Carregando

Prova do R3 de Cirurgia: confira 5 dicas para ser aprovado

Você quer começar a estudar para a prova do R3 de Cirurgia? Se a resposta for sim, você ainda não sabe por onde começar? Esse tipo de dúvida é completamente normal, especialmente porque o estudante acabou de concluir uma residência.

5 dicas para ser aprovado na prova do R3 de Cirurgia
Confira 5 dicas para ser aprovado na prova do R3 de Cirurgia

Exatamente por isso, este artigo visa dar um norte e trazer dicas para melhorar a qualidade dos seus estudos. Se você quer ser aprovado na prova do R3 de Cirurgia, siga com a leitura e confira nossas dicas!

Confira 5 dicas para ser aprovado na prova do R3 de Cirurgia

Conforme a prova se aproxima, é preciso estudar com qualidade e estratégia. Apenas ler o conteúdo, como se fosse um livro de ficção, é algo longe da realidade de um estudante de Medicina, não é mesmo?

E um aluno padrão Medway vai além! A seguir, confira 5 dicas para te ajudar a alcançar a tão almejada aprovação na prova do R3 de Cirurgia.

1. Adapte os estudos à sua realidade

Antes de mais nada, avalie a sua realidade. Cada pessoa tem uma rotina e um ritmo de aprendizado. Ignorar isso na hora de estudar causa frustração. Ou você vai se programar para estudar mais do que consegue, ou vai estudar menos do que poderia.

Nesse ponto, é importante evitar comparações que podem prejudicar mais do que ajudar. Por exemplo, se um colega tem como estudar um determinado número de horas por dia, por mais alto que seja, essa é a realidade dele.

Os seus estudos devem ser adaptados à sua realidade, e não a uma utopia do que deve ser ideal. Por isso, o primeiro passo é avaliar a sua rotina e ver onde os estudos se encaixam na sua realidade. Priorize-os, porém, de forma racional.

2. Monte um cronograma de estudos para a prova do R3 de Cirurgia e tente segui-lo

O segundo passo é ter um cronograma de estudos. Existem diversos motivos pelos quais o cronograma é benéfico. O maior deles é a otimização do tempo e do aprendizado. Pense comigo: se você tiver um aprendizado mais linear e não perder tempo escolhendo o que vai estudar, sobra mais tempo para aprender mais.

Exatamente por isso, é válido montar um cronograma de estudos. Uma recomendação forte, no entanto, é seguir à risca o cronograma. Para o caso de eventuais atrasos (sim, eles acontecem), o mais recomendado é evitar a compensação, e ir direto para a matéria ou para o dia seguinte. Assim, você evita o efeito “bola de neve”.

A montagem do cronograma varia. A recomendação, no entanto, é que as matérias sejam dispostas por nível de importância e cobrança. Por exemplo, se a matéria X tiver peso 1, a matéria Y tiver peso 3, você já sabe qual merece receber maior ênfase, certo?

3. Você NÃO precisa saber de tudo

Apesar dessa dica ser um choque para vários estudantes, leia de novo e preste atenção: você NÃO precisa saber de tudo! O cérebro humano funciona também a um nível inconsciente. Isso significa que, mesmo pensando que não sabemos de algo, é provável que o nosso inconsciente se lembre dessa informação, se vista.

No entanto, informações que foram desprezadas de propósito ou não foram aprendidas a tempo não vão te reprovar. Isso mesmo. O seu raciocínio médico vai te ajudar naquela bendita questão que você não estudou.

Da mesma forma, o seu desempenho nos outros assuntos vai servir como compensação para essa eventualidade. Exatamente por isso o cronograma de estudos é tão importante, para que você tenha as suas prioridades e as estude.

Defina prioridades de acordo com a prova que vai prestar

Ainda se ligando com a dica anterior, o cronograma de estudos serve para garantir que o aluno vai estudar todas as matérias ali dispostas. No entanto, é preciso ressaltar a importância de ter prioridades de acordo com a prova.

Se você vai fazer a prova do R3 de Cirurgia, por exemplo, atente-se ao fato de que há matérias historicamente mais cobradas e outras que aparecem menos.

Para definir essas prioridades, nada melhor do que analisar as provas anteriores. Assim como fazer muitas questões e revisões.

4. Mantenha hábitos saudáveis

Nem só os estudos vão te ajudar a ter um bom desempenho na prova. Os seus hábitos, de um modo geral, também são uma forma de preparar o seu corpo para a avaliação.

Apesar de não ser um teste físico, não deixe de manter hábitos saudáveis na sua preparação para a prova do R3 de Cirurgia. Exercite-se, coma bem e separe um tempo semanal para o lazer e descanso.

Assim, a sua mente e corpo chegam sãos ao local de prova, e você consegue manter a rotina de estudos de modo sustentável.

5. Procure um curso que te auxilie nos estudos

Por último, mas não menos importante: você precisa de um guia. É possível estudar sozinho? Sim. Mas o auxílio de quem já trilhou o mesmo caminho que você pode facilitar esse processo? Definitivamente.

Na Medway, nosso método dinâmico de ensino auxilia os estudantes de Medicina e os médicos em provas, avaliações e na prática do dia a dia, com cursos online e presenciais.

O nosso objetivo é te dar o melhor caminho para passar nas provas de Residência Médica, incluindo a prova do R3 de Cirurgia.

É isso!

Pra finalizar este texto, que tal só investir em um bom curso de R3 para turbinar sua preparação? Inscreva-se no Extensivo R3 de Clínica Médica para estudar com os melhores e ter acesso a materiais de qualidade ímpar que vão te ajudar a ter resultados incríveis nas provas!

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
DjonMachado

Djon Machado

Catarinense e médico desde 2015, Djon é formado pela UFSC, fez residência em Clínica Médica na Unicamp e faz parte do time de Medicina Preventiva da Medway. É fissurado por didática e pela criação de novas formas de enxergar a medicina.