Carregando

Residência no Hospital Mandaqui pelo SUS-SP

Fala, pessoal! O assunto de hoje é residência no Hospital Mandaqui. Se você está se preparando pra fazer as provas da residência médica  do SUS-SP, é claro que está em busca das melhores instituições, afinal de contas são cerca de 50 delas envolvidas no processo seletivo, e quem fica melhor classificado pode optar com tranquilidade em qual delas estudar. Isso porque porque a seleção do SUS-SP permite que os melhores colocados possam escolher primeiro em quais instituições querem ingressar. 

Como assim? Basicamente funciona assim: a seleção do local de interesse do candidato para fazer a residência médica acontece como uma espécie de “leilão” e quanto maior a nota final do candidato no processo, aumentam as  opções de locais disponíveis para escolher. E essa escolha depende da ordem de classificação de cada especialidade. Vamos conhecer agora, mais uma das 50 entidades que participam do processo de seleção para a residência médica pelo SUS São Paulo: o Hospital Mandaqui que é um dos 3 hospitais mais concorridos para se fazer a residência médica pelo SUS-SP.

História da residência no Hospital Mandaqui

Localizado na zona norte de São Paulo, o Hospital Mandaqui foi fundado no final de 1938 e foi o primeiro hospital governamental que se especializou no tratamento da tuberculose. Por conta desse pioneirismo, deu início a toda uma rede de hospitais especializados em tuberculose criada pelo governo do estado de São Paulo. Logo nos seus primeiros anos de funcionamento, seus três pavilhões iniciais tinham capacidade de atendimento para 100 leitos destinados a adultos, mas depois, com a construção das novas instalações, esse atendimento aumentou consideravelmente, passando a atingir em torno de 450 leitos.

Esse crescimento, aliado à organização administrativa, permitiram que o Hospital Mandaqui ampliasse o tratamento das várias formas de tuberculose, não apenas em adultos mais, e atendendo pacientes de todas as idades, bem como as doenças intercorrentes da enfermidade. O hospital se destaca, desde os primórdios, pelas cirurgias torácicas realizadas, mesmo sem a infraestrutura ideal, que foi se aprimorando à medida que a entidade conseguiu adquirir equipamentos mais modernos  e melhores instalações. 

Hoje, o Hospital Mandaqui é considerado o maior centro cirúrgico especializado e de referência no estado de São Paulo! E desde 1988, quando foi transformado em Hospital Geral, incorporando, o Hospital Infantil Zona Norte ao seu complexo e passando a ser chamado de Conjunto Hospitalar do Mandaqui, muitas reformas e melhorias estruturais aconteceram: em 2004 foram totalmente reformados os prédios do antigo Hospital Infantil Zona Norte, que estava desativado, e entregues para o funcionamento do centro de Referência do Idoso. 

O prédio Leonor Mendes de Barros, no qual já funcionava o Ambulatório de Especialidades  também passou por mudanças, e no ano de 2005 aconteceram duas coisas muito bacanas e que impactaram positivamente da vida da população daquela região: a inauguração do Pronto Socorro Infantil em novo prédio e do serviço de emergência do Pronto Socorro de Adultos. E mais de 80 anos depois, o Conjunto Hospitalar do Mandaqui é considerado um Hospital Geral, um hospital-escola, que atende em nível terciário e é referência para pacientes politraumatizados na Zona Norte de São Paulo.

Números e Estrutura

  • 8,4 mil m² de área construída; 
  • 450 leitos; 
  • 44 leitos-adulto destinados ao atendimento de casos de alta complexidade clínicos e cirúrgicos; 
  • 13 leitos destinados à UTI infantil e UTI Neonatal; 
  • 48 leitos de pediatria incluindo leitos de admissão e de isolamento; 
  • 7,2 mil cirurgias por ano; 
  • 10 salas modernas e equipadas no Centro Cirúrgico; 
  • 25 mil atendimentos por mês no Pronto-Socorro; 
  • 12 mil atendimentos mensais no ambulatório.

Residência médica no Hospital Mandaqui pelo SUS-SP

A residência médica é uma modalidade de ensino de pós-graduação com treinamento em serviço que se destina a médicos. Atende pelo nome de curso de especialização e que funciona em instituições de saúde como hospitais-escola. 

A residência médica no Hospital Mandaqui é promovida em todos os seus processos seletivos para os programas de residência médica pelo SUS-SP – SEC. DE ESTADO DA SAÚDE (CNRM/MEC), sendo o ensino de responsabilidade do Centro Interdisciplinar de Formação, Ensino e Pesquisa (CIFEP), que teve sua criação e expansão conforme foi havendo crescimento nas atividades de ensino da saúde no hospital. 

Atualmente, a residência médica do Hospital Mandaqui pelo SUS-SP oferece cerca de 60  oportunidades de vagas nos aproximadamente 11 cursos de especialização e anos adicionais. 

O Processo Seletivo do SUS-SP

Fica ligado nessa informação – se você não sabia: o concurso de admissão à residência médica do SUS-SP (Sistema Único de Saúde de São Paulo) é considerado o maior concurso de residência médica do Brasil quando a gente pensa na quantidade de vagas oferecidas. E ele inclui 50 diferentes instituições de ensino médico do estado de São Paulo inteiro! Dá só uma olhada nesses números pra lá de impressionantes: apenas no último processo seletivo que deu acessos aos novos residentes em  2020, foram 786 vagas, incluindo 545 vagas de especialidades de acesso direto.

