Os 3 hospitais mais concorridos para fazer residência em Clínica Médica no SUS-SP

Quer fazer residência em Clínica Médica no SUS-SP? Então tenho duas notícias para você. Vou começar pela boa: só no processo seletivo com acesso em 2020, foram 106 vagas – o maior número de vagas entre as instituições mais buscadas para fazer residência médica em SP. Agora a notícia não tão boa: a concorrência ainda é altíssima, especialmente para os hospitais mais buscados!

Em 2019, cada uma das 106 vagas de Clínica Médica foram disputadas por 19 candidatos. Mas, como você deve saber, no SUS-SP não dá pra dizer que a concorrência por todas as vagas é “igual”. No processo seletivo, você pode escolher o hospital em que vai atuar, e é claro que as vagas de alguns programas são muito mais disputadas que outros.

Se pra você parece que a gente está falando grego, é porque está por fora de como funciona o tradicional leilão de vagas do SUS-SP. Se esse for o seu caso, sugiro que você dê uma olhada nesse artigo em que contamos tudo sobre a prova de residência médica do SUS-SP.

Mas afinal, você sabe quais são os hospitais mais concorridos para quem quer fazer residência em Clínica Médica no SUS-SP? Hoje vamos contar quais são as três instituições mais disputadas em Clínica Médica no SUS-SP e trazer um pouquinho do porquê desses programas serem tão buscados. Está pronto? Então vamos lá!

Hospital Santa Marcelina

A residência em Clínica Médica do Hospital Santa Marcelina é BEM tradicional e muito desejada. Para você ter uma ideia, ela quase sempre é a primeira a ter as vagas esgotadas no leilão.

Os principais motivos para isso, como você deve imaginar, é a tradição. O Hospital Santa Marcelina tem 59 anos de atuação, e muito especialista bom saiu daqui. O hospital é cheio de preceptores bons e reconhecidos em todo o país!

Hospital Santa Marcelina, um dos mais concorridos para se fazer a residência em Clínica Médica no SUS-SP

O tamanho e a estrutura tecnológica do hospital também contam muito. Afinal, estamos falando do principal hospital da Zona Leste que atende o SUS, o que não é pouca coisa! Imagina o volume de casos e procedimentos aos quais você vai ter acesso fazendo residência em Clínica Médica aqui. São mais de 700 leitos!

Outro ponto positivo do Hospital Santa Marcelina para quem quer fazer residência em Clínica Médica no SUS-SP é o fato de ele oferecer uma formação completa, pois vai estar próximo de residentes de outras especialidades clínicas, vai pegar mão e aprender muito, inclusive na parte teórica e acadêmica, que é forte.

A localização do Hospital Santa Marcelina é que pode ser um empecilho para alguns candidatos à residência em Clínica Médica no SUS-SP, afinal, a distância de Itaquera para o centro e outras regiões importantes da capital é considerável.

Se você quer conhecer tudo sobre essa instituição, dá só uma olhada no nosso artigo. É só clicar abaixo!

Residência em Clínica Médica no SUS-SP: Santa Marcelina

Hospital Estadual do Ipiranga

Outro hospital que também se destaca pela tradição e pela estrutura, com capacidade de atender um grande volume de casos, é o Hospital Estadual do Ipiranga. Com 50 anos de atuação, trata-se de um dos mais modernos e equipados da cidade, além de ser um dos mais importantes da região do Alto Tietê que atendem o SUS.

Tudo isso faz com que o Hospital Ipiranga seja uma das principais opções para quem quer fazer residência em Clínica Médica no SUS-SP! Muitos pacientes, grande volume de procedimentos, tradição, estrutura robusta… o que mais você quer? Ah sim, bons chefes: também tem, tá?

Sobre a tal “estrutura robusta”, são 116 leitos e uma estrutura completa para atendimento clínico e emergencial e também para a realização de exames, diagnósticos e tratamentos. Tudo isso contribui pra que você saia de lá com uma boa mão!

