Curso de anestesista: opções para quem quer se especializar mais

A gente sabe que estudar é a tônica na vida do médico e pra quem já está na residência médica com o olhar lá no futuro, a pós-graduação é o caminho mais indicado pra se manter antenado nas novas tecnologias e procedimentos. Na Anestesiologia não é diferente! O curso de anestesista é desejado por muitos médicos porque a busca constante por conhecimento, além do bom relacionamento interpessoal, tornam-se a chave do sucesso desse profissional nesse campo da Medicina super importante pra auxiliar qualquer cirurgia — no pré e no pós-operatório. 

Um curso de anestesista é uma ótima maneira de aprofundar os conhecimentos na área!

Antes do curso de anestesista, a residência médica em Anestesiologia 

Antes mesmo de pensar em curso de anestesista, é necessário começar do começo. Sim, isso mesmo, lá na residência médica em Anestesiologia — especialidade clínica que tem acesso direto e dura 3 anos.

Nesse período, o médico faz todo o treinamento prático em serviço pra proceder com segurança no monitoramento dos sinais vitais e na administração de analgésicos antes, durante e depois dos procedimentos cirúrgicos.

É a atuação do anestesiologista que alivia significativamente a dor e o sofrimento dos pacientes e, por isso, a tecnologia de ponta e a manipulação de equipamentos, associadas aos conhecimentos médicos de anatomia, fisiologia e farmacologia, são requeridas.

Sabia que a Anestesiologia é a quinta especialidade médica mais numerosa no Brasil? Ela conta atualmente com mais de 18 mil especialistas, ficando atrás apenas de quatro especialidades: Pediatria, Ginecologia e Obstetrícia, Cirurgia Geral e Clínica Médica.

O salário médio do anestesista também é um dos melhores da carreira médica e isso estimula a disputa acirrada por uma vaga nos programas de residência médica

E se liga! Nós já falamos aqui no blog sobre as instituições mais buscadas pelos médicos que desejam se enveredar por esse caminho! Dá uma conferida pra saber mais onde você pode cursar a residência médica e se tornar um anestesiologista. 

A residência acabou, e agora? Conheça as subespecialidades da Anestesiologia! 

Acabada a residência médica em Anestesiologia, o especialista já pode escolher o campo de atuação com que mais se identifica – e no qual pode buscar se especializar fazendo um curso de anestesista. Muita gente talvez não saiba, mas o título de residência de Anestesiologia serve como porta de entrada para duas especialidades: Medicina da Dor por mais um ano e Medicina Paliativa por mais dois anos de estudos. 

É sempre uma boa pedida se aventurar pelos muitos caminhos promissores das subespecialidades da Anestesiologia pra dar um plus na carreira. E, pra muitos médicos, o caminho da subespecialização é o mais natural e mais procurado pra se aprofundar melhor em determinados temas. Os R4 em Anestesia Cardíaca, Anestesia Cardíaca Infantil ou em Anestesia Pediátrica são opções bastante procuradas.

No entanto, vale notar que existem outras, como a Anestesia Vascular, que cuida de aneurismas e cirurgias de carótida e enxertos; a Anestesia Torácica focada em cirurgias pulmonares diversas e tumores torácicos; a Anestesia Obstétrica, que tem um olhar atento às gestantes patológicas, técnicas de analgesia e duplo bloqueio; a Anestesia para Neurocirurgia, que visa assistir cirurgias complexas, raras e em crianças; a Anestesia Urológica, utilizada em pacientes de ambos os sexos, em todas as idades, para tumores, cirurgias endoscópicas, videolaparoscópicas, cirurgias de alta complexidade; a Anestesia para Transplante, principalmente focada nos transplantes hepáticos, renais, cardíacos, pulmonares e no pâncreas; e a Anestesia para Imagenologia cujo olhar se vira para os procedimentos vasculares, hemodinâmicos, para a tomografia e para a ressonância nuclear magnética. 

Pós-graduação e estudos complementares: opções de curso de anestesista

É claro que além da residência médica, um curso de anestesista é uma excelente forma de se manter atualizado, assim como os workshops, eventos, congressos e palestras sobre o tema. A participação constante em eventos contribui para a otimização da qualidade e da segurança da anestesia e reforça as parcerias internacionais de pesquisa, de ensino e de inovação. 

Muitas vezes, as oportunidades de adquirir mais conhecimento na área de Anestesiologia são gratuitas e oferecidas por universidades públicas. Na USP-SP (Universidade de São Paulo), por exemplo, já estão abertas as inscrições para um congresso que vai acontecer em março de 2021 sobre os temas da Anestesiologia e as novas tecnologias e procedimentos. A boa notícia é que ele é 100% gratuito e online e é disponibilizado para médicos, estudantes de medicina e outros profissionais graduados na área da saúde que se interessam sobre o assunto. Vale a pena conferir aqui no site do evento. 