Todo o processo de seleção dos candidatos para a residência médica do SUS-SP é organizado pela Fundação Vunesp e essa prova é, sem sombra de dúvida, uma das maiores do país no que tange ao número de candidatos inscritos e na oferta de vagas disponíveis. Isso sem contar que depois de enfrentar toda essa luta, você só vai poder escolher em qual instituição apenas no momento do leilão do SUS. Mas como é isso? Calma que eu te explico tudinho!

Como é a prova

A gente escrutinou o edital de acesso ao processo de 2021 do SUS-SP e tudo o que você precisa saber sobre ele está aqui. Dá um conferida nos detalhes que a gente elencou pra você pois é nele que constam todas as informações sobre a prova.

Mas deixa eu te contar uma coisa: não é porque tem muita vaga que vai ser fácil, tá bom? A disputa é grande e a concorrência é maior ainda! É por isso que você precisa se preparar com foco e qualidade pra sair na frente! E funciona desse jeito: todo o processo seletivo para especialidades com acesso direto é realizado em uma única etapa com uma prova objetiva de 100 questões. Uma única prova! Já para as especialidades com pré-requisito a prova também é realizada em uma única etapa, mas agora com 50 questões objetivas.

E pra não perder nada sobre as provas do SUS-SP, não deixe de ler todos os conteúdos gratuitos sobre a prova de residência médica do SUS-SP direto ao ponto! A gente está junto nessa! 

Concorrência por especialidade em 2021 

Pra quem quer investir na residência médica do Hospital Mandaqui na zona norte da  capital paulista, vem comigo que agora é a sua vez de saber um pouco mais sobre como  esse processo seletivo funciona para você realizar seu grande sonho. E vamos começar pelas vagas que o hospital oferece em cada especialidade para os processos seletivos de 2021.

Especialidade – Vagas 

  • Clínica Médica – 17 
  • Pré-requisito em área Cirúrgica Básica – 10
  • Pediatria – 4 
  • Obstetrícia e Ginecologia – 6
  • Radiologia e Diagnóstico por Imagem – 4 
  • Medicina de Família e Comunidade – 4 
  • Anestesiologia – 2 
  • Ortopedia e Traumatologia  – 4
  • Oftalmologia – 3 
  • Otorrinolaringologia – 4 
  • Psiquiatria – 6 
  • Dermatologia – 5 
  • Cirurgia Videolaparoscópica – 1 
  • Neonatologia – 2 

Mas galera! Não deixe a peteca cair, nem a prova, nem a concorrência te apavorar! Pra te ajudar a aliviar essa pressão, dá só uma olhada no Guia Estatístico gratuito com os 6 focos mais importantes e que mais caem na prova de residência médica do SUS-SP com base em uma análise que fizemos das provas dos últimos cinco anos. Tá fazendo o quê? Perde tempo não, corre lá!

Leilão de vagas do SUS

Leilão? Mas não era só passar na prova? E agora? Agora é estudar com afinco pra poder  escolher o lugar onde você vai fazer sua residência médica. Isso vai depender só de você e do seu desempenho porque os mais bem classificados e que ocupam os primeiros lugares, lá no topo da lista, podem escolher primeiro em quais das 50 instituições  participantes desejam ingressar pra fazer sua residência médica. É como um “leilão” mesmo e quanto maior a nota final, maiores as opções de locais disponíveis para escolher.  E se liga: a escolha depende da ordem de classificação de cada especialidade. 

Se o seu nome não estiver lá em cima? Bom, à medida que os locais vão sendo escolhidos pelos candidatos que tiveram as melhores notas, vão restando cada vez menos opções e ainda menos vagas para os demais participantes que não obtiveram uma boa classificação. Então, tem que se dedicar mesmo ao estudo pra essa prova! E se você quiser saber quais são as 50 instituições participantes do leilão, segundo o edital de residência médica do SUS-SP 2021, listamos pra você! Confere aí! 

E aí, curtiu saber mais sobre a Residência no Hospital Mandaqui pelo SUS-SP?

Se você está sonhando com uma vaga pelo SUS-SP, então já passou da hora de se preparar para as provas de residência! A gente já viu que a oferta de vagas é grande e a concorrência também! Venha e inscreva-se no Extensivo São Paulo, o nosso curso com videoaulas ao vivo e gravadas com os temas que você realmente precisa saber para ingressar nas principais instituições do país. Também oferecemos um app com milhares de questões comentadas. Quer mais conteúdo gratuito sobre as residências médicas? Na Academia Medway, você encontra diversos conteúdos que vão te ajudar a entender melhor como são as provas das principais instituições. Vamos estudar juntos? Bora pra cima, galera!

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
JoãoVitor

João Vitor

Capixaba, nascido em 90. Graduado pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) e com formação em Clínica Médica pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HC-FMUSP) e Administração em Saúde pelo Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE). Apaixonado por aprender e ensinar.