Carregando

Residência médica no HCRP (Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto): história, números e estrutura

É chegada a hora de você saber tudo sobre a residência médica no HCRP (Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto) pra poder realizar o seu sonho de estudar nesta que é uma das melhores universidades públicas do país: a USP (Universidade de São Paulo), no campus de Ribeirão Preto. Mas antes de falar do Hospital e da residência, vamos começar entendendo a cidade e a USP de Ribeirão! Depois, vamos conversar sobre a Faculdade de Medicina de lá e, aí sim, mergulhar no complexo hospitalar e na residência. Bora?!

A cidade de Ribeirão Preto 

Pra iniciar essa nossa conversa, vamos conhecer um pouquinho de Ribeirão Preto: é uma cidade charmosa, localizada a aproximadamente a 320 km de São Paulo, com cerca de 700 mil habitantes. É famosa por suas cervejarias e pelo clima quente e ensolarado quase que durante todo o ano. É nesse cenário que você vai cursar sua residência médica no HCRP. Curtiu? Vai gostar ainda mais quando souber como é o HCRP (Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto)! Vem aqui que eu te conto! 

A USP-RP

Olha só, Ribeirão Preto vem, desde a década de 1940, abrigando uma das 7 unidades da Universidade de São Paulo (USP) no interior do estado. E a USP de Ribeirão, como é chamada por seus alunos, é o segundo maior campus da Universidade e conta com uma infraestrutura invejável: a instituição abarca diversas agências bancárias e variados comércios, a coordenadoria dos cursos, várias centrais de tratamento odontológico, algumas bibliotecas, o Museu do Café, as moradias estudantis, os RUs (restaurantes universitários), além do Hemocentro e do Hospital das Clínicas.

A Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto

Na Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP),68 anos, mais ou menos 100 alunos se formam na graduação por ano e ainda há mais 850 estudantes ativos nos programas de residência médica. A Faculdade também oferece treinamento para profissionais ligados à assistência médico-hospitalar e, ao longo de toda a sua história, já formou mais de cinco mil profissionais médicos e especialistas em diversas áreas. É lá que você também vai poder aprender muito durante a sua residência médica no HCRP.

As salas são equipadas com modernos equipamentos didáticos, amplos laboratórios de anatomia, microscopia, bioquímica, patologia, de habilidades e de técnicas cirúrgicas. A faculdade de Medicina da USP-RP é constituída por 14 departamentos e pelo Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto, e conta ainda com o apoio de dois Centros de Saúde Escola, Hemocentro, Centro de Medicina Legal, Centro de Atenção Primária à Saúde da Família, cinco Núcleos de Saúde da Família e Maternidade Mater

Aí que a coisa fica interessante: não pense que o aprendizado e o treinamento para aqueles que desejam cursar residência médica no HCRP vão ser desenvolvidos somente na sede do HCFMRP-USP e na sua Unidade de Emergência. Sabia que as atividades e os estágios dos médicos residentes também podem ocorrer nas entidades vinculadas ao complexo do HC? Isso mesmo! Os residentes têm a oportunidade de passar pelo Hospital Estadual de Ribeirão Preto, o Hospital Estadual de Américo Brasiliense e o Hospital de Serrana.

O HCRP (Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto)

História 

O Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (HCFMRP-USP) foi criado em 1956 e tem reconhecimento internacional não apenas pela qualidade dos serviços prestados, mas também pelas inúmeras inovações. Você sabia que foi lá que aconteceu o primeiro transplante de rim com doador cadáver realizado na América Latina, em 1968? Já em 1979, o hospital sofreu uma expressiva expansão, passando de 2.821 funções de trabalho para 5.278

Em 1992, o hospital realizou seu primeiro transplante de Medula Óssea, tornando-se a primeira instituição de saúde do interior do estado a fazer esse procedimento. Já em 1996, inaugurou o prédio da Unidade Especializada em Terapia de Doenças Infecciosas (UETDI), tornando-se referência do Ministério da Saúde para terapias para pacientes portadores de HIV. Esses são apenas alguns fatos que destacamos da vasta história do HCFMRP-USP, repleta de grandes feitos, expansões, inovações e prêmios. Para conferir todos os detalhes, você pode acessar o site do hospital

O complexo hospitalar 

Em volta do Hospital das Clínicas, foi criado um verdadeiro complexo de excelência no que diz respeito ao atendimento à saúde, em parceria com a Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto e a Faepa (Fundação de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Assistência). Ele é composto por unidades associadas que atendem com primazia e seguem à risca os preceitos de atenção integral à saúde recomendados pelo Sistema Único de Saúde (SUS), a partir dos parâmetros determinados pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

A residência médica no HCRP é um dos destaques do interior de São Paulo

Os atendimentos são realizados nos três níveis: no primário, com o complexo do HCFMRP, que conta com 10 núcleos de saúde da família, com o Centro Médico Social Comunitário de Cássia dos Coqueiros (CMSC), com o Centro Médico Social Comunitário de Vila Lobato (CMSC), com as Unidades de Saúde da Família Paulo Gomes Romero e Jamil Cury, com a UBS Ipiranga, além da gerência do Hospital de Serrana; no secundário, com o Hospital Estadual de Ribeirão Preto (HERP), com o Hospital Estadual Américo Brasiliense (HEAB) e sua AMA, com o Hospital Estadual de Serrana (HES), com o Mater, que é referência em saúde da mulher, com o Hemocentro, com o Centro de Saúde Escola (CSE) na rua Cuiabá, com o Centro Integrado de Reabilitação (CIR) e com o centro de reabilitação Lucy Montoro; e, no nível terciário, com o Hospital das Clínicas unidade campus, que conta com 674 leitos — é o maior hospital público do interior do Estado de São Paulo — e com a Unidade de Emergência (UE), que atende as urgências e emergências da região dentro do Sistema Único de Saúde (SUS) e conta com 204 leitos disponíveis. Já pensou que incrível fazer a residência médica no HCRP? 

