Carregando

Quais são as residências sem acesso direto na Medicina?

Pra quem está na reta final da graduação de Medicina, o caminho mais comum é ir para a residência médica. Aí começam as dúvidas e preocupações: estudos intensos e a difícil escolha da especialidade. Para muitos, especialidades com acesso direto tendem a ser mais atrativas pelo tempo que demandam, mas, para outros, realizar o sonho de atuar na área desejada, supera qualquer espera. É por conta disso que a gente vai te falar um pouquinho sobre quais são as residências médicas sem acesso direto na Medicina

Bora lá?

Especialidades de acesso direto x especialidades com pré-requisitos

Pra começar nosso papo, vamos só esclarecer alguns pontos: a residência médica é uma modalidade de pós-graduação com treinamento em serviço, voltada exclusivamente a médicos. Os programas são gerenciados pelo Ministério da Educação (MEC), que determina a carga horária mínima e grade curricular, mas cada instituição acaba, por fim, a fazer seus ajustes. E há programas sem pré-requisitos e residências sem acesso direto na Medicina. Quer saber? Vem comigo! 

Em algumas residências, você pode entrar logo após o término da faculdade. São as chamadas residências médicas de acesso direto, em que o profissional não precisa ter nenhuma formação além da graduação ou experiência prévia para ingressar, entre elas estão: Ginecologia e Obstetrícia, Pediatria, Clínica Médica e Cirurgia Geral.

Há outras, porém, que exigem que você faça uma especialização intermediária, o famoso pré-requisito, que é uma especialização prévia nas áreas base da Medicina. Como por exemplo, Gastroenterologia, Geriatria e Pneumologia que duram 2 anos, mas exigem 3 anos de Residência em Clínica Médica. Já a Cirurgia Geral e a Área Cirúrgica Básica são  pré-requisitos para quem quer fazer residência em outros tipos de cirurgia, como Cirurgia de Mão, Pediátrica, de Aparelho Digestivo. 

E quais são as residências sem acesso direto na Medicina?

Não se engane: as residências médicas com acesso direto são bem concorridas! A diferença entre elas e aquelas que exigem pré-requisito é o tempo de conclusão! Isso porque quem deseja se especializar em algumas áreas específicas, as residências médicas conhecidas como R3, vai ter que fazer outra residência antes, visando a subespecialização.

Em geral, os pré-requisitos são a Clínica Médica, Cirurgia Geral e a Pediatria. Já que são especialidades que vão exigir muita exige resistência física, emocional e segurança nas tomadas de decisões. Se você quer, por exemplo, fazer Cardiologia ou Pneumologia, vai ter que primeiro concluir a Residência em Clínica Médica. Se a especialidade dos seus sonhos é Urologia, vai ter que cursar a residência em Cirurgia Geral, e você vai precisar fazer Pediatria antes, se quiser se subespecializar em Cirurgia Pediátrica ou Oncologia Pediátrica.

E agora? Quer saber se a sua especialidade precisa de pré-requisito? Confere aqui a lista das residências sem acesso direto na Medicina: 

Pra quem precisa fazer antes a residência em Clínica Médica, as subespecializações possíveis são:

  • Alergia e Imunologia;
  • Angiologia;
  • Cancerologia/clínica;
  • Cardiologia;
  • Endocrinologia;
  • Endoscopia;
  • Hematologia e Hemoterapia;
  • Geriatria;
  • Gastroenterologia;
  • Nefrologia;
  • Nutrologia;
  • Pneumonia;
  • Reumatologia.

As especialidades cirúrgicas todas vão cobrar a residência de Clínica Cirúrgica primeiro:

  • Cancerologia/cirúrgica;
  • Cirurgia Cardiovascular;
  • Cirurgia da Cabeça e Pescoço;
  • Cirurgia do Aparelho digestivo;

E em Cirurgia Geral – Programa avançado:

  • Cirurgia Pediátrica;
  • Cirurgia Plástica;
  • Cirurgia Torácica;
  • Coloproctologia;
  • Nutrologia;
  • Urologia.

