Carregando

4 coisas que todo estudante de Medicina deve saber sobre a residência desde já

A residência médica é um tipo de curso de pós-graduação que abrange diferentes tipos de especializações médicas. Nesse período, os médicos aprendem na prática enquanto garantem a chance de ter um título de especialista! Tudo isso com direito a uma bolsa de auxílio. Além do mais, o médico tem a chance de aprender — com preceptores e professores experientes — várias técnicas cirúrgicas e muitas informações relevantes para o exercício da Medicina. E existem algumas coisas que todo estudante de Medicina deve saber antes desse período.

Portanto, é uma fase muito importante na vida de um médico. Esse é um momento bem esperado pela maioria dos alunos de Medicina durante a graduação! Nos últimos anos do curso de Medicina, o estudante já começa a se preparar para a prova de residência e define o caminho que vai seguir depois da faculdade.

Tem dúvidas sobre a residência? Então, esse texto é perfeito pra você! Continue lendo!

4 coisas que todo estudante de Medicina deve saber sobre a residência

A preparação para a prova de residência médica não é uma tarefa fácil! É necessário que o estudante de Medicina tenha muita concentração e disposição para estudar. Mas, com método e comprometimento, é possível cumprir essa missão com sucesso e de forma saudável.

Para conseguir realizar esse feito é interessante saber, pelo menos, as 4 coisas mais importantes para se dar bem ao longo desse processo. Essas dicas são as que seguem!

1. Mantenha a calma

Para que tudo funcione do jeito certo, é preciso manter a calma! Não é necessário começar a estudar desesperadamente desde o 3º ano da faculdade, por exemplo. Além disso, estudar freneticamente para a prova da Residência logo no começo da graduação, não vai ser efetivo para garantir a aprovação depois de um tempo. Uma vez que o estudante de Medicina não vai ter a bagagem do contato prévio com os diversos temas.

Por essa razão, a tática mais importante é focar em cada momento da carreira. Focando nos estudos que cada fase demanda. Pular etapas traz ansiedade e desequilibra todo o processo de aprendizagem.

Contudo, o desenvolvimento acadêmico depende totalmente do seu bom estado de saúde física e mental. Dessa maneira, é fundamental planejar e organizar seu tempo de estudo e os conteúdos de forma saudável.

Além disso, é importante guardar todas as anotações, os livros e os textos que você acumula no decorrer do curso de Medicina. Todo esse material vai ser utilizado inúmeras vezes ao longo da sua vida profissional. Principalmente quando chegar o momento de se preparar para a prova de residência médica.

Às vezes, você vai precisar ler coisas que você anotou no seu primeiro período de faculdade para relembrar algo que você esqueceu. Portanto, guarde tudo!

2. Saiba qual é o momento certo para se preparar para residência

É recomendado começar a estudar para a prova de residência médica por volta do 5º ou do 6º ano da graduação. Pois, nessa parte da faculdade, o aluno de Medicina já passou por quase todas as matérias que vão estar na prova. Por esse motivo, é elementar ser disciplinado e devidamente organizado com os estudos.

Além do mais, no final da graduação, o estudante já tem a sua própria metodologia de estudos — o que facilita bastante. Para se preparar bem, os cursos extensivos são de grande ajuda! O curso extensivo tem a duração de um ou dois anos. O segundo caso, sobretudo, é ideal para alunos que estão ainda terminando a graduação.

Essa modalidade oferece ao aluno um jeito flexível de estudar. Tudo isso para que o estudante não fique naquela situação delicada de ter que escolher se estuda para a faculdade ou para a prova de residência.

Ou seja, um bom momento para começar o curso extensivo é a partir do 5º ou do 6º ano da faculdade de Medicina! Seguindo essa lógica, o aluno vai poder se aprofundar nos estudos para todas as finalidades. Entretanto, é imprescindível praticar bastante respondendo, em casa ou no seu lugar de preferência, as questões de provas anteriores. Geralmente, os cursos preparatórios fornecem esse tipo de conteúdo.

Mas não se preocupe, se você quiser focar no internato, não tem problema nenhum em estudar mais tarde. Você pode fazer o processo seletivo a qualquer momento, desde que tenha o seu diploma em mãos. Inclusive, não são poucos os médicos que depois de formados tiram um ano para trabalhar, descansar e, só depois, caem de cabeça na preparação para a residência.

3. Prepare-se para estudar corretamente

Se o estudante de Medicina ainda não aprendeu a estudar da forma correta, na hora da preparação para a prova da residência, vai ser fundamental aprender! Nesse caso, logo no início de seus estudos preparatórios, o aluno pode considerar em fazer uma mentoria para polir a rotina e a tática de desenvolvimento de aprendizagem das disciplinas acadêmicas.

A mentoria auxilia o aluno a encontrar uma alternativa eficaz de absorção e aplicação dos conteúdos. Uma ótima mentoria detecta as dificuldades do estudante e o auxilia a vencer os obstáculos que estão atrapalhando o progresso de sua evolução no entendimento de todos os temas do curso.

Todavia, é necessário fazer um estudo ativo e por questões, e não necessariamente ficar apenas na leitura, como pode acontecer frequentemente na graduação. Sem dúvidas, um método de estudo dinâmico e interativo é extremamente benéfico para o aluno, porque evita a monotonia que com o passar do tempo pode se tornar uma grande barreira para a fluidez do processamento cognitivo das informações.

4. Não é necessário fazer as provas de todas as instituições

Durante a graduação, é muito provável que você fique super empolgado e ansioso com a possibilidade de fazer residência em dezenas de instituições, mas isso não é recomendado. Pois, como já sabemos, o foco e a objetividade são cruciais para que tudo aconteça como o planejado. Ainda assim, é possível escolher as instituições que mais se encaixam com você e as suas demandas.

E não é só isso! Estudar é muito mais prático com direcionamento. Quanto mais questões, provas e simulados você fizer de uma mesma questão, mais fácil fica de entender quais são as particularidades e principais temas cobrados por essas instituições.

E aí, gostou de conhecer as coisas que todo estudante de Medicina deve saber?

Em síntese, como se pode ver, há algumas coisas que todo estudante de Medicina deve saber. Contudo, se você busca conhecimento em diferentes áreas e faz pesquisas e cursos, no final dessa jornada, você com certeza vai obter o bom resultado que você deseja. Vale a pena lembrar que, apesar de todas as dificuldades, você é absolutamente capaz de fazer a prova de residência com tranquilidade e facilidade. Então, prepare-se!

Para garantir o sucesso, baixe o app da Medway! Nele, você pode começar a utilizar as questões do aplicativo para estudar tanto para a graduação quanto para, em algum momento, começar a se preparar para a residência médica.

Bora lá!

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
MicaelHamra

Micael Hamra

Nascido em 1991, médico desde 2015, formado pela Faculdade de Medicina de Catanduva (FAMECA) e com Residência em Clínica Médica pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HC-FMUSP) finalizada em 2018. "Nunca quis seguir o fluxo. Sempre acreditei que existe uma fórmula do sucesso para cada um de nós. Se puder conquistar sua mente, poderá conquistar o mundo."