Carregando

Como é a prova prática de residência médica da Unifesp

E aí, pronto para encarar uma etapa super importante na sua carreira? Os editais das instituições para a residência estão quase chegando, e é hora de você direcionar seu foco para o que importa: as etapas do processo seletivo dessa experiência tão importante para o sucesso na Medicina. Além da prova teórica, a prova prática da Unifesp vai vir com tudo, e é essencial se preparar.

Para ajudar você nessa missão, aqui vamos mostrar como funciona a prova prática de residência médica da Unifesp. Concorrida, a universidade conta com mais de 80 programas credenciados e 1000 residentes em ação. Então, se você quer entrar para esse time, não perca mais tempo.

Vamos lá? Continue a leitura para pegar algumas dicas espertas, entender os detalhes da prova e descobrir de vez o que fazer para superar essa fase e chegar mais perto da vaga dos seus sonhos na Unifesp.

A segunda fase da prova de residência médica da Unifesp

Primeiro, vamos falar um pouco mais sobre os primeiros passos que envolvem a prova prática de residência médica da Unifesp. Assim, você visualiza melhor algumas exigências e providências importantes para começar a se preparar.

Ah, e se você está de olho nessa importante etapa dos processos seletivos de residência médica, a gente tem uma dica para dar. Conheça agora o CRMedway, nosso curso completamente focado na preparação para as etapas práticas ou multimídia. Por lá, você conta com 300 checklists e mais de 40 estações simuladas para imergir dentro da prova prática, além de um Atlas Multimídia para estudar e revisar imagens. Bora conhecer as versões online e presencial? Clique AQUI!

Quantos candidatos geralmente são aprovados para a segunda fase?

Os candidatos são aprovados de acordo com a quantidade de vagas disponíveis para cada especialidade. É interessante que você fique atento a esse número, assim como à quantidade de candidatos por vaga depois da inscrição para entender sua concorrência.

Apesar de saber que você vai ter que passar por algumas pessoas para conquistar essa vaga, não desanime. Olhar esses números não deve ser motivo para que você fique nervoso ou ansioso, mas sim para que você continue focado em ver o seu nome na lista de aprovados, combinado?

Quando geralmente sai a lista com os aprovados para a segunda fase?

A lista com os aprovados costuma sair em até 1 mês após a realização da prova. Para o processo seletivo de 2022, os resultados finais da primeira fase estão previstos para o dia 17 de dezembro. Entretanto, vale a pena acessar o site com frequência no intervalo, pois ela pode ser divulgada antes. Com as mudanças da pandemia, isso aconteceu algumas vezes em outras instituições.

O edital inicial costuma fornecer uma previsão a respeito dessa data, de qualquer forma. Então, anote e faça um acompanhamento de perto, porque pode ser até que, se a lista sair antes, a prova seja adiantada e comunicada por meio de retificação de edital.

Qual é o peso da prova prática e como ela é pontuada?

A prova prática tem peso 4. Isso significa que ela vale 40% da sua nota, enquanto a prova teórica vale 50% e a entrevista, 10%. Muita gente acha que não é preciso se dedicar muito à prova prática por ter se saído bem na etapa teórica.

Não caia nessa! É fundamental que você tenha uma nota tão boa quanto, porque é a proporção da soma que fará com que você alcance um bom resultado. A prova é pontuada por meio de um checklist, onde consta as habilidades que serão observadas pelo avaliador e quanto vale cada uma.

Cuidados para o dia da prova

Leia o edital com muita atenção para verificar horários e datas. Lá haverá a indicação da permissão para levar acessórios, algum lanche e outros itens que você possa precisar durante o extenso período de prova.

Você terá acesso ao endereço eletrônico da área do candidato quando fizer sua inscrição no processo seletivo. É neste espaço que acontece a divulgação do local de sua prova, que geralmente é um prédio da própria Unifesp. Mas haverá também a indicação de sala, andar, entre outros detalhes.

Como é o dia da prova

Todos os candidatos realizam a prova prática da Unifesp no mesmo dia. Ela ocorre em dois turnos, manhã e tarde, e o seu estará indicado na área do aluno, com o horário correto. Não é permitido trocar de turno com outro candidato, então esteja totalmente disponível para o horário marcado.