Já pra quem quer se especializar mais na área da Pediatria, as possibilidades são: 

Confira uma imagem ilustrativa relacionada ao tema das residências sem acesso direto na Medicina!
Confira as possibilidades na área da Pediatria e em muitas outras áreas
  • Cardiologia pediátrica;
  • Cirurgia pediátrica;
  • Endocrinologia pediátrica;
  • Gastroenterologia pediátrica;
  • Hebiatria;
  • Hematologia e Hemoterapia pediátrica;
  • Infectologia pediátrica;
  • Medicina Intensiva pediátrica;
  • Nefrologia pediátrica;
  • Neonatologia pediátrica;
  • Neurologia pediátrica;
  • Nutrologia pediátrica;
  • Oncologia pediátrica;
  • Pneumologia pediátrica;
  • UTI pediátrica.

E se você se interessa pelo assunto e deseja saber mais sobre quais são as residências sem acesso direto na Medicina e também sobre aquelas em que você pode entrar logo após a graduação sem nenhum pré-requisito,confere esse artigo bacana sobre quais são as opções de residência médica de acesso direto. 

Quais são as 10 residências sem acesso direto com mais especialistas no Brasil?

Das muitas possibilidades de especialização na área médica, 4 especialidades concentram quase 40% do total de especialistas no país, segundo o documento Demografia Médica no Brasil de 2020. 

As especialidades com maior número de especialistas são Clínica Médica (11,3% do total de especialistas), Pediatria (10,1%), Cirurgia Geral (8,9%) e Ginecologia e Obstetrícia (7,7%) (Tabela 23) e juntas, essas quatro especialidades concentram 38% do total de especialistas. Apenas duas delas, a Clínica Médica e a Cirurgia Geral são especialidades obrigatórias com pré-requisitos para cursar Residência Médica em outras especialidades.

Confira aqui as residências médicas sem acesso direto e a quantidade atual de especialistas conforme dados da recente pesquisa da Demografia Médica no Brasil, feita em 2020. 

  • Cardiologia 17.802 
  • Cirurgia Plástica 7.079 
  • Urologia 5.916 
  • Endocrinologia e Metabologia 5.888 
  • Gastroenterologia 5.377 
  • Cirurgia Vascular 4.906 
  • Nefrologia 4.903 
  • Oncologia Clínica 4.061 
  • Endoscopia 3.740 
  • Neurocirurgia 3.682 
  • Pneumologia 3.664 
  • Cirurgia do Aparelho Digestivo 3.232 
  • Reumatologia 2.727 
  • Cirurgia Cardiovascular 2.423 
  • Coloproctologia 2.164 
  • Geriatria 2.143 
  • Alergia e Imunologia 1.903 
  • Nutrologia 1.771 
  • Cirurgia Pediátrica 1.514 
  • Cirurgia Oncológica 1.454 
  • Cirurgia de Cabeça e Pescoço 1.193 
  • Cirurgia Torácica 1.106 
  • Cirurgia da Mão 923 

E aí, curtiu saber as residências sem acesso direto na Medicina?

A gente sabe que abraçar a profissão de médico não é tarefa  fácil pois são muitos os obstáculos que devemos superar!  Mas certamente, é muito recompensador, principalmente para quem tem a real vocação de cuidar da saúde das pessoas. 

E tomara que este artigo sobre as residências médicas sem acesso direto tenha te dado algumas indicações sobre qual caminho você vai poder seguir para ter a carreira que sonhou. 

Ah, e agora, eu tenho um convite pra você, que quer ter uma preparação incrível para as provas de residência médica do próximo ano! O Extensivo São Paulo, como você já deve ter ouvido falar, tem ajudado muitos alunos na conquista da tão desejada vaga na instituição dos sonhos. Então, a nossa equipe decidiu dar de presente 7 dias de teste grátis para você aproveitar todos os benefícios que o nosso extensivo oferece! É isso mesmo: são 7 dias totalmente gratuitos para aprimorar os seus estudos e aumentar as suas chances! Não vai perder, hein? Inscreva-se clicando aqui!

Quer entender melhor como são as provas das suas instituições dos sonhos, tem mais conteúdo aqui! Na Academia Medway, você encontra guias estatísticos das principais instituições de São Paulo, como esse aqui da Unicamp. 

Vamos nessa moçada! Pra cima! 

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
AlexandreRemor

Alexandre Remor

Nascido em 1991, em Florianópolis, formado pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e com Residência em Clínica Médica pelo Hospital das Clínicas da FMUSP (HC-FMUSP) e Residência em Administração em Saúde no Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE). Fanático por novos aprendizados, empreendedorismo e administração.