Carregando

Residência médica na USCS – Universidade Municipal de São Caetano do Sul pelo SUS-SP

Se você tem vontade de fazer residência médica na USCS, a Universidade Municipal de São Caetano do Sul, precisa saber tudo sobre a instituição e o processo seletivo do SUS-SP! Essa é uma universidade que tem se destacado cada vez mais no estado, principalmente na área de Medicina.

Seu programa de residência encaminha médicos para vários hospitais associados, e permite uma excelente experiência profissional. Portanto, vale a pena saber mais a respeito de sua proposta e dos detalhes e vagas disponíveis para se preparar bem.

A seguir, a gente te conta tudo o que você precisa saber a respeito da USCS, da residência médica e dos desafios que te esperam para tirar a prova de letra. Continue a leitura!

História

Antes de falar sobre a residência médica na USCS, vale a pena conhecer um pouco de sua história, que começou em 1968. Nessa época, ela ainda era chamada de Faculdade Municipal de Ciências Econômicas, Políticas e Sociais e contava somente com os dois cursos de graduação de seu nome.

Mais tarde, em 1970, ela foi batizada como Instituto Municipal de Ensino Superior de São Caetano do Sul, o IMES. Somente na década de 2000 é que se transformou oficialmente em centro universitário e começou a ser chamada de USCS, ou Universidade Municipal de São Caetano do Sul.

Nessa época, a instituição já contava com mais de 5 mil alunos e 10 cursos de graduação. Mas um de seus grandes marcos aconteceu em 2014, com a inauguração do curso de Medicina. Com essa expansão, mais um campus foi criado para abrigar os alunos com mais conforto e infraestrutura adequada.

Em 2017, a universidade passou a contar com uma série de cursos de pós-graduação, especializações e MBAs. Assim, outra unidade foi inaugurada, já que a demanda e o número de alunos cresceram ainda mais.

E mais uma curiosidade: a USCS tem um papel importante para a pandemia da Covid-19. Isso porque é um dos 12 centros responsáveis por testar a vacina CoronaVac, fabricada pela farmacêutica Sinovac BioNTech em parceria com o Instituto Butantan.

Além disso, desenvolveu o projeto Disque Coronavírus, que teve a participação direta de estudantes do curso de Medicina e foi realizado em parceria com a prefeitura do município. O projeto, inclusive, ganhou prêmios de reconhecimento.

Números e estrutura

Nesses mais de 50 anos de existência, a USCS já formou mais de 30 mil pessoas. Hoje, ela conta com 7 campi, salas de aula bem equipadas, laboratórios, biblioteca, espaços de estudo e muito mais.

A grande novidade, agora, é que a prefeitura de São Caetano firmou uma nova parceria com a universidade para transformar o Hospital São Caetano em equipamento universitário. Isso significa que tanto os residentes quanto os alunos de graduação poderão participar de atividades nesse centro hospitalar.

Uma das propostas, inclusive, é que o hospital volte a funcionar 24 horas e atenda tanto pacientes do SUS quanto de convênios particulares. Por lá serão desenvolvidas também atividades de pesquisa, técnico-científicas, estágios e internatos.

Tudo isso pelos próximos 20 anos! Algumas adaptações estão sendo feitas no prédio, para que a infraestrutura fique ainda melhor e tenha condições de receber mais pacientes, além da equipe médica que ficará maior.

Residência médica na USCS

Mas e então, o que espera você na residência médica na USCS? Bem, essa é uma modalidade ainda bastante recente na universidade, então as especialidades disponíveis ainda estão surgindo na medida em que os programas se desenvolvem.

No entanto, quem deseja cursar uma das áreas básicas da Medicina pode comemorar! Confira a lista com a duração dos programas de residência médica e a quantidade de vagas aqui embaixo e não se esqueça de que a USCS tem sido bastante visada por candidatos devido à sua expansão, então a disputa pode ser acirrada:

  • Clínica Médica (2 anos): 2 vagas
  • Cirurgia Geral (3 anos): 2 vagas
  • Pediatria (3 anos): 2 vagas
  • Obstetrícia e Ginecologia (3 anos): 2 vagas
  • Medicina da Família e Comunidade (2 anos): 4 vagas
  • Psiquiatria (3 anos): 2 vagas

E então, qual dessas especialidades chama mais a sua atenção? Pode começar a se preparar, porque o processo seletivo pelo SUS-SP é um pouco puxado. Porém, para quem ficar esperto, trata-se de um ótimo meio de entrada na residência médica dessa e de outras instituições.

Residência médica na USCS: o processo seletivo do SUS-SP

E o processo seletivo do SUS-SP, você sabe como é? Ele tem algumas particularidades se comparado à grande maioria dos processos de outras universidades. No entanto, é bem fácil compreender esses detalhes.

