4 Lições da Arte da Guerra pra Ajudar na Prova de Residência

No começo de 2008, ano de muita preocupação com meu vestibular, recebi de minha mãe um presente: o livro A Arte da Guerra, de Sun Tzu – um general de guerra chinês que viveu no século 6 a.C.. O que eu não imaginava, no entanto, é que esse livro me ajudaria muito no meu planejamento não só para a faculdade, mas nos estudos para a prova de Residência, anos depois.

Assim como muitos colegas da época, não tinha interesse em aumentar essa lista, e o livro acabou ficando parado na estante por algumas semanas. Além disso, eu só conseguia me preocupar com a ideia – amarga, na época – de começar a estudar.

Até aquele momento eu ainda não tinha um planejamento de estudos para botar em prática no ano que estava por vir. Tinha só muita vontade de passar no vestibular. E achava que isso bastava.

Por sorte o livro era fino, e para não ficar feio com minha mãe que deu o presente, resolvi dar uma chance à Arte da Guerra.

Só três dias depois de terminar a leitura caiu a ficha: as estratégias de guerra do livro não se aplicavam só à atividade bélica, mas também à guerra pessoal com os estudos e ao vestibular.

Foi naquele momento que reconheci o real poder da estratégia. Persuadido pela leitura, decidi que naquele ano aplicaria todas as estratégias aprendidas nos estudos para o vestibular de Medicina.

Coincidência ou não, consegui a aprovação que tanto queria.

Mas as preocupações mudam…

Anos depois o problema já não era mais o vestibular, mas os estudos para a prova de Residência Médica. Reli o livro, agora com olhos de quem já havia passado por tudo aquilo.

Apliquei as estratégias novamente e posso dizer com certeza que dessa vez a aprovação na prova de Residência não foi coincidência.

A genialidade do livro é tanta que até hoje, cerca de 2500 anos depois, ele continua sendo usado em diversos ambientes; do planejamento de estudos ao mundo dos negócios.

São estratégias extensamente testadas, ou seja, que funcionam.

Gostaria de conhecer elas?

Neste post você será apresentado às 4 principais estratégias que separei do livro para que você possa aplicar em sua guerra pessoal: o planejamento de estudos para a Prova de Residência.

  1. Conheça a Si Próprio
  2. Ataque a Estratégia de seu Inimigo
  3. A Importância do Equilíbrio Mental
  4. Os Cinco Perigos Durante o Ano de Estudos

Conheça a Si Próprio

“Conhece teu inimigo e conhece-te a ti mesmo; se tiveres cem combates a travar, cem vezes serás vitorioso. Se ignoras teu inimigo e conheces a ti mesmo, tuas chances de perder e de ganhar serão idênticas. Se ignoras ao mesmo tempo teu inimigo e a ti mesmo, só contarás teus combates por tuas derrotas.”

Esse trecho de Arte da Guerra resume o que hoje se faz no planejamento estratégico de todo tipo de empresa: a análise SWOT. Em resumo, essa análise significa a busca por pontos fortes (Strenghts) e fracos (Weaknesses) da própria empresa e ameaças (Threats) e oportunidades (Opportunities) do mercado.

Sun Tzu já indicava que esse tipo de estratégia era essencial e pré-requisito para qualquer batalha. Assim como acontece nas empresas, você também pode aplicar essa estratégia em seu planejamento do ano de estudos.

Sem conhecer a si mesmo, incluindo suas dificuldades e facilidades nas matérias da prova, não tem como estudar com qualidade e objetividade. Do mesmo jeito, se você não souber em que instituições vai prestar prova de Residência, não vai conseguir se preparar adequadamente para cada uma delas.

Conhecer a si mesmo e ao seu “inimigo” é essencial para fazer o seu planejamento de estudos para a prova de Residência e alcançar a aprovação.

Como aplicar isso na prática

Para conhecer a si próprio, portanto, algumas etapas são necessárias:

  • abraçar sua incompetência: admitir o pouco que sabe e as suas dificuldades é o pré-requisito mais importante. A arrogância nesse momento é fatal para o seu desempenho;revisão constante
  • desempenho: fazer simulados e provas durante o ano é necessário para que você consiga ver em que pontos você está avançando mais e em quais não está. Só assim vai conseguir analisar as causas dos problemas.

