Como se destacar no internato de Medicina: saiba mais!

Conteúdo / Residência Médica / Como se destacar no internato de Medicina: saiba mais!

Quer saber como se destacar no internato de Medicina? Se essa fase tão importante de sua formação está chegando, é hora de começar a se preparar e pegar dicas preciosas para seu sucesso.

Embora seja um momento que exigirá muito de você como estudante e futuro médico, é também repleto de oportunidades. E quanto mais destaque você tem no ambiente hospitalar em que atua, melhor será para seu desenvolvimento pessoal e profissional.

Por isso, não vale dar mole. É hora de descobrir o que fazer para tirar o internato de letra e ainda colher bons frutos. Bora lá!

Afinal, como se destacar no internato de Medicina?

Mas afinal, como se destacar no internato de Medicina? Aqui estão as dicas que consideramos mais importantes, e que, embora não sejam nenhuma receita mágica, trazem resultados incríveis para a sua formação na reta final do curso. Veja só!

Invista seu tempo

Para se destacar no internato de Medicina, é preciso mostrar disponibilidade, ou seja, mergulhar de cabeça em tudo o que for proposto. Por isso, invista seu tempo sempre que puder.

Mas o que isso quer dizer? Bem, aos finais de semana, menos acadêmicos estão presentes nas atividades do internato. Sendo assim, vale a pena separar o sábado ou o domingo para ir ao hospital e passar o dia.

E não adianta ir só uma vez ou outra, certo? O ideal é estar lá todo fim de semana, sem exceções, com muita disciplina e dedicação, características que serão percebidas por todos ao seu redor.

Lembre-se de que tempo é o ativo mais valioso que existe. Cumprir a carga horária obrigatória é importante, mas fazer mais ajuda você a ser considerado uma referência no ambiente. Aos poucos, seus colegas e colaboradores do hospital começam a saber, de fato, quem você é e o que você faz, e quando podem contar com você para alguma coisa.

Sem dizer que, quanto mais tempo você tem, mais oportunidades poderá alcançar. Você fica mais conhecido por sua dedicação e ainda pode aprender muito mais!

Tenha um mentor

Na medida em que o internato acontece, é natural que você se identifique com algumas pessoas em particular. E isso será fundamental para se destacar no ambiente médico.

Essas pessoas servirão como inspiração para você e pode adotar uma delas como mentor. O mentor atuará como um guia por todo o período em que você precisa desenvolver suas atividades.

Você pode focar em chegar onde ele chegou, contar com seus ensinamentos e, assim, se desenvolver profissionalmente. Olhe para essa pessoa como um exemplo: se somente ele sabe fazer um procedimento, por exemplo, tenha humildade para estabelecer um contato e peça para aprender.

Com o passar do tempo, essa relação pode se estreitar. O seu mentor poderá começar a te chamar espontaneamente para participar ou observar alguma atividade, porque sabe do que você é capaz e reconhece que você quer mesmo se aprofundar naquilo.

Isso nada mais é do que demonstrar interesse genuíno pelo trabalho. Apenas saiba seus limites, e não sufoque seu mentor. Sempre que solicitar ajuda ou orientação, faça com calma, na hora certa e com muita educação. 

Respeite o espaço dele, porque você sabe que a rotina hospitalar não é fácil e ter calma é essencial para prestar um atendimento de qualidade.

Busque aprimorar seus procedimentos

Um dos principais objetivos do internato é permitir que você aprimore seus conhecimentos. Acesso venoso periférico, acesso venoso profundo, intubação e gasometria, estão entre os mais recorrentes e importantes.

Vá atrás de chances para colocar tudo isso em prática. Esteja nas especialidades nas quais você sabe que poderá executar tudo isso e receber as orientações certas. A Cirurgia Geral e o Trauma são dois dos exemplos que mais rendem momentos para fazer procedimentos.

Mas, se precisar, não tenha vergonha de perguntar onde você pode se encaixar e o que você pode fazer. Essa é uma maneira de começar a se envolver mais nas atividades do hospital e repetir bastante cada atendimento, até dominá-lo por completo.

Mas não se esqueça: ao chegar nesse ponto, não significa que você possa simplesmente fazer tudo de olhos fechados. Continue respeitando todas as etapas e a ordem do procedimento em questão.

Lembre-se de que sempre há uma pessoa sendo atendida, que precisa de empatia e um contato humanizado, por mais banal que a intervenção seja. Essa é uma forma de sempre trabalhar com ética e cuidado.

Conheça pessoas

E para encerrar essa lista: conheça pessoas! Seja sempre cordial, prestativo e aprofunde a sua conversa com quem pode trazer benefícios e aprendizados para você.

Já pensou em quantas pessoas diferentes você terá contato no hospital? Muitas passando pela mesma experiência de internato que você. Outras, com anos de atuação na Medicina, que viram muita coisa e atenderam vários casos e perfis de pacientes. Esse é um ambiente propício para mostrar quem você é e a que veio, de forma respeitosa e acessível para quem está ao redor.

Não se esqueça de que criar um networking não é sinônimo de interesse ou de usar as pessoas para algum objetivo que você tenha. Muito pelo contrário, é uma proposta de troca, de relações honestas e transparentes. Cuidado, inclusive, para não ser invasivo em algum momento.

Quando puder, compartilhe também suas experiências. Saiba se expressar, trocar ideias, tirar dúvidas e fazer contato. Use o internato ao seu favor, porque o hospital e a faculdade são repletos de referências que podem te indicar a grupos de estudos, convidar para escrever artigos, dar dicas sobre a residência médica e inclusive fazer indicações para estágios e empregos.

Agora você já sabe como se destacar no internato de Medicina!

Pronto! Agora você está por dentro do assunto e sabe como se destacar no internato de Medicina. No mais, essa é a hora de ralar e conhecer mais a fundo as possibilidades que as especialidades médicas oferecem. Assim, quando se formar, já dá para saber o que você quer seguir na residência.

Mas como a gente falou, o internato também demanda muito estudo. E se você precisa de uma ajudinha nessa parte, pode contar com a gente: conheça o curso de internato da Medway e faça sua inscrição!

AlexandreRemor

Alexandre Remor

Nascido em 1991, em Florianópolis, formado pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e com Residência em Clínica Médica pelo Hospital das Clínicas da FMUSP (HC-FMUSP) e Residência em Administração em Saúde no Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE). Fanático por novos aprendizados, empreendedorismo e administração. Siga no Instagram: @alexandre.remor