Carregando

Questões de prova multimídia da Unifesp: saiba mais

Saiba mais sobre as questões de prova multimídia da Unifesp
Saiba mais sobre as questões de prova multimídia da Unifesp

Fala, galera! As provas práticas de residência médica estão na área. Quem aí está preparado? Hoje a gente vai contar um pouco mais sobre as questões de prova multimídia da Unifesp. Esse formato veio mesmo para ficar, e essa instituição não fica de fora da tendência.

Mas não tem muito segredo. Você passa por análises de caso, da mesma forma que em uma prova prática. O que você tem que saber é como responder e quais são as exigências da instituição para pontuar bem. Afinal, isso faz toda a diferença na sua classificação, certo?

Bora lá?

A segunda fase da Unifesp

Saber sobre as questões de prova multimídia da Unifesp é importante, mas dar uma repassada no edital, também. Assim, é possível entender melhor sobre o que essa etapa exige de você e relembrar as datas para as quais você deve estar afiado no conteúdo.

A segunda fase do processo seletivo da instituição começa com a prova multimídia. Ela foi realizada no dia 9 de janeiro de 2022, um domingo, com início às 7h da manhã. Todos os inscritos tiveram que se deslocar até o local de prova fornecido na página do candidato para a realização do exame. 

Outra coisa importante: no edital constou que, no dia da prova, os candidatos precisavam estar disponíveis das 7h às 21h. Lembre-se também de que essa prova tem peso 4 na nota final, então foi preciso mandar bem para um bom resultado. O gabarito foi divulgado no mesmo dia, assim que as provas foram oficialmente encerradas.

Por fim, depois de receber a aprovação da prova, você terá que encarar uma entrevista com análise curricular. O local ainda será divulgado, mas a data marcada é de 17 de janeiro a 21 de janeiro. Cada especialidade tem orientações específicas para o envio de documentos, então confira no edital exatamente o que é pedido para você. E não deixe de treinar a oratória para arrasar na arguição com a banca.

Os resultados parciais dessa segunda fase serão divulgados no dia 25 de janeiro, mas aí você terá que segurar a ansiedade. Para saber oficialmente se você será um residente da Unifesp, precisará esperar até dia 4 de fevereiro de 2022, quando também sai a convocação para a matrícula.

O que foi visto na prova de segunda fase da Unifesp

Em qualquer prova multimídia, você tem acesso a um computador, que é separado por baias para evitar contato com outros candidatos. As questões são baseadas em vídeos e/ou em imagens estáticas de exames, cirurgias e atendimentos. Depois, aparecem as perguntas objetivas que todo candidato deve responder.

A partir disso, o que foi visto nas questões de prova multimídia da Unifesp? Bom, essa modalidade não é exatamente uma novidade na instituição. Ela já foi aplicada várias vezes em edições passadas do processo de residência, e você pode consultá-las para ter uma ideia da estrutura e dos enunciados que ela cobra.

Pelo edital, soubemos que, para esse ano, a prova foi informatizada e envolveu conteúdo das cinco grandes áreas da Medicina

Em geral, foram 50 questões, sendo 10 questões para cada uma das cinco grandes áreas, naquele estilo que não dão muita margem para dúvida. Ou você sabe, ou não sabe, então não deve demorar muito para responder. No computador, havia um cronômetro, para que os inscritos acompanhassem o tempo gasto para ler, interpretar e responder.

A prova multimídia também exigiu conhecimento mais genérico. Tudo isso porque, nesse tipo de exame, os problemas mostrados costumam ser comuns na prática médica, então não foi necessário se preocupar tanto com situações de alta complexidade. Entretanto, não deu pra relaxar na hora das respostas, porque o peso da prova é alto e fará toda a diferença na média dos participantes.

Quer saber mais sobre a prova multimídia da Unifesp? No nosso podcast Projeto R1 SP, nossos entrevistados dão várias dicas para tornar esse momento mais tranquilo e garantir uma nota alta.

O Matheus Vasconcelos, por exemplo, conquistou o primeiro lugar no R1 de Neurocirurgia na Santa Casa. Ele ressalta que o que contribuiu para esse resultado, foi o estudo por questões: “Comecei a fazer muito mais questão. Questão, questão, questão… fazia muitas, chegava a fazer 150, 200 questões por dia. Tinham dias em que eu fazia menos, mas eu já assistia algumas aulas que eu tinha certa dificuldade em alguns assuntos. Eu mudei totalmente o meu planejamento, mas mudei principalmente meu mindset”.

Sobre as questões de prova multimídia da Unifesp, é isso!

Como você viu, as questões de prova multimídia têm a mesma proposta de uma prova prática comum, mas seu formato é um pouco diferente. Portanto, para tirar de letra essa fase rumo à residência na Unifesp, é muito importante se preparar do jeito certo.

E, para isso, vale a pena conferir o que a gente oferece no CRMedway! Por lá você encontra um monte de aulas específicas sobre a prova prática e a prova multimídia, então aproveite para se aperfeiçoar e garantir uma boa classificação. Esperamos por você!

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
MarcosMarangoni Junior

Marcos Marangoni Junior

Paulistano nato, criado nas ruas do Ipiranga, médico ginecologista e obstetra formado na UNICAMP, mestrando em Saúde Reprodutiva pela UNICAMP, e professor da Gineco-Obstetrícia da Medway. Só nasce grande filhote de monstro.