Carregando

PNI 2020 atualizado – Meningocócica ACWY no SUS e reforço da febre amarela?

Sabe o que cai ano sim, ano também na prova de residência médica? Quem chutou “vacinação”, chutou certo! E digo mais, especificamente o que mudou de um ano para o outro. A gente sempre fala que você não vai estudar tudo para a residência médica – é importante saber o que vai cair, e calendário vacinal é tema certo! Quer saber as atualizações do PNI 2020? Então, se liga no que eu escrevi pra você!

Sim, o PNI 2020 teve mudanças importantes!

Em 19 de fevereiro de 2020, a Coordenação Geral do Programa Nacional de Imunizações / Departamento de Imunizações e Doenças Transmissíveis publicou uma Instrução Normativa referente ao calendário nacional de vacinação de 2020. Aliás, o anexo em questão trouxe algumas novidades que entraram em vigor já este ano, incluindo novidades nas vacinas da febre amarela, VOP e tríplice viral. 

Mas já sei que você já deve estar pensando “Putz… mal decorei o de 2019 e já mudaram o de 2020!!”. Pois é, mas calma, ainda dá tempo de você aprender o que mudou e não se confundir no dia da prova. Então, bora bater um papo sobre o PNI 2020!

PNI 2020: Reforço da Febre Amarela

A vacina da febre amarela é indicada para todos os brasileiros até 59 anos (salvo as contraindicações que você já conhece) e teve sua cobertura ampliada para todo o território nacional desde 2017. No calendário vacinal da criança é indicada aos 9 meses de idade. 

A novidade deste ano foi justamente no calendário da criança, que agora indica a dose dos 9 meses e um reforço aos 4 anos de idade. Além disso, as pessoas a partir dos 5 anos de idade, que receberam uma dose da vacina antes de completarem 5 anos de idade, têm indicação de reforço, independente da idade que esteja quando procure o serviço de saúde para a vacinação. “Nossa, já tô tonto(a) tanto número…” Pois fique calmo! Confira a tabela abaixo para você se organizar melhor e conseguir decorar quando se deve vacinar!

IndicaçãoEsquema Vacinal
9 meses a 4 anos, 11 meses e 29 dias de idade1 dose aos 9 meses e 1 dose de reforço aos 4 anos
≥ 5 anos de idade que receberam 1 dose ANTES dos 5 anos de idade1 dose de reforço
≥ 5 anos a 59 anos NUNCA vacinadas ou SEM comprovante de vacinação1 dose
Tabela 1: Orientações para a vacinação contra a febre amarela (Adaptado de Anexo V – Instrução normativa referente ao calendário nacional de vacinação 2020)

Pegou? Agora, tente repetir sem olhar para a tabela! É válido lembrar que para pessoas com 60 anos ou mais e gestantes a vacina não é indicada de rotina, devendo ser pesados os riscos e benefícios da vacinação em contexto de surto/epidemia. Além disso, está contraindicada para menores de 6 meses de idade e imunossuprimidos.

Atualização na Vacina Tríplice Viral

A novidade deste ano foi a ampliação da faixa etária indicada para a vacinação. Anteriormente, pessoas entre 30 e 49 anos que não tivessem sido vacinadas, deveriam receber 1 dose da vacina. Já em 2020, esse intervalo agora é dos 30 aos 59 anos

IndicaçãoEsquema Vacinal
12 meses1 dose (reforço aos 15 meses com tetra viral)
5 a 29 anos2 doses (se já tinha 1 dose, apenas completar) com intervalo de 30 dias.
30 a 59 anos1 dose
Tabela 2. Vacinação SCR em 2020

Atualização na Vacina contra Influenza

Na campanha deste ano, houve ampliação da faixa etária preferencial a ser vacina. Em 2020, os adultos entre 55 e 59 anos terão direito a receber a vacina.

Atualização na Vacina Poliomielite 1 e 3 (atenuada) – VOP

“Cuspiu a vacina? Perdeu sua chance, bebê!” Brincadeira! A mudança desse ano é que as crianças que cuspirem, regurgitarem ou vomitarem após a vacina não deverão receber uma segunda dose. Mas não, não foi maldade com as nossas criancinhas. A justificativa do MS é que a vacina é feita em crianças maiores (1 e 4 anos), portanto, seria rara a regurgitação. Além disso, a VOP tem excelente absorção na mucosa oral, sendo difícil mensurar se a criança realmente não absorveu a dose aplicada. 

