Carregando

O que é Imunologia? Conheça a especialidade médica

Durante a graduação ou ao término do curso de Medicina, os alunos precisam pensar nas áreas que desejam seguir. Com uma gama variada de especializações, eles se deparam com oportunidades de residência e atuação em campos como a Alergologia e a Imunologia. Você sabe do que se trata essa especialidade?

Ambas andam lado a lado. Apesar de serem distintas, complementam-se formando uma única área de trabalho. Assim, quem opta por se tornar um médico imunologista também será alergista. 

A seguir, descubra o que é Imunologia, incluindo os campos de atuação e os caminhos para se tornar um especialista após a graduação. Assim, você compreende tudo sobre essa área tão importante para a Medicina e se prepara para construir sua carreira nela. 

O que é Imunologia?

Para compreender o termo, saiba o que é sistema imunológico. Ele é o conjunto de células que se encarregam de proteger o organismo contra vírus e bactérias. As estruturas presentes nele produzem anticorpos, combatem patógenos, destroem o vírus e promovem a resposta celular que mantém a proteção contínua no corpo. 

Esse sistema possui uma resposta diferente para cada tipo de vírus e bactéria. As vacinas injetadas ao longo da vida ajudam na capacidade de memória da célula. Uma vez que a vacina está no corpo, protege contra a reinfecção ao lembrar da defesa feita no primeiro contágio. 

Apesar de terem a função de proteger o corpo, alguns dos componentes podem ficar em déficit e não realizar essa defesa. Isso pode causar agressão ao próprio organismo, gerando doenças autoimunes, imunodeficiências, síndromes autoinflamatórias e doenças alérgicas. 

Devido a essa complexidade, a Imunologia é a área médica que estuda o sistema, buscando entender os processos de defesa do corpo. O médico imunologista faz os diagnósticos e recomenda tratamentos adequados para cada doença. 

Imunologia X Alergologia

Conforme informamos, as duas áreas trabalham juntas. A Imunologia é o campo macro, pois estuda o sistema imunológico, que pode não proteger o corpo por completo e gerar doenças, como a alergia. 

Diferentemente da Imunologia, que é mais ampla, a Alergologia diagnostica e trata apenas as enfermidades alérgicas. O médico alergista realiza testes para identificar os alérgenos e obter tratamentos mais precisos para os pacientes.

Áreas de atuação da Imunologia

Assim como a maioria das áreas médicas, a imunologia possui subespecialidades. Cada uma é focada no estudo de uma parte das imunodeficiências. Confira mais detalhes abaixo.

Imunologia clínica

A Imunologia clínica é o campo geral para diagnosticar e tratar as doenças que afetam o sistema imunológico em diversas idades. Algumas delas são lúpus, vitiligo, hepatite autoimune e psoríase. 

Imunologia evolutiva

Esta subespecialidade estuda as mudanças e as transformações do sistema imunológico durante a evolução dos seres humanos. Com as pesquisas, o médico entende a capacidade adaptativa do organismo e como ele foi alterado.

Imunologia do desenvolvimento

Ainda no campo de estudo, ela busca entender como o organismo reage aos vírus e às bactérias, além de quais são os fatores que fazem a reação variar (idade e aspectos hereditários). 

Imunoterapia

Como o próprio nome indica, a especialidade trata as doenças pela ativação do próprio sistema imunológico do paciente. Para potencializar e recuperar a capacidade de reconhecimento e tratamento do sistema, as células são alteradas em laboratório e injetadas no organismo novamente.  

Imunogenética

Este ramo faz parte da biologia molecular e estuda os aspectos genéticos de anticorpos no sistema imunológico. Com os exames realizados para análise, é possível traçar interações entre herança e imunidade de cada pessoa.

Imunoparasitologia

A Imunoparasitologia tem como objetivo entender o funcionamento das células de defesa contra infestações parasitárias, feitas por helmintos e protozoários. As análises verificam a interação dos parasitas com as vacinas de cada doença correspondente. 

Residência médica em Imunologia

A graduação apresenta o panorama geral dos grandes campos da Medicina, mas para aprofundar o conhecimento e ser considerado um médico especialista, é necessário complementar os estudos com os programas de residência.

Para iniciar a especialização em Imunologia, é preciso ser aprovado nos concursos. Por ser uma especialidade com pré-requisito, é necessário já ter concluído os três anos de residência em clínica médica previamente para realizar as provas. 

Os modelos de prova são diferentes para cada instituição. Entretanto, a avaliação é voltada para conhecimentos teóricos e práticos. No geral, são duas etapas de questões múltipla-escolha. Também pode haver uma fase de entrevista e análise curricular. Por isso, leia atentamente o edital para estar preparado. 

Essa residência tem duração de dois anos e proporciona momentos práticos aos estudantes. Eles são supervisionados em atividades de rotina em ambulatórios, consultórios, enfermarias e plantões em unidades de pronto atendimento. Após a conclusão, o médico será um especialista e poderá fazer a prova de títulos da área.

Melhore seu desempenho nas provas de residência!

Construir a carreira médica em imunologia é um processo longo e cheio de desafios. Com a nossa ajuda, você não estará sozinho! Prepare-se para cada etapa rumo ao sucesso com nossos cursos para residência. A nossa metodologia padrão-ouro proporciona um estudo completo e fundamental para maior chance de aprovação.

Aproveite sua visita para conferir mais conteúdos e ficar sem dúvidas sobre as fases necessárias da especialização. Aqui, você fica sabendo sobre a prova de títulos exigida para os médicos que desejam ser chamados de angiologistas e alergistas. Confira!

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
JoanaRezende

Joana Rezende

Carioca da gema, nasceu em 93 e formou-se Pediatra pela UFRJ em 2019. No mesmo ano, prestou novo concurso de Residência Médica e foi aprovada em Neurologia no HCFMUSP, porém, não ingressou. Acredita firmemente que a vida não tem só um caminho certo e, por isso, desde então trabalha com suas duas grandes paixões: o ensino e a medicina.