Dermatologia Estética: saiba tudo sobre essa especialidade

A Dermatologia Estética é uma das áreas mais prestigiadas da Dermatologia, e também é o tema do nosso post de hoje. No entanto, antes de entrarmos a fundo nela, a gente precisa esclarecer alguns pontinhos sobre a especialidade responsável por cuidar da pele, o maior órgão do corpo humano.

Bora lá?

Hoje o assunto é Dermatologia Estética, também conhecida como Cosmiatria!

A Dermatologia

Essa é uma especialidade médica que cuida tanto das patologias cutâneas graves, como câncer, quanto dos procedimentos estéticos, como preenchimentos.

Isso tudo remonta ao século XVI, quando tudo na medicina começou a ser definido e categorizado por áreas de atuação. Pra se ter uma ideia, a SBD (Sociedade Brasileira de Dermatologia) foi fundada em 1912 e hoje representa a segunda maior sociedade da área do mundo, ficando atrás apenas da Academia Americana de Dermatologia (AAD), crescendo ainda num ritmo bastante veloz: mais ou menos 6% a 8% por ano!

É uma das residências mais concorridas do Brasil, com diversas áreas de atuação: Dermatologia Clínica e Preventiva, Onicologia, Cirúrgica Dermatológica, Dermatologia Oncológica, e a estrela Dermatologia Estética! 

E para que serve o dermatologista?

O médico dermatologista é responsável por cuidar não somente da pele no âmbito da beleza e alterações estéticas, mas também diagnosticar e oferecer tratamento a problemas de saúde relacionados às unhas e cabelos. A especialidade também abrange toda a área de Dermatologia Clínica e a Cirúrgica.

Além disso, ele pode ainda, atuar no tratamento de doenças sexualmente transmissíveis que afetam órgãos exteriores do corpo, num campo de atividades conhecido como Dermatovenereologia e muitas outras áreas. 

O que é Dermatologia Estética?

Como diria o poeta Vinícius de Moraes, beleza é fundamental! Por isso, pra estudar e cuidar da estética humana de forma ampla e ética, entra em campo a atuação da Dermatologia Estética ou Cosmiatria, uma área da Dermatologia voltada exclusivamente à estética, que busca oferecer aos pacientes uma oportunidade de se sentirem melhores e mais felizes por meio do tratamento dermatológico adequado.

Mais do que nunca, você precisa saber que Cosmiatria ou Dermatologia Estética é a ênfase da especialidade que visa o tratamento e prevenção de problemas estéticos na pele. É um outro campo de atuação dentro da Dermatologia. E diga-se de passagem, um campo fértil e em franca ascensão nas últimas décadas! 

O que faz o médico especialista em dermatologia estética? 

É sempre bom a gente deixar bem claro que procedimentos cosmiátricos são procedimentos médicos, e estão longe de serem tão simples e fáceis de serem realizados, nem livres de riscos!

O papel do dermatologista estético é fundamental na análise responsável da pele e seus anexos, e sua experiência e qualificação o gabaritam para não apenas prescrever tratamentos clínicos, mas também realizar procedimentos cosméticos, tais como laser para remoção de tatuagens, aplicação de toxina botulínica, dentre outros, além de ser responsável por pequenas cirurgias.

Em suma, a atuação Dermatologia Estética se aplica a peles com prejuízo estético que, no entendimento do paciente, apresenta manchas, melasmas, descamações, erupções, rugas e sulcos, decorrentes do envelhecimento natural, da exposição excessiva aos raios solares, do tabagismo, da má alimentação, de alterações hormonais ou causados por fatores genéticos. E todo um conjunto de técnicas, ações, equipamentos, medicamentos e produtos serão usados para trazer de volta o aspecto mais bonito e saudável da pele.

Alguns exemplos de funções da Dermatologia Estética são:

  • clareamento de olheiras;
  • correções de cicatrizes;
  • luz intensa pulsada a laser;
  • peeling;
  • preenchimento facial;
  • prevenção aos sinais de envelhecimento da pele;
  • procedimentos a laser (depilação, celulite etc.), entre outros;
  • procedimentos em lesões cutâneas benignas;
  • remoção de tatuagens;
  • toxina botulínica para tratar rugas;
  • toxina botulínica para hiperidrose;
  • tratamento de acne;
  • tratamento de marcas de sol e manchas de pele.

O olhar atento e cuidadoso na avaliação minuciosa de cada paciente, para elencar quais os tratamentos mais adequados e aplicar as técnicas mais eficazes é que faz do dermatologista um profissional de referência.

E não cai nesse papo de que não precisa de preparo pra encarar essa rotina não! No mundo moderno, em que a beleza é extremamente valorizada, as novas tecnologias brotam de todos os cantos do mundo e a busca individual de cada paciente por autoestima e bem-estar fazem da Dermatologia estética uma das áreas mais promissoras no campo da saúde. 