Complexo Hospitalar de Heliópolis, o Hospital de Heliópolis

O Complexo Hospitalar de Heliópolis, que você provavelmente deve conhecer como Hospital de Heliópolis, se destaca não apenas pela sua tradição, com seus mais de 50 anos de atuação, mas também pela sua estrutura: são 330 leitos!

É essa estrutura que garante ao hospital capacidade para atender boa parte da população da Zona Sul de São Paulo e dos municípios da região do Grande ABC, incluindo Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema e Mauá.

Pode até soar repetitivo o fato de todos esses programas terem em comum o fato de terem muita tradição, um grande volume de atendimentos e uma estrutura enorme, mas a verdade é que esses são os itens fundamentais para levar em consideração na hora de escolher um programa de residência em Clínica Médica no SUS-SP.

No caso do Hospital de Heliópolis, por exemplo, são realizados cerca de 12 mil atendimentos por mês no pronto-socorro. É um fluxo de pacientes para ninguém botar defeito! Dificilmente você vai terminar a residência em Clínica Médica no Hospital Heliópolis e não sair matando no peito emergências e muitos procedimentos.

Bônus: Conjunto Hospitalar do Mandaqui, o Hospital do Mandaqui

Como já falamos aqui, alguns dos itens fundamentais que você precisa considerar na hora de escolher onde fazer a residência em Clínica Médica no SUS-SP é tradição, volume de atendimentos e boa estrutura. O Conjunto Hospitalar do Mandaqui, mais conhecido como Hospital do Mandaqui, mesmo não estando entre os três hospitais mais concorridos, tem tudo isso de sobra, então não poderia ficar de fora.

Bom, tem tradição porque já está aí há mais de 80 anos. Esse foi, inclusive, o primeiro hospital governamental especializado em tuberculose, dando início à toda rede de hospitais de tuberculose do governo de SP.

Volume de atendimentos também não falta! Esse é um dos maiores hospitais gerais da região que atendem o SUS. Localizado próximo da comunidade do Mandaqui, na Zona Norte, o Hospital do Mandaqui recebe a maior parte dos atendimentos dessa região.

A estrutura também não é pouca coisa não! Além de contar com 450 leitos desde a última reforma, em 2012, o Hospital do Mandaqui também dispõe de muitas tecnologias para exames, diagnósticos e tratamentos.

Já sabe qual vai ser sua principal opção para fazer residência em Clínica Médica no SUS-SP?

Gostou de saber mais sobre os hospitais mais disputados para fazer residência em Clínica Médica no SUS-SP? Agora é hora de pesar os prós e contras para chegar decidido!

Como você sabe, a prova de residência médica do SUS-SP tem apenas uma fase, composta de uma prova teórica objetiva de múltipla escolha. Ou seja, você só vai ter uma chance de mostrar a que veio, então não dá pra ficar perdendo tempo nessa reta final estudando o que não vai cair, hein? Baixe o nosso Guia Estatístico gratuito e descubra quais são os 6 focos mais cobrados em cada grande área!

tempo de sobra pra se preparar e mandar bem nessa prova, mas não dá pra dar bobeira: tem que estudar do jeito certo e com direcionamento.

O Intensivo São Paulo tem provas de residência médica do SUS-SP dos últimos 5 anos comentadas e um guia estatístico exclusivo para os alunos, com TODOS os temas que mais caem na prova. São 40 aulas direcionadas para a prova do SUS-SP e um simulado específico com as nossas apostas para esse ano.

A turma 2 está esgotada, mas já deixa seu nome na lista de espera do Intensivo São Paulo para receber o aviso de novas vagas – que, atendendo a pedidos, devem chegar em breve!

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
JoanaRezende

Joana Rezende

Carioca da gema, nasceu em 93 e formou-se Pediatra pela UFRJ em 2019. No mesmo ano, prestou novo concurso de Residência Médica e foi aprovada em Neurologia no HCFMUSP, porém, não ingressou. Acredita firmemente que a vida não tem só um caminho certo e, por isso, desde então trabalha com suas duas grandes paixões: o ensino e a medicina.