Carregando

Residência Santa Marcelina: saiba tudo sobre o programa

Após a conclusão da graduação em Medicina, a residência é o novo desafio enfrentado por muitos estudantes. Em São Paulo, a residência Santa Marcelina é uma das mais procuradas. Levando o nome de um dos hospitais de referência da cidade, o programa é conhecido pela qualidade de ensino. 

Se você tem interesse em se tornar um médico residente pela instituição, é melhor estar preparado para a ampla concorrência. Por tratar-se de um hospital tradicional, estudantes de todo o país se inscrevem para o processo seletivo. Portanto, não deixe de ler tudo sobre essa residência para estar pronto para as provas!

Conheça o Hospital Santa Marcelina

O Hospital Santa Marcelina é conhecido pela qualidade de atendimento na região da Zona Leste de São Paulo. A infraestrutura, que conta com mais de 700 leitos, é comparada com os melhores centros médicos do Brasil. Nesse espaço, o atendimento é amplo, cobrindo convênios, consultas particulares e feitas pelo Sistema Único de Saúde (SUS). 

Com toda essa estrutura, é de se esperar que haja muitos médicos disponíveis para os plantões. São cerca de 1.000 médicos e 4.000 colaboradores trabalhando no hospital. Toda essa equipe é organizada para manter o atendimento à população e a boa imagem das especialidades de destaque da instituição, como os tratamentos avançados de câncer.

Além do tratamento oncológico, o Hospital Santa Marcelina possui diferenciais que atraem pacientes de diversas regiões. Alguns exemplos são: cirurgia para doença de Parkinson, transplantes de medula óssea e rim, tratamento para retinoblastoma e unidade específica para acidente vascular cerebral (AVC). 

Como é o programa de residência?

O hospital oferece tanto a residência médica Santa Marcelina, quanto a residência multiprofissional, na modalidade de pós-graduação lato sensu. Nesse caso, os estudos cobrem diversas especialidades da saúde, como Enfermagem, Nutrição, Farmácia, Fonoaudiologia, Psicologia, Fisioterapia e outros. 

Já na residência médica, há 40 programas credenciados com 536 vagas no total. As bolsas de estudo são financiadas pelo próprio hospital, pelo Ministério da Saúde e pela Secretaria da Saúde de São Paulo. Entre as especialidades que os futuros residentes podem escolher, estão:

  • Anestesiologia;
  • Cardiologia;
  • Clínica Médica;
  • Coloproctologia;
  • Cirurgia Geral;
  • Cirurgia Pediátrica;
  • Cirurgia de Cabeça e do Pescoço;
  • Cirurgia de Mão;
  • Cirurgia do Aparelho Digestivo;
  • Cirurgia Plástica;
  • Cirurgia Vascular;
  • Emergência Pediátrica;
  • Endocrinologia e Metabologia;
  • Ecografia Vascular com Doppler;
  • Geriatria;
  • Hematologia e Hemoterapia;
  • Hemodinâmica e Cardiologia;
  • Intervencionista;
  • Infectologia;
  • Mastologia;
  • Medicina de Emergência;
  • Medicina da Família e Comunidade;
  • Medicina Intensiva Pediátrica;
  • Nefrologia;
  • Neurocirurgia;
  • Neonatologia;
  • Neurologia;
  • Obstetrícia e Ginecologia;
  • Oncologia Clínica;
  • Oncologia Pediátrica;
  • Ortopedia e Traumatologia;
  • Otorrinolaringologia;
  • Pediatria;
  • Pediatria – R3;
  • Pneumologia;
  • Programa de Pré-requisito em Área Cirúrgica Básica;
  • Psiquiatria;
  • Radiologia e Diagnóstico por Imagem;
  • Radioterapia;
  • Urologia.

Em complemento aos cursos básicos, o médico residente também pode se aperfeiçoar em outras áreas mais específicas, como Ginecologia Oncológica e cirurgias do quadril, da coluna, do pé e DO tornozelo. Tanto o curso de aperfeiçoamento quanto a residência precisam de inscrição e possuem processos distintos. 

Programa de Moradia – residência médica

Mais que oferecer a infraestrutura para a prática médica, a residência possui o Programa de Moradia.  Nele, os residentes podem se inscrever para morar na Casa de Saúde Santa Marcelina, em Itaquera (SP), enquanto estão matriculados e participando do programa. 

Os médicos matriculados na residência Santa Marcelina podem se inscrever no programa entre 1 e 31 de março de cada ano. O formulário de solicitação de inscrição deve ser enviado por e-mail com os documentos solicitados. A concessão das vagas é feita por uma análise socioeconômica e divulgada pelo site. 

Como o processo seletivo funciona?

A residência médica Santa Marcelina concede vagas por um processo seletivo separado em: inscrição, prova escrita e arguição do currículo. Para a inscrição, basta preencher o formulário e pagar a taxa, enviando o comprovante para o e-mail informado no edital do ano vigente. 

Após a confirmação, o candidato já pode se preparar para as próximas etapas, em que a prova escrita tem peso de 90% e a arguição de 10%. Com a somatória das duas fases, o futuro médico residente pode alcançar a nota máxima 10. 

Durante a primeira fase, o desafio é responder entre 30 e 40 perguntas de múltipla-escolha, além de questões discursivas a critério do supervisor do programa. São três horas para analisar diversas temáticas. Em alguns casos, a prova cobra apenas uma temática específica, como em Emergência Pediátrica, que aborda pontos de Pediatria.

Os aprovados na prova teórica passam para a arguição do currículo, em que podem se apresentar por relatórios de estágios, monitoria e cursos extracurriculares. Outros aspectos analisados são: participações em congressos, publicações de trabalhos e execuções de plantões voluntários.  

Edital da residência Santa Marcelina

Todas as informações sobre a preparação para a prova e os critérios de avaliação estão disponíveis no edital da residência Santa Marcelina. Como os detalhes sobre o processo seletivo podem mudar anualmente, é importante acompanhar a versão mais recente e atentar-se aos prazos estabelecidos. 

Além de conter as etapas de avaliação do programa, o documento apresenta as orientações para aqueles que se deram bem e se tornaram médicos residentes. Assim, os candidatos ficam por dentro do início dos prazos de matrícula e aulas.

Prepare-se para a residência com a gente!

Gostou de saber mais sobre a residência Santa Marcelina e quer prestar o processo seletivo? Então, conte com os nossos cursos para ter uma preparação completa e orientada para o sucesso! Com a nossa ajuda, você se sente mais confiante e vai mais longe! 

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
JoanaRezende

Joana Rezende

Carioca da gema, nasceu em 93 e formou-se Pediatra pela UFRJ em 2019. No mesmo ano, prestou novo concurso de Residência Médica e foi aprovada em Neurologia no HCFMUSP, porém, não ingressou. Acredita firmemente que a vida não tem só um caminho certo e, por isso, desde então trabalha com suas duas grandes paixões: o ensino e a medicina.