Pessoalmente, meu estudo em Ginecologia-Obstetrícia sempre foi muito mais fraco por não ter afinidade com o assunto. Vendo que meu desempenho era insatisfatório nessa matéria, me planejei pra dedicar mais horas a ela em detrimento de outras. Deu boa.

  • autoconhecimento emocional: vamos falar mais à frente dessa questão.

Ataque a Estratégia de Seu Inimigo

Sun Tzu diz: “é de suprema importância na guerra atacar a estratégia do inimigo. Sobressai-se em resolver as dificuldades quem as resolve antes que apareçam”.

Assim como o autoconhecimento, conhecer seu inimigo é essencial nesta “guerra”. E seu inimigo não é o seu concorrente, mas sim a Banca que produz as provas de Residência. É só contra ela e contra si mesmo que você vai lutar esse ano.

Para conseguir vencê-la, é importante que entenda que não adianta só saber muito conteúdo e reter muita informação. Por mais que você estude, sempre aparecem diversas questões em que você não tem ideia do que está sendo cobrado.

Se antecipando a essas dificuldades, você deve adquirir a habilidade de entender o que a banca quer como resposta e de que modo ela estava te testando quando fez aquela questão.

Tendo esse conhecimento, conseguirá pontos em diversas questões sem nem saber do que se tratam.Para desenvolver essa habilidade, é essencial que você faça muitas questões e, mais importante, foque em poucas instituições. Cada banca tem um estilo de pensar e geralmente as pessoas que as compõem não mudam radicalmente de um ano para o outro.

Faça todas as provas de Residência recentes dessas instituições com um olhar crítico e registre anotações sobre tudo que pode te ajudar:

  • conteúdos mais frequentes;
  • conteúdos nunca antes cobrados;
  • de que forma são as questões;
  • as “pegadinhas” e de que forma são usadas.

Se conhecer a estratégia da Banca da instituição em que você quer prestar prova, você não vai ler apenas as questões, mas “através” delas.

A Importância do Equilíbrio Mental

mental balance

“O guerreiro vence os combates não cometendo erros, pois conquista um inimigo já derrotado.”Com conhecimento dos seus pontos fortes e fracos e os da banca examinadora, você vai conseguir formular uma boa estratégia de estudos e vai ter tempo para se preparar para o “combate”. Você só vai falhar se o nervosismo te fizer cometer erros na hora da prova.Há deslizes conhecidos que não são aceitáveis em provas altamente concorridas, como:

  • revisar e mudar as alternativas escolhidas depois de as marcar;
  • rasuras em questões discursivas ou no gabarito oficial;
  • “brancos” na hora de lembrar o conteúdo já estudado e consolidado.

Sua mentalidade, tranquilidade e equilíbrio mental são peças fundamentais no dia da prova e nos dias que a antecedem, para que possa evitar esses problemas.

Pode parecer muito bonito no papel, mas a gente sabe que na reta final essa tranquilidade toda desanda, hora ou outra. Por isso, já temos um artigo exatamente sobre isso. Não deixe de ler!

Os Cinco Perigos durante o Ano de Estudos

“Existem cinco perigos que podem afetar um general: imprudência, que leva à destruição; covardia, que leva à captura; temperamento precipitado, que pode ser provocado por insultos; senso cego de honra, que é sensível à vergonha; excesso de solicitude para com seus homens, que os expõem a preocupação e angústia.”

Você, como general de seus estudos, durante o ano pode correr os mesmos “cinco perigos” a que Sun Tzu se referia:

Imprudência

Não procurar saber o que não sabe; não ter discernimento sobre o que sabe e o que não sabe. Como já dito, conhecer a si mesmo é um pré-requisito para o estudo.

Tenha como meta a mesma determinação que René Descartes tinha quando proferiu a frase: “eu daria tudo que sei pela metade que ignoro”.

