Carregando

O que faz o anestesista especialista em dor: saiba tudo sobre essa subespecialidade

É subespecialidade que você quer? Então, segura essa dica de ouro pra você que se interessa sobre o trabalho do anestesista: ele não se limita apenas a sedação em cirurgias como todo mundo pensa. Atualmente, o papel dessa especialidade inclui proporcionar uma melhora no bem-estar e na qualidade de vida dos pacientes que sofrem com dores. Sabia que, de acordo com dados da Sociedade Brasileira de Estudos para a Dor (SBED), o percentual médio de pessoas afetadas por algum tipo de dor crônica no Brasil é de 15% a 40%? Por isso, a demanda do anestesista especialista em dor tem crescido exponencialmente! 

Mas, antes de começarmos, temos uma dica de ouro pra te dar: se você quer dominar a base da analgesia e sedação e se sentir seguro para prescrever um plano de analgesia otimizado e individualizado, sugiro fazer o nosso Curso de Analgesia e Sedação: do PS à UTI

Agora sim, bora lá!

A rotina e o mercado de trabalho 

E é claro que quando a gente fala de mercado profissional em expansão, queremos saber de tudo um pouco: quais são os procedimentos mais efetuados, as principais etapas da rotina diária, os lugares em que se pode trabalhar e por aí vai! Então, mãos à obra! 

Saiba mais sobre o anestesista especialista em dor
Saiba mais sobre o anestesista especialista em dor

Antes de mais nada, se você quer adentrar por essa especialidade, precisa se preparar para disputar uma vaga desde a residência médica. Isso porque a Anestesiologia é uma das áreas mais procuradas e, por essa razão, é a quinta especialidade médica que possui mais especialistas.

A grande disputa pela especialidade nos programas de residência médica de todo o país se deve principalmente à expansão dos planos de saúde com hospitais próprios, além das grandes redes hospitalares. Com isso, aumentam o número das mais variadas cirurgias e aumenta, na mesma proporção, a procura por profissionais anestesistas. Isso é ótimo! Pois, mesmo com a alta concorrência, o mercado consegue absorver praticamente todos os profissionais disponíveis. Maravilha, né? 

E engana-se quem pensa que o anestesista especialista em dor apenas fica ali disponível para aplicar uma anestesia e pronto, acabou seu trabalho. Nada disso! Ele também vai cuidar do paciente durante e após todo o processo cirúrgico. E ele pode atuar em qualquer setor do hospital: urgência e emergência, centro cirúrgico, centro obstétrico, setor de endoscopia, hemodinâmica, pronto-socorro, ecocardiograma transesofágico e até biópsias

É bom ficar de olho em algumas habilidades que precisam ser desenvolvidas para que o seu trabalho seja reconhecido e você se destaque na multidão: é esperado que esse profissional tenha destreza manual, saiba ter jogo de cintura para lidar com pacientes e familiares quando necessário e goste de trabalhar em equipe, pois vai atuar, na maioria das vezes, com outros médicos especialistas. 

Quanto ganha um anestesista?

De qualquer modo, a atuação do médico anestesiologista costuma ser bem remunerada em muitos estados do país, mas principalmente na região sudeste, onde a oferta de postos de trabalho é maior. E o salário desse especialista é bem atraente: as médias salariais variam de R$ 6 mil a quase R$ 21 mil reais, a depender da experiência do médico e do tamanho da instituição contratante, de acordo com dados do site guiadacarreira.com.br.

Mas é claro que com maior know-how e com outras atividades remuneradas incluídas, como palestras, aulas em cursos de formação ou universidades e adoção do regime de plantão, os rendimentos mensais podem ser substancialmente aumentados. Isso sem contar as vagas ofertadas em concursos públicos e a carreira militar. E se você quiser saber mais, olha só esse artigo sobre quanto ganha um anestesista no Brasil. 

A residência médica em Anestesiologia 

Tudo sobre o anestesista especialista em dor
Tudo sobre o anestesista especialista em dor

A residência médica em Anestesiologia é disputadíssima! Se essa é a sua especialidade escolhida, você já se prepare para estudar muito e lutar por uma vaga, já que ela possui alta concorrência! No entanto, a boa notícia é que é uma especialidade médica de acesso direto com 3 anos de duração, ou seja, não há exigências de pré-requisito. Saiu da graduação, já pode ir para residência médica! 

