Carregando

Sobrecarga atrial esquerda: como identificar no eletrocardiograma?

A sobrecarga atrial esquerda (SAE) corresponde a um aumento anormal em um dos átrios. A detecção é identificada por meio das interpretações do eletrocardiograma (ECG). O exame é o principal parâmetro para medir o ritmo cardíaco e detectar possíveis irregularidades, como arritmia, problemas nas válvulas e outras condições.

Entretanto, você sabe quais são as principais causas dessa condição? Continue a leitura para compreender melhor como a identificação da sobrecarga atrial esquerda funciona. Dessa forma, você saberá detectar os principais dados de um eletrocardiograma com mais facilidade e precisão.

Quais são as patologias de sobrecarga atrial esquerda?

Para facilitar a sua interpretação do eletrocardiograma, é indicado conhecer as principais causas de sobrecarga atrial esquerda. São elas: estenose e insuficiência mitral, estenose e insuficiência aórtica, hipertensão arterial sistêmica, cardiomiopatia hipertrófica e fibrilação atrial (nesse caso, a onda P do ECG desaparece).

Também há causas congênitas que levam a uma sobrecarga atrial esquerda, como as cardiopatias com hiperfluxo pulmonar, a coarctação de aorta. Continue a leitura para saber como identificar a condição no ECG.

Como identificar a sobrecarga atrial esquerda no eletrocardiograma?

A onda P representa a despolarização atrial. A onda P sinusal normal demonstra despolarização, que é positiva na maioria das derivações, do átrio direito, onde se encontra o nó sinusal, para o esquerdo, uma deflexão inicial de baixa amplitude, precedendo o complexo QRS.

A duração normal da onda P é de 80 a 120 ms (até 3 quadrados pequenos), com amplitude de até 2,5 mm em DII. Na sobrecarga atrial esquerda, ocorre o prolongamento do tempo total de ativação do átrio, porque a ativação do átrio esquerdo começa e termina mais tarde que a ativação do átrio direito. Logo, há aumento da duração da onda P igual ou superior a 120 ms.

Alargamento e entalhe da onda P em DII

Além do aumento na duração da onda P, outros critérios de sobrecarga atrial esquerda podem ser identificados. Confira algumas características que podem ocasionar essa condição:

  • onda P em DII bífida e entalhada, com intervalo entre os entalhes > 40ms 
  • duração da onda P/duração do segmento PR > 1,6
  • porção negativa da onda P em V1 com aumento na profundidade e na duração (índice de Morris)
  • eixo médio da onda P desviado para esquerda: entre +40 e -30°

Como calcular o índice de Morris?

O índice de Morris tem o melhor valor preditivo e é um critério muito específico para sobrecarga atrial esquerda. Podemos calculá-lo da seguinte maneira: índice de Morris = duração da fase negativa da onda P em V1 (em ms) x amplitude da mesma fase da onda P em V1 (em mm).

Na prática, isso significa que a porção terminal da onda P em V1 tem profundidade e duração de, pelo menos, um quadrado pequeno. Esse índice é uma das informações mais importantes para identificar a sobrecarga atrial esquerda.

Por que o eletrocardiograma é importante na Medicina de Emergência?

Aprender as principais técnicas para interpretar um ECG com maior facilidade é essencial para proporcionar qualidade nos atendimentos e encarar os plantões com confiança. A partir dele, o médico especialista avalia e detecta o comportamento do coração, identificando uma série de possíveis alterações cardíacas.

Apresentamos uma série de oportunidades para você aprofundar seus conhecimentos. Assim, você fica por dentro de todas as técnicas para interpretação desse exame tão importante e pronto para executar uma leitura mais prática. Confira algumas possibilidades para você que se interessa pelo assunto.

ECG Sem Mistérios

Conheça nosso e-book gratuito ECG Sem Mistérios, em que você aprende como analisar um eletrocardiograma e quais informações são essenciais para executar o processo com segurança. Além disso, você conhece todas as condições técnicas e etapas para melhorar a interpretação.

Curso de eletrocardiograma

Se você deseja um aprendizado mais aprofundado sobre o ECG, confira nosso Curso de Eletrocardiograma. Nele, você aprende uma série de práticas e macetes para interpretar o exame de maneira adequada. Você pode usá-lo para consulta entre os plantões e estudo para as provas de residência médica.

Para a sua vantagem, o curso é grátis e emite certificado após a conclusão. Com diversos materiais importantes sobre a técnica de análise do eletrocardiograma, você tem acesso a 23 aulas com um passo a passo da interpretação do exame.

Aprenda mais sobre Medicina de Emergência e brilhe nos plantões!

Viu como, depois de correlacionar a clínica com os achados eletrocardiográficos, o temido eletrocardiograma fica simples? Como já discutimos, todos os achados acima foram apresentados para facilitar o seu aprendizado.

Agora, que tal conhecer como a identificação da sobrecarga atrial direita funciona? Dessa forma, você fica por dentro das principais causas desse crescimento anormal. Além disso, aproveite para conferir outros conteúdos sobre Medicina de Emergência aqui, em nosso blog.

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram

É médico e quer contribuir para o blog da Medway?

Cadastre-se