Carregando

Quanto ganha um cirurgião de mão no Brasil? Confira!

Fala, galera! O assunto de hoje interessa a muita gente: quanto ganha um cirurgião de mão no Brasil? Quem pensa em ser um especialista dessa área precisa se aprofundar nesse assunto. Afinal, será uma forma de entender o mercado de trabalho e se planejar em relação ao futuro.

Além disso, vale a pena saber o que fazer para aumentar os ganhos na medida em que se ganha experiência, não é mesmo? Por mais que a paixão pela profissão faça toda a diferença em seu trabalho, nada como um estímulo financeiro para garantir estabilidade depois de tantos anos de estudos.

Então, vamos lá? Neste artigo, você confere um pouco mais sobre o assunto e tem acesso a alguns detalhes importantes para estimar suas futuras pretensões salariais. Confira!

Quanto ganha um cirurgião de mão no Brasil?
Quanto ganha um cirurgião de mão no Brasil?

Afinal, quanto ganha um cirurgião de mão no Brasil?

Bom, para saber quanto ganha um cirurgião de mão no Brasil, basta uma rápida pesquisa. Segundo o Guia da Carreira, o piso salarial dos cirurgiões é de três salários-mínimos para uma jornada de 20 horas semanais.

O salário médio para esse profissional é de R$ 7.114,00 para a mesma jornada. Entretanto, alguns reajustes foram realizados para essa categoria recentemente. Sendo assim, o valor total de ganhos pode chegar a R$ 11.675,00.

O cirurgião da mão, para conseguir aumentar seu salário, deve focar na formação continuada. Ao se dedicar a novas especializações, cursos sobre novas tecnologias e procedimentos e participação em eventos da área, conseguirá ampliar significativamente seus conhecimentos e aptidões.

Tudo isso contribui bastante para seu currículo e carreira. Até porque, a experiência não diz respeito somente a anos de atuação, certo? O que você faz em paralelo ao longo desse tempo também faz toda a diferença.

Inclusive, a Cirurgia Geral, pré-requisito para essa Cirurgia da Mão, é a terceira especialização mais procurada em todo o Brasil, sabia? Isso se dá pelo fato de ser uma das mais bem remuneradas na Medicina, que fica atrás somente da Pediatria e da Ginecologia e Obstetrícia.

A Cirurgia da Mão, como tem pouca procura, torna-se ideal para quem quer se destacar na profissão e investir em uma subespecialidade cirúrgica de alta complexidade. Ou seja, quem escolhe esse caminho tem chances de se dar muito bem financeiramente. O segredo é não parar de se aperfeiçoar!

Quais são os setores que mais contratam cirurgiões de mão?

Agora que você já sabe quanto ganha um cirurgião de mão no Brasil, é hora de entender um pouco mais do cenário do mercado de trabalho para esse profissional. Primeiro, é importante mencionar que o número de especialistas do Brasil não chega a 1000.

Ou seja, poucos hospitais da rede pública contam com esse profissional. Há uma grande demanda pelo perfil, o que abre muitas possibilidades de trabalho para quem quer atuar na área.

A região Norte é a que abriga o menor número de cirurgiões de mão: apenas 3,4%. Portanto, muito embora as regiões Sudeste e Sul estejam entre as mais atraentes para trabalhar, começar a carreira em uma região menos visada garante a chance de se estabelecer profissional e financeiramente primeiro.

Para completar, o cirurgião de mão também pode atuar na rede particular de saúde. E, ainda, estender seu trabalho para setores de serviços sociais, ensino, e pesquisa e desenvolvimento.

Sua atuação pode ser individual ou multidisciplinar. As cirurgias podem ser demoradas e muito delicadas, o que exige que o cirurgião tenha uma carga horária pesada. Então, para conciliar atividades, é muito importante avaliar a rotina e descobrir quais delas realmente são interessantes de se manter em paralelo e aumentar os ganhos.

A residência médica em Cirurgia de Mão

Como todas as especialidades cirúrgicas, a residência médica em Cirurgia de Mão exige pré-requisito em Cirurgia Geral, Ortopedia e Traumatologia ou Cirurgia Plástica, que têm a duração de dois anos. Em seguida, é preciso cursar mais dois anos na própria especialidade.

No primeiro ano, o residente se dedica a atividades mais básicas da área. Fica em ambulatórios, acompanha operações de pequena e média complexidade e monitora a recuperação dos pacientes.

Além disso, passa algum tempo em centros de urgência, laboratórios de artroscopia e microcirurgia, espaços de esterilização e salas de recuperação pós-anestésica. Começa a atuar em equipes multidisciplinares nos ambulatórios e atua na realização de exames eletrofisiológicos.

No segundo ano, depois de muito treinamento prático, começa a realizar procedimentos que no começo são simples, mas avançam em complexidade conforme seu desempenho. Todo o processo é acompanhado de perto por professores e tutores de grande experiência.

Além da ala de cirurgia da mão, o residente também passa por laboratórios de anatomia, atividades de reabilitação, unidade de queimados, e enfermaria. Além disso, há uma carga horária reservada para os plantões. E também para as atividades teóricas e científicas, que são de extrema importância para a especialidade.

Afinal, é por meio delas que o aluno tem a oportunidade de discutir casos, se aprofundar em determinados procedimentos e realizar pesquisas que vão ajudar a alcançar o título de especialista. Cada uma dessas etapas é importantíssima para que o profissional descubra no que mais gosta de atuar e consiga se dedicar com foco total a isso.

Lembre-se ainda de que, na residência médica, o residente conta com uma bolsa. Em algumas instituições, tem direito a vale-alimentação e outros benefícios. Sendo assim, é uma ótima oportunidade de aprender a administrar as finanças e planejar melhor como alcançar o salário que deseja no futuro.

Pronto, agora você já sabe quanto ganha um cirurgião de mão

E aí, gostou de saber mais sobre quanto ganha um cirurgião de mão? Essas informações são indispensáveis para que você descubra mais sobre as possibilidades de trabalho e entenda o que fazer para crescer e se desenvolver na construção de sua carreira.

Pra finalizar este texto, que tal só investir em um bom curso de R3 para turbinar sua preparação? Inscreva-se no Extensivo R3 de Clínica Médica para estudar com os melhores e ter acesso a materiais de qualidade ímpar que vão te ajudar a ter resultados incríveis nas provas!

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
JoanaRezende

Joana Rezende

Carioca da gema, nasceu em 93 e formou-se Pediatra pela UFRJ em 2019. No mesmo ano, prestou novo concurso de Residência Médica e foi aprovada em Neurologia no HCFMUSP, porém, não ingressou. Acredita firmemente que a vida não tem só um caminho certo e, por isso, desde então trabalha com suas duas grandes paixões: o ensino e a medicina.