Muita gente pensa que o médico dessa área cuida apenas da beleza dos seus pacientes. Cuida também! Mas não se limita a isso! Talvez seja essa a maior demanda e, por isso popularizou a área, mas, por outro lado, deixou desconhecida para grande parte das pessoas, outras atividades exercidas por esse profissional! 

Vamos a elas! São biópsias cutâneas, cauterizações, crioterapias, exéreses de lesões neoplásicas pequenas e quimioesfoliações. Tudo isso voltado para as patologias que acometem a pele. Muitas vezes, é o Dermatologista Estético que descobre cânceres de pele em estágio inicial e encaminha o paciente para um especialista oncológico para que o tratamento seja rapidamente iniciado. 

Dentre as atribuições do médico especializado em dermatologia estética, também estão a realização de pequenas e médias cirurgias. Ele também deve ser capaz de identificar as doenças de pele e as disfunções sistêmicas com manifestações cutâneas. E, certamente, sua atuação mais conhecida pelo grande público: ele pode realizar procedimentos como peeling e laser.

Além, é claro de conhecer a anatomia, a fisiopatologia e a imunologia da pele para garantir um resultado final satisfatório. Isso porque, imagina só: se mal realizada, a aplicação de toxina botulínica pode ocasionar efeitos graves ao paciente, como visão dupla, alteração da fala e da mastigação, enfraquecimento e paralisia dos músculos responsáveis pela respiração e deglutição.

Mais do que nunca é importante frisar que entrar nessa, ou em qualquer outra área médica, vai demandar sempre muito estudo e dedicação. Uma boa e sólida formação em Dermatologia e estar sempre antenado nas novidades do mercado, nas novas tecnologias e no lançamento de produtos e rotinas de cuidados vai garantir o sucesso de quem quer ser um médico especialista em estética.

E pasmem! Apesar de o campo da Cosmiatria ser extremamente promissor, ainda existem poucos dermatologistas especializados. Logo, aventurar-se nessa área é uma escolha bastante inteligente e que pode gerar bons frutos. 

Como são a rotina e o mercado de trabalho?

Um dos pontos que mais atrai especialistas para a dermatologia estética é que majoritariamente o atendimento é ambulatorial, e livre de plantões; o médico que busca uma rotina mais organizada e calma, pode dedicar mais tempo a atualizações profissionais ou a agenda do consultório e fazer seu horário, já que a prevenção, o tratamento e a avaliação de problemas ocasionados por fatores externos, internos e pelo sol, por exemplo, são prevalentes nas consultas.

Mas sempre há aqueles que gostam da agitação dos grandes hospitais e dos plantões; para esses, vincular-se à instituições de ensino ou hospitais públicos ou particulares, vai garantir uma rotina de assistências complexas e emergências, bem como a possibilidades de desenvolvimento de pesquisas.

Qual o salário de um dermatologista estético?

Outro aspecto que conta muito na escolha desse caminho é a empregabilidade e a possibilidade de fazer “seu porquinho engordar mais rápido”! A Dermatologia com ênfase em procedimentos estéticos é uma das áreas médicas com a remuneração mais alta do país.

Os dados salariais de Janeiro a Agosto de 2020 segundo pesquisa do site salario.com.br junto ao Novo CAGED, eSocial e Empregador Web, confirmam o prognóstico de sucesso: um médico Dermatologista ganha em média 5 mil reais para uma jornada de trabalho de 15 horas semanais, mas os rendimentos podem chegar a 8 mil se atuar em clínicas particulares ou até 18 mil se associar-se a consultórios especializados e dividir as despesas de aluguel e maquinário, por exemplo. 

É válido dizer que muito do que pode ser feito ou do quanto se pode faturar mensalmente vai depender de onde você atua e da experiência adquirida, mas uma coisa é fato: o mercado da beleza é um dos setores da economia com maior demanda nas contratações, mesmo em tempos de crise.

Onde se especializar em Dermatologia Estética?

A gente já disse que a Cosmiatria é estudada dentro da especialidade Dermatologia, logo, além de muitas disciplinas, essa também é estudada na residência. Isso pode não ser o suficiente para dar conta de tantas técnicas e procedimentos utilizados atualmente. Também pode ser que você, que se interessa pela área e deseja se inserir nesse rol, queria saber mais! 

Saiba que algumas instituições públicas e privadas já oferecem cursos de pós-graduação em Cosmiatria e Laser ou Dermatologia Estética pra aprimorar e conhecer os mais recentes tratamentos dos problemas estéticos minimamente invasivos. Todos eles exigem a conclusão da residência médica em Dermatologia como pré-requisito! 