PNI 2020 e a maior novidade: Meningocócica ACWY no SUS!

Por fim, uma última (e importante!) mudança foi a inclusão de uma nova vacina no calendário de vacinação 2020: a Meningocócica ACWY. Como o nome já diz, ela protege contras os meningococos A, C,W e Y e já era indicada pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP). A partir de maio desse ano, o reforço, que era feito com a Meningocócica C em adolescentes de 11 a 14 anos, não estará mais disponível em alguns estados. Assim, o reforço será feito com a Meningocócica ACWY para faixa etária de 11 a 12 anos. A ideia é que, progressivamente, a vacina esteja disponível em cada vez mais estados, e já começou a ser implementada no Rio de Janeiro.

Segundo o Ministério da Saúde, a justificativa para a introdução da vacina é “garantir a sustentabilidade da oferta da vacina contendo o sorotipo C para a população-alvo, além de proteger contra o sorogrupo W, considerando a gravidade da doença”. Na faixa etária dos adolescentes entre 10 e 19 anos, no período de 2015-2019, o sorogrupo C foi responsável por 37,5% dos casos, seguido pelo sorogrupo B (8,3%) e, em terceiro lugar, o sorogrupo W (3,5%). 

O Ministério da Saúde também embasa sua escolha pela faixa etária de 11-12 anos devido às altas taxas de colonização da orofaringe de adolescentes e adultos jovens, constituindo um grupo importante na transmissão da doença. O objetivo do MS é alcançar cobertura vacinal maior ou igual a 80%, o que corresponde a 5.621.137 pessoas, abastecimento de 37.000 postos de vacinação e um investimento de 352 milhões de reais. Entretanto, no informe técnico publicado pelo MS em 19 de junho deste ano,  não houve menção à inclusão da vacina contra o sorogrupo B, oferecida por instituições privadas.

Tô perdido!

Calma! Relê o post e atualiza os seus post-its pra residência. Fica atento para novas atualizações de vacinação ao longo do ano pois, como comentamos acima, a ACWY é novidade e ainda não consta em todos os calendários vacinais. Por isso mesmo, não posso te garantir que esse conceito vai ser cobrado na sua prova. Mas, se for, sei que você vai estar atualizadíssimo! Se liga no calendário que o Rio Grande do Sul já está utilizando aqui.

Já anota no seu caderno de resumo essas observações e dá um print na tela com o calendário de vacinação 2020 atualizado! Portanto, lembre, na hora de planejar seus estudos, de ficar atento à realização de questões antigas, para não gravar conceito desatualizado.

Queria te convidar a fazer parte do nosso grupo de Telegram, o Projeto R1! Lá você recebe conteúdos diários que vão te colocar na briga por uma vaga em QUALQUER residência das principais instituições do Brasil. É GRÁTIS, então é só chegar! Clique AQUI e acesse!

Quer saber outros assuntos que podem cair nas provas de residência que você vai prestar? Então é bom dar uma olhada nos Guias Estatísticos com os cinco temas principais que caíram nas provas nos últimos cinco anos! Os guias da Unifesp e da Unicamp ACABARAM de ser atualizados, hein? E estamos preparando mais alguns, então fica de olho na Academia Medway, hein?

Beijo grande e bons estudos!

Referências

ANEXO V – INSTRUÇÃO NORMATIVA REFERENTE AO CALENDÁRIO NACIONAL DE VACINAÇÃO 2020. Atualização em 19 de fevereiro de 2020, pela Coordenação Geral do Programa Nacional de Imunizações/Departamento de Imunização e Doenças Transmissíveis/Secretaria de Vigilância em Saúde. INFORME TÉCNICO: Orientações técnico-operacionais para a Vacinação dos Adolescentes com a Vacina Meningocócica ACWY (conjugada). Brasília, 2020. Ministério da Saúde.

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
JoanaRezende

Joana Rezende

Carioca da gema, nasceu em 93 e formou-se Pediatra pela UFRJ em 2019. No mesmo ano, prestou novo concurso de Residência Médica e foi aprovada em Neurologia no HCFMUSP, porém, não ingressou. Acredita firmemente que a vida não tem só um caminho certo e, por isso, desde então trabalha com suas duas grandes paixões: o ensino e a medicina.