E são muitas as boas instituições no país em que você pode fazer sua residência. Aqui no nosso Blog, você descobre quais são as instituições mais buscadas para fazer residência médica em Anestesiologia em SP. Também já entrevistamos residentes de Anestesiologia da USP e da Unifesp, dá uma olhada!

É claro que além da residência médica, outros cursos de anestesia são uma excelente forma de se manter atualizado, assim como os simpósios, eventos, congressos e palestras sobre o tema. A participação constante em eventos contribui para a otimização da qualidade e da segurança da anestesia e reforça as parcerias internacionais de pesquisa, de ensino e de inovação. Fora que te bota em contato com uma série de oportunidades de networking que podem render bons frutos. 

Muitas vezes, as oportunidades de adquirir mais conhecimento na área de Anestesiologia são gratuitas e oferecidas por universidades públicas. Na USP-SP (Universidade de São Paulo), por exemplo, já há uma lista de cursos gratuitos e pagos sobre os temas da Anestesiologia e as novas tecnologias e procedimentos. A boa notícia é que esses cursos online são 100% gratuitos e são disponibilizados para médicos, estudantes de Medicina e outros profissionais graduados na área da saúde que se interessam sobre o assunto. Vale a pena conferir aqui no site da instituição. Pra quem está buscando uma forma de enriquecer o currículo pra entrevista, essa é uma boa oportunidade de matar dois coelhos de uma vez só, né?

A subespecialização em Anestesiologia da Dor 

Após a longa rotina de estudos e estágios realizados nos 3 anos da residência médica em Anestesiologia, você já está pronto para especificar ainda mais seus estudos com a subespecialização. Então, fica ligado: com o título de especialista em Anestesiologia você pode aplicar para a subespecialidade: cursando a subespecialidade de Dor, por mais 1 ano

A Medicina da Dor é uma especialidade relativamente recente, foi oficializada pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) apenas em 2011 e, desde então, muitos médicos anestesistas especialistas em dor estão se dedicando à investigação, ao tratamento e à inovação nos mais variados tratamentos da dor. A formação desse profissional é o primeiro passo para o acompanhamento eficiente e o manejo adequado de pacientes e exames. E a gente sabe que você gosta de procedimentos, né? 

Olha só, alguns exames fazem parte da rotina do anestesista especialista em dor e servem como auxílio para melhores diagnósticos e tratamentos, como a termografia clínica funcional, bloqueio simpático venoso, infiltração com anestésico local, entre outros. 

Mas uma coisa você tem que ter em mente, que vai além de saber só a sua conduta: o anestesista especialista em dor é aquele profissional que vai trabalhar em conjunto com as outras especialidades médicas e com uma equipe multiprofissional. Tudo isso para otimizar o tratamento, sempre buscando uma visão integral do paciente e o alívio da sua dor. Para que isso aconteça, ele vai lançar mão de medicamentos e técnicas intervencionistas. A dor oncológica é um dos principais motivos de procura por esse profissional, além de outras doenças que causam dores intensas nos pacientes, como as alterações osteomusculares e doenças autoimunes, por exemplo. 

Curtiu saber o que faz o anestesista especialista em dor? 

Se você já está decidido a passar na residência em Anestesiologia, sugiro dar uma olhada no nosso e-book gratuito Os 15 bloqueios que te impedem de ser aprovado na residência para já começar sua preparação com o pé direito, já vencendo os bloqueios mentais que atrapalham seus estudos e te impedem de ser aprovado na residência médica dos seus sonhos!

Aproveito para te convidar a conhecer o Extensivo São Paulo, que te dá a uma preparação padrão-ouro para as provas de residência médica de São Paulo, com videoaulas ao vivo e gravadas, material online, simulados e um app com milhares de questões das principais instituições do país. Bora pra cima! Vamos estudar juntos! 

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
JoãoVitor

João Vitor

Capixaba, nascido em 90. Graduado pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) e com formação em Clínica Médica pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HC-FMUSP) e Administração em Saúde pelo Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE). Apaixonado por aprender e ensinar.