Já o Centro de Educação em Saúde Abram Szajman, do Instituto de Ensino e Pesquisa do Hospital Israelita Albert Einstein, proporciona aos profissionais médicos a ampliação dos conhecimentos sobre anestesia com base nos conceitos mais atualizados e de vanguarda na área, principalmente nas situações críticas da prática anestésica em uma pós-graduação lato sensu com foco nos preceitos básicos de Medicina Perioperatória, Dor, US e Ecocardiografia Perioperatória e Monitorização. Por conta da pandemia do novo coronavírus e as regras de isolamento social, as aulas para o curso de anestesista de 2021 serão mais flexíveis, possibilitando ao aluno a participação presencial, online ou por videoconferência. O investimento fica por volta dos 22 mil reais pelo curso completo. Quer saber mais? Dá uma olhada no link do Einstein. 

Em São Paulo, outra instituição renomada no ensino das ciências médicas que também oferece curso de anestesista na pós-graduação é a Santa Casa. Lá, o objetivo é formar profissionais anestesiologistas para atender casos de anestesia obstétrica de baixa e alta complexidade.

São 30 vagas anuais no curso denominado Pós-graduação em Anestesia Obstétrica que é realizado em parceria com o Grupo Santa Joana, que disponibiliza as dependências do Hospital e Maternidade Santa Joana, Pro Matre Paulista e Santa Maria para que os alunos realizem todas as atividades teórico-práticas nas 429 horas de curso presencial.

Para mais informações sobre o conteúdo programático e valores do curso de anestesista, clica lá no site da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo que tem tudo bem explicadinho. 

Mercado de trabalho do anestesista

Engana-se quem pensa que só de aplicação de anestésicos vive esse profissional! Ele avalia previamente o paciente, provém o anestésico que vai minimizar o impacto dos procedimentos cirúrgicos e, mesmo depois, ele vai atuar diretamente no tratamento da dor pós-cirúrgica. Não é à toa que ele é o médico mais solicitado e que vai rodar todos os pontos do hospital, do pronto-socorro ao centro cirúrgico! Já dá pra perceber que o mercado demanda bastante esse especialista devido a expansão das redes hospitalares particulares. 

Um dos pontos que mais atrai os futuros residentes para a Anestesiologia é a alta empregabilidade em praticamente todas as regiões do país. Trabalho não vai faltar, mas uma peça-chave pra você ficar em evidência nas melhores oportunidades é se atentar à sua rede de contatos! É bom já cuidar disso desde a residência! Sabe por quê?

Anestesiologistas costumam se associar a outros especialistas pra trabalhar em vários tipos de cirurgias e aumentar seus rendimentos, mas também podem atuar individualmente em equipes cirúrgicas de uma área médica específica, tanto em hospitais públicos e particulares quanto em clínicas especializadas que necessitem da atuação do anestesiologista, como as clínicas de cirurgias plásticas, por exemplo. 

Como as possibilidades de trabalho são muitas e a Anestesiologia é uma das especialidades médicas que mais emprega no país, a rotina tende a ser bem variada, com plantões nos hospitais, agendamentos de cirurgia ou sob aviso em maternidades, e quanto melhor for seu relacionamento com a equipe multiprofissional, mais oportunidades de atuação poderão surgir – e, com elas, maior retorno financeiro. Corre aqui pra saber quanto ganha um anestesiologista no Brasil. Lembrando que, com um curso de anestesista pra se especializar, você pode aumentar seus ganhos!

Quer ser um anestesista? A Medway te ajuda!

Agora que você sabe um pouco mais sobre Anestesiologia e como funciona um curso de anestesista, já pode começar a pensar se é esse mesmo o caminho que você vai seguir. Aproveita e dá uma olhada na entrevista que fizemos com residentes de Anestesiologia da USP! E pra dar o pontapé nessa jornada que é a preparação para as provas de residência médica e tentar uma vaga nos programas de Anestesiologia, você deve começar desde já a estudar do jeito certo! 

Dá uma olhada na Academia Medway e comece a se preparar com nossos materiais gratuitos: guias estatísticos, ebooks, aulas grátis e muito mais! E pra entrar com o pé direito em 2021 mandando bem em todas as provas de residência médica em SP com desempenho acima de 80%, corre aqui e baixa o e-book com 20 questões de Preventiva que caíram na primeira fase da USP. Todas elas foram comentadas pelo nosso time de professores que têm a visão de quem passou pela instituição e sabem como ninguém como te direcionar para essa banca.

Vem com a gente, vamos estudar juntos! Bora pra cima! 

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
AlexandreRemor

Alexandre Remor

Nascido em 1991, em Florianópolis, formado pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e com Residência em Clínica Médica pelo Hospital das Clínicas da FMUSP (HC-FMUSP) e Residência em Administração em Saúde no Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE). Fanático por novos aprendizados, empreendedorismo e administração.