbulos vermelhos e brancos e das plaquetas, além de analisar minuciosamente os órgãos. O suporte no tratamento do câncer e nos procedimentos relacionados à transfusão de sangue também é de incumbência desse profissional.

As diversas possibilidades de atuação do hematologista

O profissional que atua nessa especialidade não faz apenas estudos e investigações sobre elementos do sangue. Devido à complexidade e à profundidade da área, geralmente, a rotina do médico é multidisciplinar, somando conhecimentos em outros âmbitos, como Biologia e Farmácia.  

O hematologista pode atuar em atendimentos em consultórios, hospitais, laboratórios, hemocentros, coletas e transplantes de medula óssea, assim como processamentos e transfusões dos hemoderivados do sangue.

O especialista precisa ter vasto conhecimento em genética, já que as intervenções vão muito além das doenças hematológicas mais conhecidas. Pacientes com anemia, leucemia e até câncer precisam ser acompanhados de perto por esse profissional. 

Conheça as subespecialidades disponíveis para trabalho

Ao longo deste artigo, você comprovou que o campo de atuação do médico hematologista é amplo, não ficando restrito aos atendimentos ambulatoriais e hospitalares. 

Essa especialidade exige um vasto conhecimento científico e acadêmico, além de pleno domínio emocional e psicológico, devido à carga intensa de trabalho. Por outro lado, ela possibilita que o profissional tenha contato com diversas atividades, sendo elas:  

  • hemoterapia: trata de atividades transfusionais;
  • transplante de medula óssea: trabalha junto à Oncologia e exige uma formação adicional na residência médica;
  • hemostasia: volta-se para distúrbios de coagulação;
  • citofluorimetria: realiza diagnósticos por meio de anticorpos monoclonais e substâncias fluorescentes.

Remuneração

Apesar de ser uma profissão desafiadora, também é muito próspera. A remuneração varia de acordo com a região em que o profissional atua, a carga horária de trabalho e a complexidade da atividade.  

Profissionais que realizam procedimentos invasivos ou manuseiam produtos biológicos e até medicamentos complexos tendem a ser mais valorizados, correspondendo à exigência da expertise. 

Um registro obtido por pesquisa realizada entre outubro de 2021 e setembro de 2021 apresentou que o teto salarial do médico hematologista alcançava uma média de R$ 6.271,95 por mês, para uma jornada de trabalho de 23 horas semanais.

Em média, o salário de um hematologista pode chegar a R$ 11.693,27 por mês, em uma carga de 40 horas semanais. Vale reforçar que essa área está em vasta expansão, potencializando a valorização do especialista.

Como a residência médica em hematologia funciona?

A residência médica em hematologia funciona como uma especialização com duração de dois anos. Porém, ela exige pré-requisito de dois anos em residência em Clínica Médica. 

O futuro hematologista pode atuar no âmbito da Pediatria. Neste caso, o profissional precisa cumprir o pré-requisito de três anos de residência em Pediatria e ingressar na especialização, que também conta com duração de dois anos. 

Existe a possibilidade do residente se especializar em transfusão de medula óssea. Para isso, é necessário cumprir os dois anos de residência em Hematologia e mais dois anos para se especializar. 

Alguns cursos possibilitam uma especialização complementar da Hematologia, denominada Hemoterapia, que pode ter duração entre 10 a 12 meses.

Que tal escolher a hematologia como especialização?

Agora que todas as informações que ambientam essa formação médica foram esclarecidas, é mais fácil identificar se essa é a escolha correta para você.

Lembrando que, por ser uma formação complexa e multifacetada, exige o máximo de desempenho e dedicação durante a preparação. Em contrapartida, possibilita diversas atividades no mercado de trabalho.

Aqui, você se especializa e expande seus conhecimentos

Desenvolva seus conhecimentos com aulas articuladas com mecanismos com máxima absorção. Nossa plataforma é simples e interativa, possibilitando a realização de atividades pelo aplicativo, algo que simplifica e otimiza os estudos.

Para facilitar o aprendizado para residência do médico hematologista e de outras especializações, elaboramos um programa de mentoria. Ensinamos com uma metodologia eficaz de estudo, além do gerenciamento que identifica os pontos a serem evoluídos para conseguir a aprovação nas provas.

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
Ana KarolineBittencourt Alves

Ana Karoline Bittencourt Alves

Catarinense nascida em 1995, criada em Imbituba e apaixonada por uma praia. Formada pela Universidade Federal de Santa Catarina em 2018, com residência em Clínica Médica pela Universidade de São Paulo (USP-SP 2019-2021) e professora de Clínica na Medway. "Ensinar não é transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para a sua produção ou a sua construção. Quem ensina aprende ao ensinar e quem aprende ensina ao aprender" - Paulo Freire.