Conheça os tipos de carreiras de Medicina que você pode seguir

Existem vários tipos de carreiras de Medicina que alguém pode seguir. A área é uma das mais visadas no vestibular. Isso porque, além das aptidões pessoais para a área da saúde, a Medicina oferece uma carreira rentável e possui um papel social importantíssimo.

Afinal, você sabe quais são os principais passos e obstáculos que precisa seguir para chegar até lá? Continue a leitura para conhecer as principais possibilidades para quem deseja seguir essa carreira e conquistar objetivos.

Graduação em Medicina

Muitos estudantes levam mais de uma tentativa no vestibular até conseguir a tão sonhada aprovação para entrar na graduação, um fator importante para as carreiras de Medicina. A concorrência é acirrada tanto em instituições públicas quanto particulares.

Vencida essa etapa, prepare-se para seis longos anos de muitos estudos. Normalmente, a graduação de Medicina é dividida em ciclos: básico, clínico e internato. 

As diretrizes curriculares do Ministério da Educação (MEC) exigem que a carga horária mínima do curso de graduação completo em Medicina seja de 7.200 horas, mas é comum que essa quantidade se estenda dependendo da instituição de ensino.

A última parte do curso é o internato, no qual o aluno passa por alguns estágios em diferentes áreas da Medicina. O MEC também estabelece que essa etapa deve durar 2.700 horas, no mínimo. Finalmente, depois de seis anos, o estudante sai formado como médico generalista e já pode começar a atuar ou se especializar em uma área específica

Residência médica

Neste momento, começa uma nova fase importante da carreira médica, em que surgem as principais dúvidas que permeiam a vida do médico: quanto tempo leva para atuar como clínico geral ou especialista médico?

Se quiser atuar como especialista em alguma área específica, o médico precisa passar pela residência ou pelas especializações de Medicina em curso na categoria lato sensu. As opções são diversas, por isso cabe a cada um decidir o que se encaixa melhor ao perfil e às possibilidades.

Na maioria das vezes, as especialidades médicas são escolhidas com base nas condições de trabalho, na jornada e na remuneração, que costumam ser os fatores que influenciam a escolha de qualquer carreira, além das aptidões pessoais.

Pensando no mercado de trabalho, algumas especialidades médicas apresentam maior potencial para alavancar as carreiras de Medicina, como:

  • Pediatria, cuja especialização dura de dois a três anos; 
  • Radiologia, com duração de 3 anos. A qualidade de vida e a jornada de trabalho atraem mais médicos para essa atividade;
  • Oftalmologia, que trata de todos os problemas relacionados aos olhos — incluindo tratamentos e cirurgias. Tem acesso direto, com duração de três anos de estudo;
  • Medicina esportiva, que busca melhoria de qualidade de vida, sendo bastante procurada entre os atletas amadores e profissionais. Destaca-se não apenas pela oferta de cursos residência médica como também pelos cursos de pós-graduação lato sensu;
  • Dermatologia, que atrai os médicos que buscam uma especialidade com rápido crescimento profissional e altos salários, por conta da tecnologia e dos procedimentos estéticos desejados pelas pessoas.

Carreira em Medicina

Se o seu sonho é seguir Medicina, mas você ainda não sabe qual dos muitos caminhos escolher depois de formado, chegou a hora de analisar com cuidado e carinho! O primeiro passo é conhecer quais são as possibilidades da área. Por isso, continue a leitura para descobrir quais são as características das carreiras de Medicina.

Carreira militar

O ingresso para a carreira de médico militar é feito por meio do concurso público da Escola de Saúde do Exército (EsSEx), que acontece em setembro, todo ano. As provas teóricas, psicológicas e físicas exigem todos os conhecimentos específicos da Medicina, bem como alguma teoria militar e boa capacidade física.

Muitos médicos optam por entrar na carreira militar pela estabilidade financeira ou pela oportunidade de viver uma grande aventura nos cantos mais remotos do país, ajudando populações indígenas e ribeirinhas. 

O trabalho que o médico militar realiza é referente à área de atuação, caso seja especialista, feito em hospitais públicos, policlínicas e ambulatórios de uma das três forças: Exército, Marinha e Aeronáutica. 

Além disso, o profissional pode se deslocar a outros países para atuar em zonas de guerra ou fronteiras, realizando serviços a mando do Governo Federal em qualquer canto do país.

Serviço público X consultório particular

Generalista ou especialista, na maioria das vezes, o médico divide o tempo entre atividades de consultório e cirúrgicas. Porém, isso depende muito da área de atuação, que pode ser tanto no serviço público quanto no serviço privado.

Isso porque alguns dos serviços privados, em clínicas especializadas e hospitais pediátricos, optam por médicos que atuam sob o sistema de sobreaviso, ou seja, o profissional é chamado caso um paciente necessite do atendimento daquele especialista. O plantonista fixo atua apenas sob esse regime.

Já nas atividades de consultório e ambulatório, dependendo da especialidade escolhida, o médico recebe e avalia os pacientes encaminhados por outros especialistas.

Caso o médico seja um especialista cirúrgico, vai realizar procedimentos cirúrgicos e avaliar pacientes em observação ou que possam chegar em emergência. No Brasil, embora qualquer especialidade clínico-cirúrgica abre campo para procedimentos, não é raro ver médicos de outras especialidades em emergências.

Gestão

A carreira de gestão de redes de hospitais ou centros de ensino costuma ser a preferida de quem fez a residência médica em clínica médica. Isso porque essa é a residência mais ampla nos campos de atuação.

Com grandes possibilidades no mercado de trabalho de Medicina, a área de gestão hospitalar é adequada para quem quer conciliar os conhecimentos obtidos durante a graduação com as atividades inerentes a cargos de gestão e liderança. Ela possibilita a construção de uma carreira sólida e bem remunerada.

Consiga sua aprovação nas principais instituições!

Agora que você já conhece as principais características das carreiras de Medicina e as possibilidades que a área abrange, é importante lembrar que o processo requer bom planejamento e dedicação, principalmente para as provas. Portanto, confira como se preparar para a etapa de residência médica aqui, no nosso blog!

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
Ana KarolineBittencourt Alves

Ana Karoline Bittencourt Alves

Catarinense nascida em 1995, criada em Imbituba e apaixonada por uma praia. Formada pela Universidade Federal de Santa Catarina em 2018, com residência em Clínica Médica pela Universidade de São Paulo (USP-SP 2019-2021) e professora de Clínica na Medway. "Ensinar não é transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para a sua produção ou a sua construção. Quem ensina aprende ao ensinar e quem aprende ensina ao aprender" - Paulo Freire.