Covardia

Todo mundo tem seus medos. No seu caso, pode ser medo de enfrentar a prova da instituição que você sempre quis, medo de falhar ou mesmo medo de estudar o que tem dificuldade. Afinal, pode não ser fácil ter que confessar para si mesmo que não é tão bom quanto acha.

De qualquer jeito, não é o fato de ter medos que define a covardia, e sim o fato de não enfrentar esses medos.

Nós chamamos isso de “Bloqueio do Fracasso”, e entramos a fundo no tema em nosso “eBook Gratuito: Os 15 bloqueios que te impedem de alcançar a Residência Médica que você realmente quer”.

Vale a pena conferir os bloqueios e as soluções para cada um deles. Corrigir a rota o quanto antes é essencial para que você tenha o desempenho esperado no final do ano.

Temperamento precipitado

A calma é sua aliada no ano que está por vir.

Estudar sem planejamento pode te dar a impressão de produtividade, já que não há “perda de tempo” fazendo planilhas, cronogramas e organizando a agenda.

No entanto, essa impressão não poderia ser mais falsa.

Quantas vezes você já comentou com seus colegas algo do tipo: “mas como é que aquele cara consegue ir tão bem nas provas estudando tão pouco?”

Busque fervorosamente a qualidade, não só a quantidade. Falamos muito disso em nossa Semana do R1 – São Paulo!

São 3 aulas, 100% online e 100% gratuitas, em que te ensinamos o caminho que os aprovados nas instituições mais difíceis do Brasil percorrem ao longo do ano. 

Você vai entender o que diferencia aqueles que passam em “tudo” daqueles que não passam “em lugar nenhum”, além de aprender estratégias e técnicas que te permitirão alcançar um desempenho superior a 80% no final do ano.

Bom demais, né? Então corre lá para assistir!

Senso cego de honra

Se este é um problema a que você está familiarizado, admita a possibilidade do fracasso desde o princípio. Tenha plano B e C de instituições que quer prestar e um plano D bem estruturado se nada der certo. Isso diminui muito a pressão que fazemos em nós mesmos para não falhar. Tente.

Excesso de solicitude com seus homens

Traduzindo: excesso de solicitude com seus amigos, sua família ou seu relacionamento afetivo nessa época da vida. Isso tudo é muito bom mas vai acabar te trazendo mais preocupações e tirando o foco e o tempo que você precisa para estudar.

Muitos infelizmente não entendem a fase pela qual você está passando, mas você tem que ser fiel ao seu propósito e seguir com o seu planejamento de estudos para a prova de Residência Médica.

Perceba: estamos falando de foco, não de se trancar dentro de casa e viver como um eremita junto de suas apostilas.

Sobre o planejamento de estudos para a prova de Residência

“Com numerosos cálculos, pode-se obter a vitória. Teme quando os cálculos forem escassos. E quão poucas chances de vencer tem aquele que nunca calcula!”

Resumindo, tudo se trata de autoconhecimento e planejamento.

Sun Tzu e muitos outros generais venceram diversas guerras usando técnicas que até hoje são usadas para o planejamento estratégico empresarial. Se foram tão aplicadas em tantos meios, tenho certeza que você vai conseguir a força para aplicá-las em seu estudo e conseguir os resultados que deseja nas provas de Residência.

Por fim, se tudo isso fez sentido pra você, gostaria de te convidar novamente para assistir às 3 aulas grátis da Semana do R1 – São Paulo. Nelas, ajudamos você a alcançar sucesso nessa jornada, por meio das melhores técnicas de estudo, revisão e priorização do conteúdo.

Dá uma conferida também no eBook que mencionamos: Os 15 bloqueios que te impedem de alcançar a Residência Médica que você realmente quer.

E se tiver ficado alguma dúvida, é só falar com a gente!

Bons estudos para a prova de Residência!

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
AlexandreRemor

Alexandre Remor

Nascido em 1991, em Florianópolis, formado pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e com Residência em Clínica Médica pelo Hospital das Clínicas da FMUSP (HC-FMUSP) e Residência em Administração em Saúde no Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE). Fanático por novos aprendizados, empreendedorismo e administração.