Números e estrutura 

Para você ter ideia do tamanho do complexo do HC de Ribeirão Preto, olha isso: ele é referência para os mais de 90 municípios do interior do estado de São Paulo e para uma população de aproximadamente 4 milhões de pessoas. Vamos ver alguns números do HCFMRP-USP:

  • São mais de 179 mil metros quadrados de área construída;
  • Ao todo, possui 815 leitos, sendo 105 deles de UTI;
  • Possui 569 salas de atendimento/consultório, 36 salas cirúrgicas, 23 laboratórios, 68 salas de aula e 12 auditórios;
  • 5.962 servidores trabalham no complexo;
  • Diariamente, são realizados: cerca de 2500 consultas, 60 cirurgias, 90 internações, 6 mil exames laboratoriais, 2 mil exames especializados, 500 exames radiológicos e 220 transfusões de sangue;
  • Só no ano de 2019, mais de 730 mil consultas e procedimentos foram realizados.

É importante ressaltar que o hospital universitário também recebe alunos da graduação, pós-graduação, além dos médicos residentes e do desenvolvimento de pesquisas de alta qualidade.

A residência médica no HCRP

É bem provável que agora, depois de tudo o que te contamos, você fique curioso sobre como deve ser cursar residência médica no HCRP. Então, está na hora de saber o que você pode esperar desse programa! 

E o que é a residência médica? É uma modalidade de ensino de pós-graduação voltada principalmente para a realização de atividades práticas supervisionadas e orientadas por outros médicos – que são professores e preceptores. Lá na USP de Ribeirão Preto, a residência médica no HCRP tem, em média, 60 horas semanais das quais a maior parte é dedicada aos plantões, aos estágios e às reuniões com professores e preceptores nas quais casos reais são analisados e discutidos. 

Em algumas especialidades, no entanto, é comum que a carga horária ultrapasse esse número de horas semanais. E você sabia que, durante a residência, o médico recebe uma bolsa-auxílio ou bolsa de estudos para sua manutenção, além de outros benefícios? Em universidades públicas, como a USP-RP, por exemplo, há benefícios para quem cursa a residência médica no HCRP, como alimentação gratuita, descanso e conforto nos plantões. E outros também são garantidos por lei, tais como a licença maternidade e a licença paternidade, pelo menos uma folga semanal e 30 dias de repouso por ano, o que a gente pode comparar a uma espécie de “férias”. 

A USP-RP tem 21 programas de acesso direto e 54 que necessitam de pré-requisito ou são especialidades com anos adicionais e áreas de atuação. Vamos ver então como funciona isso na residência médica no HCRP?

Segundo o site oficial da instituição, os programas de residência médica no HCRP com acesso direto são: Anestesiologia, Cirurgia Cardiovascular, Clínica Médica, Dermatologia, Genética Médica, Infectologia, Medicina de Emergência, Medicina de Família e Comunidade, Medicina Física e Reabilitação, Neurocirurgia, Neurologia, Obstetrícia e Ginecologia, Oftalmologia, Ortopedia e Traumatologia, Otorrinolaringologia, Patologia, Pediatria, Programa de pré-requisito em área Cirúrgica Básica, Psiquiatria, Radiologia e Diagnóstico por Imagem e Radioterapia. 

Principais números da residência médica na USP-RP: 

75 programas de especialidades de residência médica.

850 residentes.

80% a 90% da carga horária ocupada por estágios práticos de treinamento em serviço. 

E aí, curtiu conhecer a fundo o HCRP?

E se agora você tem certeza de que é na USP de Ribeirão Preto que você quer fazer a sua residência médica, não pode deixar de conferir tudo o que precisa saber sobre o edital e as provas na USP-RP. Sabendo como é a residência médica no HCRP, você pode pensar em dar o pontapé nessa jornada que é a preparação para as provas de residência médica. E que tal começar a estudar do jeito certo agora mesmo?

Dá uma olhada na Academia Medway e comece a se preparar com nossos materiais gratuitos: guias estatísticos, ebooks, aulas grátis e muito mais! Recomendo muito que você confira o Guia Estatístico da USP-RP, nosso e-book que mostra os temas que mais caem nessa prova de acordo com cada grande área. Vem com a gente, vamos estudar juntos! Bora pra cima! 

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
JoanaRezende

Joana Rezende

Carioca da gema, nasceu em 93 e formou-se Pediatra pela UFRJ em 2019. No mesmo ano, prestou novo concurso de Residência Médica e foi aprovada em Neurologia no HCFMUSP, porém, não ingressou. Acredita firmemente que a vida não tem só um caminho certo e, por isso, desde então trabalha com suas duas grandes paixões: o ensino e a medicina.