Carregando

Residência na UFBA: saiba como ingressar na instituição

A especialização é uma fase extremamente importante para quem deseja atuar como médico profissional. Geralmente, os concursos públicos são bastante concorridos, exigindo muito esforço e dedicação por parte dos recém-formados em Medicina. Você conhece o concurso de residência na UFBA?

O programa de residência médica na UFBA é reconhecido como um dos mais importantes do estado da Bahia, no Nordeste do país. As três unidades hospitalares que fazem parte do programa oferecem vagas em diversas especialidades de Medicina.

Para você saber mais sobre o concurso, preparamos este conteúdo com os principais detalhes sobre o processo seletivo e as formas de se tornar um médico residente da instituição. Além disso, você confere todas as especialidades disponíveis.

O que é a UFBA?

A Universidade Federal da Bahia é uma das instituições de ensino superior com maior influência no estado. A Faculdade de Medicina da Bahia é uma das principais unidades de ensino da instituição e uma das escolas mais antigas de Medicina do país, fundada em 1808, no século XIX.

A faculdade é composta por um complexo formado por três unidades hospitalares: o Hospital Universitário Professor Edgard Santos (HUPES), o Ambulatório Professor Francisco Magalhães Neto (AMN) e o Centro Pediátrico Professora Hosannah de Oliveira (CPPHO). As três unidades oferecem oportunidades para diversas especialidades.

O complexo HUPES é administrado pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH), uma instituição pública vinculada ao Ministério da Educação (MEC).

O programa de residência na UFBA se consolidou como pioneiro em diversas áreas na região Nordeste do país, expandindo as oportunidades para a formação médica de uma série de graduados em Medicina. Continue a leitura para conhecer mais detalhes sobre o processo seletivo da instituição.

Residência médica na UFBA: como ingressar?

Para participar do processo seletivo do programa de residência na UFBA, é importante saber que as etapas são elaboradas pela Strix Educação, instituição responsável por diversos concursos públicos na Bahia. Nesse processo, é aplicada uma avaliação com questões que envolvem as cinco grandes áreas da Medicina.

Entretanto, a avaliação pode variar de acordo com cada uma das especialidades. Para as de acesso direto, a prova possui 25 questões, com 3 perguntas cada, em que o candidato deve redigir uma resposta de até duas linhas para cada uma delas. Para as com pré-requisitos, são 15 questões, utilizando o mesmo formato.

No edital do programa, é possível encontrar a relação de hospitais que oferecem vagas por meio do processo seletivo. Além disso, há a lista com as especialidades de acesso direto e as que exigem pré-requisitos disponíveis.

Especialidades de acesso direto

As especialidades de acesso direto podem ser cursadas logo após a graduação de Medicina. Normalmente, as opções correspondem às áreas básicas da Medicina. Confira a relação de especialidades oferecidas pelo concurso de residência na UFBA abaixo:

  • Anestesiologia;
  • Cirurgia Geral;
  • Clínica Médica;
  • Dermatologia;
  • Genética Médica;
  • Ginecologia e Obstetrícia;
  • Infectologia;
  • Medicina de Emergência;
  • Medicina de Família e Comunidade;
  • Medicina do Trabalho;
  • Medicina Intensiva;
  • Neurocirurgia;
  • Neurologia;
  • Oftalmologia;
  • Ortopedia e Traumatologia;
  • Otorrinolaringologia;
  • Patologia;
  • Pediatria;
  • Psiquiatria;
  • Radiologia e Diagnóstico por Imagem;
  • Radioterapia;

Especialidades com pré-requisitos

As especialidades com pré-requisitos exigem que o candidato possua uma formação prévia para estar apto para cursá-las. Sendo assim, geralmente, elas requerem a formação em uma das cinco grandes áreas. Confira as que estão disponíveis no processo seletivo abaixo:

  • Cancerologia Cirúrgica;
  • Cancerologia Clínica;
  • Cancerologia Pediátrica;
  • Cardiologia;
  • Cirurgia de Cabeça e Pescoço;
  • Cirurgia do Aparelho Digestivo;
  • Cirurgia Pediátrica;
  • Cirurgia Plástica;
  • Cirurgia Vascular;
  • Coloproctologia;
  • Endocrinologia e Metabologia;
  • Endoscopia;
  • Gastroenterologia;
  • Geriatria;
  • Hematologia e Hemoterapia;
  • Mastologia;
  • Nefrologia;
  • Nutrologia;
  • Pneumologia;
  • Urologia;

Calendário e resultados do processo seletivo

O edital do processo dispõe de todas as informações em relação ao cronograma com as datas de inscrição, a realização das provas e a divulgação dos recursos aplicados. Além disso, a instituição divulga as datas de liberação dos gabaritos e os resultados, com a lista de aprovação dos candidatos.

Preparação para provas de residência médica

Como citado anteriormente, os concursos públicos para residência médica são muito concorridos e exigem muita dedicação. Por isso, é importante saber que, para se preparar de forma ideal para essa etapa de profissionalização, você deve ter foco e conhecer todas as informações do programa desejado.

Uma maneira de auxiliar na preparação para as provas é utilizando alguns métodos eficazes de aprendizado, como o estudo por questões. Essa prática envolve a realização de questões mais comuns nas instituições em que você deseja ingressar como médico residente.

Dessa forma, você foca, principalmente, nos assuntos mais importantes. Esse método também é muito recomendado no momento de revisar os conteúdos antes das provas. Assim, é possível observar os pontos fortes e os que devem ser desenvolvidos durante a preparação.

Melhore seu desempenho com a nossa ajuda!

Gostou de conhecer sobre o concurso de residência na UFBA? Se você tem interesse em ingressar nesta ou em outra instituição e procura materiais para ajudar nessa etapa tão importante, conheça a Academia Medway. Assim, você tem acesso a diversos conteúdos gratuitos que vão impulsionar seu conhecimento!

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
Ana KarolineBittencourt Alves

Ana Karoline Bittencourt Alves

Catarinense nascida em 1995, criada em Imbituba e apaixonada por uma praia. Formada pela Universidade Federal de Santa Catarina em 2018, com residência em Clínica Médica pela Universidade de São Paulo (USP-SP 2019-2021) e professora de Clínica na Medway. "Ensinar não é transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para a sua produção ou a sua construção. Quem ensina aprende ao ensinar e quem aprende ensina ao aprender" - Paulo Freire.