Carregando

Quanto ganha um reumatologista no Brasil? Confira!

A Reumatologia é uma especialidade bastante complexa. Ela se dedica a cuidar das doenças reumáticas, ou seja, aquelas que atingem articulações, ossos, ligamentos, tendões e músculos. Além disso, podem ocorrer de forma simultânea. Com todas essas questões em jogo, você já parou para pensar sobre quanto ganha um reumatologista no Brasil?

O trabalho desse especialista depende de um conhecimento bastante aprofundado para diagnosticar e tratar pacientes de maneira correta. A demanda pelo profissional é alta, então a rotina costuma ser igualmente intensa.

O salário é uma informação importante para se levar em conta caso você deseje atuar nessa área da Medicina e queira direcionar melhor a sua carreira. Mas não se preocupe, que a gente traz um pouco mais sobre esse assunto a seguir!

Saiba quanto ganha um reumatologista no Brasil
Saiba quanto ganha um reumatologista no Brasil

Afinal, quanto ganha um reumatologista no Brasil?

Em uma pesquisa para avaliar quanto ganha um reumatologista no Brasil, o site Salario.com.br reuniu dados oficiais do Novo CAGED e os valores recebidos por profissionais de março de 2021 a fevereiro de 2022. Sendo assim, a faixa salarial definida para esse profissional é de R$ 4.116,62.

No entanto, é importante considerar que o piso salarial para regime CLT no país é de R$ 4.904,08, mas o teto salarial da especialidade chega a R$ 11.172,60. E um profissional que soma formação continuada e anos de experiência no currículo, pode ganhar muito além disso, é claro!

Outro ponto que influencia bastante no salário do reumatologista é a região em que ele atua. Em São Paulo, capital, por exemplo, seus ganhos podem ser de aproximadamente R$ 4.524,45. Mas no Rio de Janeiro, também capital, o valor aumenta para R$ 5.447,71. Enquanto em Recife, capital pernambucana, se mantém na média de R$ 4.428,00.

O porte do hospital em que o médico atua também pode ser incluído nas estatísticas. Aqueles de grande porte costumam pagar em torno de R$ 6.355,23 para um especialista sênior, enquanto os menores ficam na casa dos R$ 4.870,33 para o mesmo profissional.

Esses cálculos dizem respeito a uma jornada de trabalho de 18 horas semanais. Mas é claro que, na medida em que a carga horária se intensifica, ou de acordo com a quantidade de locais em que o reumatologista trabalha, os valores também tendem a aumentar.

Quais são os setores que mais contratam reumatologistas?

Para saber quanto ganha um reumatologista, é interessante olhar também para os setores que mais contratam o especialista. O primeiro da lista é o setor de atividades de atendimento hospitalar, como não poderia ser diferente.

A média salarial aí fica na média de R$ 6.858,16. Para a atividade médica ambulatorial com recursos para realização de exames complementares, o salário cai um pouco, na faixa de R$ 4.363,39 por mês, em uma jornada de 24 horas semanais.

As atividades e atenção à saúde humana pagam cerca de R$ 2.559,81 mensais, enquanto o trabalho de atendimento em pronto-socorro e unidades hospitalares para atendimento a urgências eleva os ganhos para R$ 3.733,05. Enfim, são várias possibilidades de atuação, pelo menos para começar e ampliar o salário ao longo do tempo.

Lembre-se, ainda, que o reumatologista pode trabalhar na rede pública, em esferas municipais ou estaduais, ou na rede particular. As duas oferecem boas oportunidades no mercado de trabalho, desde que o médico continue a se dedicar ao aperfeiçoamento na profissão.

Muita gente, inclusive, divide sua jornada de trabalho entre as duas redes. É uma prática comum para aumentar os ganhos e também para ganhar mais experiência, além de lidar com casos e complexidades bem diferentes.

A residência médica em Reumatologista

O programa de residência médica em Reumatologia tem a duração de 2 anos. Porém, como é uma subespecialidade clínica, é preciso cursar antes outros 2 anos em Clínica Médica anteriormente.

A carga horária usual da especialidade é de 60 horas semanais. Na maioria das instituições, ela se distribui da seguinte maneira: 50% das atividades práticas são executadas em ambulatórios, enquanto os outros 50%, em unidades de internação e interconsulta, Medicina Física e Reabilitação.

O residente ainda pode se dedicar a estágios complementares em áreas próximas, como a Ortopedia e a Reumatologia Pediátrica. Além de passar algum tempo em laboratório. Há também um período destinado para atividades teóricas, como aulas, pesquisas e discussões de caso.

Um bom programa oferece ainda experiência e aprendizado em controle de dor, fisiatria, Medicina do Esporte, procedimentos invasivos e exames de ultrassom. Como é uma especialidade em constante evolução, é essencial que o residente ainda esteja por dentro das novidades tecnológicas que permitam uma atuação cada vez mais humanizada e eficiente.

Por fim, vale lembrar que todas as atividades são devidamente supervisionadas por tutores e preceptores. Na medida em que o residente se desenvolve, passa a tomar frente nos diagnósticos e tratamentos, e se forma, enfim, como um médico experiente e de sucesso.

Por fim, aqui vai uma curiosidade, que quem inicia na vida médica talvez não saiba. Há quem confunda Reumatologia e Ortopedia. Entretanto, o reumatologista cuida somente da parte clínica, e pode atuar junto ao ortopedista, que se torna responsável pela parte cirúrgica.

É por isso que a Ortopedia está entre os estágios opcionais de residentes da Reumatologia. O trabalho multidisciplinar entre as duas especialidades é muito comum, e o reumatologista com experiência e entendimento em Ortopedia sai na frente no mercado de trabalho.

Pronto, agora você já sabe quanto ganha um reumatologista

Com essas informações, você consegue saber aproximadamente quanto ganha um reumatologista no Brasil. Mesmo que você goste bastante da área e pense nela com carinho como sua futura especialidade, levar o salário em conta é essencial para planejar sua carreira e apostar nas melhores oportunidades de trabalho.

Mas para chegar tão longe nessa jornada profissional, é muito importante se preparar e dar o seu melhor nas provas de residência médica. Precisa de apoio para se organizar e conquistar finalmente a vaga dos seus sonhos?

Não se preocupe, a Medway está aqui para ajudar! Venha para nosso Extensivo R3 de Clínica Médica e aproveite para conferir os materiais exclusivos da Academia Medway, que serão essenciais para um bom resultado. Bora pra cima!

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
DjonMachado

Djon Machado

Catarinense e médico desde 2015, Djon é formado pela UFSC, fez residência em Clínica Médica na Unicamp e faz parte do time de Medicina Preventiva da Medway. É fissurado por didática e pela criação de novas formas de enxergar a medicina.