Os candidatos são levados para uma sala de espera e divididos em grupos. Em seguida, são encaminhados para a sala onde estarão as estações da prova prática. É preciso esperar que todos os grupos finalizem a prova para a liberação; então esteja preparado para aguardar alguns momentos se estiver entre os grupos que finalizaram primeiro, certo?

A prova prática de residência médica da Unifesp

Mas e aí, no que consiste a prova prática de residência médica da Unifesp? A seguir estão os principais itens para ficar por dentro e organizar sua preparação de acordo com o que é cobrado.

Como é composta a prova? Quantas estações são?

A prova da Unifesp muda de formato constantemente. Uma prova bem tradicional conta com 5 estações, uma para cada grande área da Medicina. No entanto, em 2020, a Unifesp disponibilizou apenas 4 estações, excluindo a Medicina Preventiva.

Em outros anos, apenas 2 estações foram cobradas. As estações são curtas, com tarefas simples, mas vale a pena estudar da mesma forma para cada uma delas, porque não dá para saber de antemão o que será cobrado no dia.

A prova de residência de 2022 contará com prova prática multimídia. O edital, entretanto, não traz muitos detalhes sobre a estrutura da prova, apenas que vai ser uma prova informatizada, com conteúdo das cinco grandes áreas.

Uma dica para você ter a experiência de como é essa prova é o nosso e-book contendo a Prova de Multimídia da Unifesp 2021 na íntegra, com os enunciados originais e imagens exclusivas selecionadas pelo nosso time de professores. Baita oportunidade, né? Clique AQUI e faça o download!

Quanto tempo dura cada estação?

A duração das estações da Unifesp é bem rápida: apenas 5 minutos para cada. Ao finalizar, uma campainha toca para que você e seu grupo se dirijam até a próxima estação.

Por ser tão rápido, é fundamental que você treine seu gerenciamento de tempo. Ler a instrução e apresentar a resposta, além de executar passos como lavar mãos e explicar a situação ao paciente também devem entrar na contagem.

Como é o comportamento dos examinadores?

Os examinadores estão no recinto única e exclusivamente para fazerem seu trabalho. Você não deve em hipótese alguma tentar se comunicar com eles durante a prova.

Eles estarão concentrados em preencher o checklist ao longo da sua performance a cada estação. Em geral, há um auxiliar para guiar o grupo e passar orientações, então em caso de dúvidas, comunique-se com ele antes do início das atividades.

Como costumam ser as estações?

As estações não abrangem tarefas complexas. Você pode ter que lidar com bonecos ou mesmo com um ator. Além disso, o edital especificará se você terá que usar um acessório ou material próprio ou se eles serão disponibilizados pela instituição.

No caso da prova multimídia, além das estações, você talvez seja direcionado para uma sala com computadores separados por biombos. Nele, acessará imagens ou vídeos e terá que responder questões de múltipla escolha das 5 grandes áreas da Medicina. Neste caso, você terá 50 minutos para resolver 50 questões, que normalmente são bem diretas. A prova multimídia acontece antes ou depois das estações e, quando ela ocorre, o peso 4 da prova prática é dividido em 50% para a prática das estações e 50% para as questões multimídia.

O que costuma ser mais valorizado?

A prova prática da Unifesp valoriza as respostas precisas dentro do pouco tempo disponibilizado, avalia sua postura como profissional e, para completar, tem esse peso grande para a prova multimídia quando ela ocorre. O ideal é que você encontre o equilíbrio entre prática e multimídia para se sair bem.

Temas da prova prática da Unifesp

E o que cai, afinal, na prova prática de residência médica da Unifesp? A gente fez um levantamento dos últimos anos e os temas estão na tabela abaixo, para que você tenha uma ideia do que pode esperar por você.

Especialidade20202019
Clínica MédicaLombalgia mecânicaBLS
CirurgiaSuturaGasometria arterial
Ginecologia e ObstetríciaPuerpério patológicoExame obstétrico na gestante + coleta de Papanicolau
PediatriaMaus tratosPneumotórax hipertensivo + causas de dessaturação
Medicina PreventivaNão realizadaNão realizada

Vale lembrar que você pode conferir os temas desde 2016 em nosso e-book “Como brilhar nas provas de residência médica”. Por lá, você ainda encontra um conteúdo ainda mais detalhado para dar conta dessa segunda fase nas principais instituições do país, então não deixe de conferir.

