Carregando

Melhores países para trabalhar como médico

Alguns profissionais decidem trabalhar como médico no Brasil, assim como outros preferem ir para o exterior. Você é um dos que está cursando Medicina na graduação e pensa em seguir carreira médica em outro país? Então está no lugar certo. Desenvolvemos esse artigo com todas as informações necessárias para graduandos e recém-formados que desejam atuar como profissional da saúde. Nesse caso, precisamos identificar as principais opções, como os países com melhor salário e sistema de saúde. São fatores com grande influência na decisão da carreira profissional. Dessa forma, será possível descobrir quais os melhores países para trabalhar.

Bora lá?

Mas antes tenho uma informação importante para você que vai prestar prova de residência médica no fim deste ano: saiba que ainda dá tempo de você se preparar e chegar com chances reais de aprovação no dia da prova. Só que, para isso, você tem que fazer TUDO certo nesta reta final – isso inclui estudar com direcionamento! O Intensivo São Paulo te dá todas as ferramentas para isso. São 40 aulas direcionadas por instituição (8 para cada grande área) totalmente voltadas para os focos mais cobrados de cada uma das principais prova de residência médica de SP, guias estatísticos avançados com todos os assuntos que mais caem nas provas que você quer prestar, simulados específicos e muito mais! Clique AQUI e faça já sua inscrição no Intensivo São Paulo.

Para quem quer seguir carreira no exterior, saber quais os melhores países para trabalhar é extremamente importante

Salários nos melhores países para trabalhar como médico

Cada vez mais estudantes estão desinteressados no serviço público ou como conveniado. Sabemos que o Brasil não tem um excelente investimento na área de medicina apesar de contar com hospitais que são referência em nosso continente. Essa talvez seja a principal razão de médicos brasileiros decidirem trabalhar no exterior. Esses profissionais da área da saúde precisam ter conhecimentos e experiências para começar uma carreira de sucesso.

Os Estados Unidos estão na lista entre os melhores países para trabalhar, justamente por oferecer um dos melhores salários e condições trabalhistas. No entanto, tudo isso depende da formação, especialidade e valorização dos profissionais. Há certas empresas que oferecem melhores salários para médicos que são especialistas, por isso, é importante prestar atenção aos detalhes.

Segundo os dados da Organização Mundial do Trabalho, conseguimos identificar quais são os melhores países para trabalhar como médico. Então já vamos direto ao primeiro:

1. Holanda

O salário médio (em dólares, em todos os casos que vamos citar aqui) para médicos especialistas está em torno de $253.000 por ano. Esse valor é seis vezes maior do que a média salarial de outras profissões. Já para médicos generalistas, o valor é diferente. O salário anual é de $117.000. Dependendo do estilo de vida do médico, não é necessário trabalhar em outras instituições, totalmente diferente da vida no Brasil.

2. Austrália

A Austrália tem valores e condições trabalhistas parecidas com as da Holanda. O país continental oferece salários para profissionais da saúde, que costumam variar bastante. Médicos especialistas recebem cerca de $247.000 por ano, enquanto os generalistas têm salário de $91.000. Cargos como cirurgiões, anestesistas e especialistas em medicina interna estão entre os mais bem pagos no país.

3. Estados Unidos

Para ser médico nos EUA é preciso realizar avaliações para revalidar o diploma, tanto sobre conhecimentos da área da saúde quanto da língua inglesa. Os médicos especialistas recebem em média $230.000 a cada ano, já os generalistas $161.000 anualmente. A diferença para esses médicos nos EUA não é tão grande quanto na Austrália, por exemplo.

4. Bélgica

Ser médico em um dos melhores países para trabalhar da Europa Ocidental tem suas vantagens. Médicos especialistas têm melhores benefícios e costumam receber em média $188.000 por ano, já os generalistas $61.000. Esses números revelam ser seis e duas vezes, respectivamente, maiores que a média salarial local. Se esse for seu destino, é importante estar consciente sobre o salário de cada cargo.

5. Canadá

O Canadá costuma ser um dos países mais procurados pelos brasileiros, seja para trabalhar ou estudar. No caso dos médicos, não é tão diferente. Cada vez mais profissionais da saúde decidem fazer essa mudança. O salário para especialista é de $161.000 por ano e $107.000 para generalistas.