E não é só de Dermatologia Estética, aliás! Existem diversos cursos de dermatologia pra quem deseja se aprofundar mais na área!

Foto aérea do Hospital das Clínicas da USP, onde os residentes de Dermatologia Estética desempenham suas atividades
A USP foi pioneira no oferecimento de cursos de Dermatologia Estética

E já que a Dermatologia Estética ganhou status de queridinha de público e de médicos recém-formados, a Universidade de São Paulo (USP-SP) saiu na frente e já tem uma Complementação Especializada em Dermatologia Cosmiatria e Laser, com aulas presenciais, duração de um ano e carga horária de 960 horas para capacitar médicos dermatologistas à prática estética – que não faz parte da residência em Dermatologia da USP.

Instituições particulares como o Hospital Albert Einstein (Faculdade Israelita de Ciências da Saúde Albert Einstein) também oferecem pós-graduação Dermatocosmiatria, destinada a cirurgiões plásticos e dermatologistas, com grade de estudos focada em procedimentos minimamente invasivos, conhecimento de ativos cosmecêuticos, tecnologia, gestão, bases de nutrologia, direito médico, marketing e gerenciamento de recursos humanos.

Vale a pena conferir no site dessas e de outras instituições, mais informações sobre grade curricular e valores de investimento para familiarizar com o tema e saber se essa é formação complementar que vai te ajudar a ser um profissional mais completo.

A residência em Dermatologia Estética

Se você quer se embrenhar por esse caminho, deve estar pensando se possui as características essenciais para se destacar e atuar na área, afinal de contas, qualidades podem ser desenvolvidas, mas predisposição também ajuda! Fique sabendo que um bom olho clínico pra ficar atento aos mínimos detalhes, habilidades manuais minuciosas para realizar procedimentos delicados, paciência e sensibilidade para escutar pacientes e aquela dose de simpatia que encanta de cara vão contribuir e muito! 

Na maioria das instituições de ensino no Brasil, a Residência Médica em Dermatologia é de acesso direto, não é preciso concluir uma residência prévia.

A Residência Médica em Dermatologia consiste em três anos de estudos teóricos e treinamento prático em serviço, e logo no primeiro ano, os residentes têm o foco direcionado para formação básica em clínica médica e nos dois últimos anos, os estágios rodam em ambulatórios e internações, Dermatologia Sanitária e Infectologia, Alergia e Imunologia. Ainda surgem as possibilidades de estágios opcionais dentro e fora do país, dependendo do interesse do aluno. 

Em geral, na última década, os PRMs (Programas de Residência Médica) em Dermatologia tem sido disputadíssimos, muito por conta do crescimento exponencial na área da estética, que tem chamado cada vez mais a atenção dos concluintes da residência, que buscam cursos de complementação especializada e pós-graduação em Cosmiatria, Dermatocosmetologia e Dermatologia e Laser nas muitas instituições de ensino públicas e privadas que oferecem vagas em seus cursos, que duram cerca de 1 ano.

Do mesmo jeito que o crescimento da Dermatologia voltada à estética trouxe muitos pontos positivos, como mais oportunidades de trabalho aos médicos e outros profissionais do ramo e benefícios à autoestima dos pacientes, também trouxe algumas coisas nada legais: são inúmeros os casos de erros, de incentivo indiscriminado a procedimentos e cirurgias visando apenas o lucro e o desafio de se manter a ética médica frente às redes sociais.

Já te contamos como você pode se destacar nessa área, mas você já deve ter percebido que o caminho é longo e cansativo, afinal, a residência em Dermatologia é uma das mais concorridas do país, especialmente entre as instituições mais buscadas de São Paulo, como USP, Unifesp, Unicamp etc. Bora começar a correr atrás desse sonho?

Você pode começar essa jornada aqui com a gente, estudando do jeito certo e com direcionamento para chegar no fim do ano mandando bem em todas as provas de residência médica! Se você vai começar a se preparar para encarar a prova de residência médica, sugiro dar uma olhada no nosso e-book gratuito Os 15 bloqueios que te impedem de ser aprovado na residência para já começar com o pé direito, já vencendo os bloqueios mentais que atrapalham seus estudos e te impedem de ser aprovado na residência médica dos seus sonhos!

Depois dá uma olhada na Academia Medway e encontre todos os nossos materiais gratuitos para dar um gás na sua preparação para a residência médica dos seus sonhos, incluindo guias estatísticos gratuitos dessas instituições e vários minicursos com aulas grátis!

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
JoãoVitor

João Vitor

Capixaba, nascido em 90. Graduado pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) e com formação em Clínica Médica pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HC-FMUSP) e Administração em Saúde pelo Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE). Apaixonado por aprender e ensinar.