Dicas para mandar bem na prova

Chegou o momento de aprender algumas dicas especiais para mandar bem na prova de residência médica da Unifesp. Como você já está por dentro do que te espera nesse momento, fica mais fácil direcionar seus estudos e se apoiar em todas essas orientações para fazer uma prova supertranquila. Saca só!

Quando começar a se preparar

Não há exatamente uma regra sobre quando começar a se preparar para a prova de residência, seja da Unifesp ou de qualquer outra instituição. O ideal, porém, é que você não deixe para última hora.

Afinal, você tem que repassar muito conteúdo, tanto para a prova prática quanto para a prova teórica. Sendo assim, uma dica é começar a se organizar no penúltimo ano da graduação, porque no ano seguinte você terá que se dedicar ao internato e seus horários ficarão mais apertados. Começando no ano anterior, dá para adiantar bastante coisa e deixar tudo encaminhado para depois.

Como estudar para a prova prática da Unifesp

Estudar para a prova prática da Unifesp deve incluir duas etapas. Na primeira, você pode simular situações práticas de provas, cronometrar seu tempo, o que é muito importante, e checar seu desempenho depois. Fazer isso com um grupo de amigos é mais fácil, pois eles podem ajudar na avaliação e conferir os resultados com maior imparcialidade.

Você também pode realizar um cursinho dedicado inteiramente à prova prática. Assim, você terá um contato mais aprofundado com o tipo de abordagem que acontece por lá e verá dicas ainda mais específicas para um estudo efetivo.

A segunda etapa é focar na prova multimídia. É natural estar cansado de estudar questões teóricas, até mesmo porque você já terá enfrentado a primeira fase deste processo seletivo dessa forma. No entanto, lembre-se que a prova multimídia vale 50% do peso da segunda fase, ou seja, você precisa se sair bem. Então concentre-se, mantenha o foco, e estude também para essa parte com a mesma dedicação.

Conheça a prova

Sim, a gente já contou um monte de detalhes valiosos a respeito da prova da Unifesp. Mas você já puxou uma prova de edições passadas do processo de residência e analisou cada informação de perto?

Faça isso! Você pode tentar conversar com outros residentes para uma opinião baseada na experiência, conferir alguns vídeos na internet com simulações similares ao que você viu na prova, entre outras táticas para se familiarizar bem com o conteúdo. Com isso, você até diminui seu nervosismo e fica mais confiante quando chegar sua vez.

Dicas para os checklists

Cada estação da prova tem exigências diferentes, de acordo com a especialidade. É impossível saber exatamente quais são elas, porque isso varia todo ano. Entretanto, algumas etapas sempre estão presentes nos checklists, como se apresentar como médico, explicar procedimentos, entre outros cuidados que devem acontecer em um atendimento.

Outras tarefas de cunho prático da especialidade também se repetem, então você pode tirar uma base com checklists antigos. Refaça o protocolo e treine até que suas ações fiquem naturais e cheias de confiança. Na medida em que você acerta, é só riscar a tarefa e passar para a próxima. Experimente fazer tudo sem olhar o papel e peça para um colega atuar como avaliador, para que você confira em seguida o que acertou e o que precisa melhorar.

Pronto para mandar bem na prova prática de residência médica da Unifesp?

É isso aí! Se você chegou até o fim dessa leitura, já tem uma bagagem poderosa para se dar bem na prova prática de residência médica Unifesp. Portanto, é só colocar o que você viu em prática, se concentrar de verdade nos estudos e trabalhar esse psicológico para jogar a ansiedade para escanteio. Depois disso, é só sucesso!E que tal começar a estudar para essa fase de um jeito mais completo e direcionado? Vem com a gente para o CRMedway! Por lá você confere um material exclusivo para arrasar nas provas práticas e aprende mais algumas dicas para vencer os desafios que ela traz consigo. Partiu?

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
MicaelHamra

Micael Hamra

Nascido em 1991, médico desde 2015, formado pela Faculdade de Medicina de Catanduva (FAMECA) e com Residência em Clínica Médica pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HC-FMUSP) finalizada em 2018. "Nunca quis seguir o fluxo. Sempre acreditei que existe uma fórmula do sucesso para cada um de nós. Se puder conquistar sua mente, poderá conquistar o mundo."