6. Reino Unido

Assim como os outros melhores países para trabalhar como médico, no Reino Unido o salário varia de acordo com a atividade exercida. Médicos especialistas recebem em torno de $151.000 ao ano, um valor quase cinco vezes maior do que a média salarial da população. Já os médicos generalistas têm um salário de $118.000, quase quatro vezes maior do que a média salarial local.

Melhores sistemas de saúde do mundo

Agora que conhecemos a média salarial dos melhores países para ser médico, precisamos nos informar sobre os principais sistemas de saúde. Com o avanço da tecnologia, países desenvolvidos conseguem inaugurar e manter hospitais apropriados para atender toda a população. Além de oferecer todos os serviços essenciais, como consultas médicas, exames, cirurgias e atendimentos de emergência.

Países com hospitais excelentes também são aqueles que fornecem a melhor formação para estudantes da área da saúde. Alunos recém-formados conseguem fazer residência médica nos melhores hospitais do mundo e assim adquirir a tão desejada experiência para começar a trabalhar. A vivência em instituições de saúde adequadas transforma a carreira desses profissionais.

Taiwan lidera a lista com os melhores sistemas de saúde do mundo. O país asiático utiliza ferramentas inteligentes para registrar todos os dados dos cidadãos da região, desde o nascimento até a morte. São poucos países que conseguem fornecer esse atendimento e manter um banco de dados completo e rico em informações. Por fim, tudo fica armazenado nos cartões inteligentes que posteriormente são analisados.

Além de Taiwan, temos Suíça, China, Grã-Bretanha, Alemanha, França, Japão, Itália e Cuba. Eles estão entre os países que possuem um dos sistemas de saúde mais eficazes para a população.

Como seguir carreira médica fora do Brasil 

A tendência da globalização tornou mais fácil para profissionais de muitas áreas encontrar oportunidades de emprego no exterior. Isso pode ser facilmente relacionado à área médica, especialmente quando se trata de médicos estrangeiros que vão para os Estados Unidos.

Médicos estrangeiros recém-formados, devem fazer avaliações ou concursos para começar a trabalhar. Eles precisam ter aprovação de conhecimento médico e idioma do país. Em seguida, são obrigados a participar de cursos profissionalizantes, que provavelmente não estavam inclusos na grade curricular da faculdade de medicina no exterior.

O mais importante para os médicos estrangeiros é manter o diploma validado. No Brasil, temos um Exame Nacional para brasileiros e estrangeiros que desejam atuar em território nacional. No entanto, cada país tem suas regulamentações sobre revalidação de diploma. Por exemplo, nos EUA é preciso realizar uma prova múltipla escolha e teste prático em hospital.

O país onde você estudou medicina pode determinar locais para exercer sua profissão. Tudo depende da grade curricular das universidades e qual foi o foco da graduação. Isso também envolve a educação necessária para se tornar um médico em um determinado país. Alguns pedem conhecimentos específicos e quantidade mínima de horas.

Nesse momento, cabe a você decidir qual país é a opção ideal. Há vários países com boas condições para seguir carreira médica. Identifique qual tem contexto viável para que você possa se manter e alcançar o tão desejado sucesso. Estude também sobre outras questões dos melhores países para trabalhar que podem determinar sua decisão. Sejam gastos envolvidos com transporte e alimentação, localização e clima.

Pra finalizar, se liga nessa dica que vai te fazer arrasar nas próximas provas de residência: o Extensivo São Paulo, como você já deve ter ouvido falar, tem ajudado muitos alunos na conquista da tão desejada vaga na instituição dos sonhos. Então, a nossa equipe decidiu dar de presente 7 dias gratuitos para você aproveitar todos os benefícios que o nosso extensivo oferece! É isso mesmo: são 7 dias totalmente gratuitos para aprimorar os seus estudos e aumentar as suas chances! Não vai perder, hein? Inscreva-se clicando aqui!

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
AlexandreRemor

Alexandre Remor

Nascido em 1991, em Florianópolis, formado pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e com Residência em Clínica Médica pelo Hospital das Clínicas da FMUSP (HC-FMUSP) e Residência em Administração em Saúde no Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE). Fanático por novos aprendizados, empreendedorismo e administração.