De cara, a gente já pode adiantar: leia o edital com bastante atenção. Algumas informações, como o local em que você vai fazer a prova, são divulgadas somente alguns dias antes, então é essencial ficar de olho nas retificações. No mais, a gente te conta agora outras coisas que valem a pena saber sobre a prova!

Como é a prova

Nada de prova prática ou análise curricular. A seleção para a residência médica do SUS-SP tem apenas uma etapa, que consiste em uma prova com 100 questões de múltipla escolha. Em geral, ela é uma das últimas a acontecer, de acordo com o calendário de provas de residência.

Residência médica na USCS: saiba mais
Saiba mais sobre a prova do SUS-SP

Ou seja, ela fica mesmo lá para dezembro. Normalmente, ela acontece em uma manhã de domingo, então você tem o sábado para descansar e se preparar psicologicamente para enfrentar esse desafio.

Outra coisa importante: é bom não se esquecer de conferir o local de prova para ver o trajeto e o trânsito no dia. Não dá para se atrasar para um compromisso tão importante, certo?

A duração da prova é de 4 horas, mas os candidatos precisam ficar lá pelo tempo mínimo de 3 horas. E, apesar de ser um processo seletivo mais curto e simplificado, não pense que a prova é moleza não, viu?

Pelo contrário, o nível de cobrança é bem alto. As questões são consideradas bastante objetivas e diretas. Aí, o candidato não tem muita margem para a dúvida, mas é preciso saber várias coisas de cabeça para se dar bem.

Por outro lado, é uma prova um tanto quanto previsível. Então, se você estudar por questões de edições passadas, saberá mais ou menos a recorrência de temas e a estrutura de enunciados, o que garante uma boa vantagem na hora de fazer a prova deste ano.

Concorrência por especialidade em 2021

A concorrência do SUS-SP é bem acirrada, como não poderia ser diferente. Afinal, são mais de 50 instituições participantes, todas de referência e qualidade, como é o caso da USCS.

Em um resuminho básico, na última prova a especialidade mais concorrida foi a Neurocirurgia, com 40,7 candidatos por vaga. A Otorrinolaringologia também se destacou, com 23,6 candidatos por vaga.

No ranking, a gente vê também a Oftalmologia, com 21,4 candidatos por vaga e a Neurologia, com 20,4 candidatos por vaga. Mas a especialidade que mais cresceu e surpreendeu foi a Dermatologia, com 29 candidatos por vaga.

No finalzinho da lista, a gente vê a Medicina Nuclear, com 1,6 candidatos por vaga, sendo que antes dela ainda tem a Radiologia, com 2,4 candidatos por vaga e a Patologia, com 5,2. Deu para ter uma boa ideia de como anda a competitividade, então procure saber mais sobre a especialidade que você deseja e a procura por ela para se preparar melhor.

Leilão de vagas do SUS

Para escolher a instituição na qual você fará residência pelo SUS-SP, será preciso participar do leilão de vagas de residência médica do SUS-SP. O esquema é bem simples: quanto maior a sua nota, mais opções você terá, sendo que a escolha também depende da ordem de classificação de cada especialidade.

Um tempinho antes do leilão, os candidatos têm acesso a uma nota de corte para cada especialidade. Quem está acima dessa nota automaticamente já está dentro do leilão. Então, mais uma vez para não esquecer: os mais bem colocados dentro de uma especialidade é que escolhem primeiro, certo?

Sendo assim, o próprio candidato, com base em sua nota e no número de vagas disponível para seu programa, decide se vale a pena ou não entrar no leilão. No WhatsApp e no Telegram é possível encontrar alguns grupos que vão construindo, informalmente, rankings, para ter uma ideia de como a lista anda.

Entretanto, não há muito com o que se preocupar, porque na época em que os resultados do SUS-SP saem, muitos outros resultados já foram divulgados. Então uma parte dos candidatos já estará matriculada em outras instituições, o que indica que a lista dos candidatos restantes pode rodar bastante e aumentar as chances de cada um. O leilão acontece presencialmente, mas em 2022 será online. 

Sobre a residência médica na USCS, é isso!

E então, curtiu saber um pouco mais sobre como entrar na residência médica na USCS? Com essas informações em mãos, fica mais fácil focar no que importa e se preparar bem para entrar nessa instituição incrível pelo SUS-SP.

Mas as dicas não acabam por aí! Aproveite e acesse também o Guia Estatístico do SUS-SP e o Guia Definitivo do SUS-SP, entre outros materiais da Academia Medway para descobrir mais sobre o que te espera neste processo seletivo.

Para dar um gás nos estudos, conte também com nossos cursos Extensivos. São três modalidades para atender a sua necessidade específica, então saiba mais sobre eles e escolha o que é melhor para você!

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
DjonMachado

Djon Machado

Catarinense e médico desde 2015, Djon é formado pela UFSC, fez residência em Clínica Médica na Unicamp e faz parte do time de Medicina Preventiva da Medway. É fissurado por didática e pela criação de novas formas de enxergar a medicina.