Carregando

Como conseguir trabalhar em UBS

Você já é um médico formado e está buscando oportunidades de exercer sua profissão? É a UBS que faz seus olhinhos brilharem? Então vem comigo que hoje eu vou te explicar tudinho sobre como conseguir trabalhar em UBS.

Ok, mas antes a gente tem um breve alerta para dar. É o seguinte: se você está com tudo na preparação para ingressar no R1 em estados como Bahia, Minas Gerais e Paraná, ou ainda o Enare, a Medway pode te ajudar.

Estamos falando dos Intensivos Enare e Estaduais, nossos cursos focadso nas provas destas localidades. Por lá, você conta com aulas ao vivo, resolução de questões específicas, simulados na íntegra, guias estatísticos e muito mais.

E o que é esse muito mais? É o seguinte: você também vai poder ter acesso ao teste gratuito de 7 dias desses cursos.

Não vai perder, certo? Então acesse agora mesmo a página dos Intensivos e não perca nenhum desses benefícios para a sua preparação!

Mas o que é uma UBS?

Pra começar nossa conversa, vamos esclarecer o que é uma UBS. A sigla UBS significa Unidade Básica de Saúde e é um centro de atenção primária vinculado ao SUS (Sistema Único de Saúde), um dos maiores sistemas de saúde pública mundial. Por conta disso, a UBS tem a função de garantir o acesso à saúde de forma gratuita, integral e universal para todos os cidadãos brasileiros, focando na prevenção de doenças, na promoção da saúde e bem-estar e na qualidade de vida dos seus pacientes. A atenção primária à saúde prestada pela UBS inclui atividades como serviços de urgência e emergência, e serviços de média e alta complexidade.

Muita gente deseja trabalhar com saúde pública, e boa parte dessas pessoas não sabe como conseguir trabalhar em UBS

Como funciona o atendimento na UBS?

As UBSs normalmente ficam instaladas perto de onde as pessoas moram, trabalham, estudam e vivem e, com isso, elas acabam desempenhando um papel central na garantia de acesso à população a uma atenção à saúde de qualidade. É na UBS que os pacientes recebem todos os atendimentos básicos e gratuitos em pediatria, ginecologia, clínica geral, enfermagem e odontologia. Os principais serviços oferecidos são: consultas médicas, inalações, injeções, curativos, vacinas, coleta de exames laboratoriais, tratamento odontológico, encaminhamentos para especialidades e fornecimento de medicação básica.

E outra coisa bacana que você precisa saber é que as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) são a porta de entrada preferencial do Sistema Único de Saúde (SUS) e que 80% dos problemas de saúde da população atendida é feita lá! Não tem nem necessidade de encaminhar paciente para outros serviços, como emergências e hospitais.

Aproveitando, antes de te contarmos quem trabalha em UBS e como conseguir trabalhar lá, quero só te falar que, no PSMedway, nosso curso de medicina de emergência com simulações realísticas que está com inscrições abertas, abordamos todas as urgências, emergências e demandas de porta que você precisa dominar para mandar bem em qualquer plantão do Brasil, hein? Clica já no botão aqui embaixo para saber mais sobre o curso e fazer sua inscrição:

Clique aqui e inscreva-se no PSMedway

Quem trabalha em UBS?

Se o seu desejo é saber como conseguir trabalhar em UBS, é legal ficar de olho no perfil profissional. Os profissionais da saúde que atuam nas UBSs são, além dos enfermeiros, dentistas e agentes de saúde, médicos que, em sua maioria, têm especialização em Medicina de Família e Comunidade, mas também há os especialistas em Pediatria, Ginecologia e Clínica Médica

Essa grande presença de médicos da família é justificada porque ele é o profissional que tem uma formação ampla e integrada, preparada para fazer o atendimento de crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos, homens e mulheres, sendo capaz de resolver cerca de 80% dos motivos que levam as pessoas a procurar um médico nas Unidades Básicas de Saúde. Ah! E não se esquece: o médico de uma UBS tem um cargo público e a seleção ocorre por meio de editais de processo seletivo que podem ser promovidos por associações responsáveis pela gestão das unidades ou pelo próprio SUS.  

E, afinal, como conseguir trabalhar em UBS?

Se você chegou até aqui, deve estar curioso para saber como conquistar a sua vaga em uma UBS. Basicamente, existem dois caminhos que já mencionamos: os concursos públicos do SUS e os editais de vagas de instituições que fazem a gestão de algumas Unidades Básicas de Saúde. Vamos explicar um pouco sobre cada uma dessas opções logo abaixo!

Concursos para trabalhar no SUS 

A Medicina é o curso dos sonhos de muitos jovens no país que pensam em seguir a carreira médica com um propósito maior: ajudar a grande maioria dos brasileiros. Por isso, conseguir trabalhar no Sistema Único de Saúde, o SUS é uma opção viável e muito interessante, porque ele tem uma projeção gigantesca e uma missão fantástica: promover o acesso integral e igualitário à saúde para toda a população do país. E, apesar de todas as dificuldades, ele cumpre seu papel. É uma ótima escola para jovens médicos. 

Pra você saber como é a rotina do médico no SUS, quais são os seus maiores desafios e as oportunidades que você pode ter e entender o porquê de essa opção ser tão vantajosa pra quem cursa Medicina e deseja entrar na residência médica: vem comigo

O cerne do trabalho de um médico no SUS é na atenção primária com a consulta em postos de saúde, as UBSs, justamente o tema do nosso artigo hoje. Como a gente já disse, ele é a porta principal de entrada no sistema de saúde e, se os problemas não podem ser resolvidos nesses locais, os pacientes são encaminhados a consultas com especialista, à realização de exames ou mesmo a hospitais e às Unidades de Pronto Atendimento (UPAs)

Pra quem deseja atuar nesse universo do SUS e suprir as necessidades dos pacientes nos atendimento básicos, o processo seletivo ocorre por meio de concursos públicos. Para participar, é preciso ficar de olho nos sites do Ministério da Saúde e das secretarias de saúde estaduais ou municipais dos locais onde você quer trabalhar, que publicam os editais e as vagas disponíveis de tempos em tempos. Entre as vantagens de atuar como servidor público, estão: estabilidade profissional, aposentadoria integral e outros benefícios característicos dessa categoria de trabalho. 

Outras possibilidades de trabalhar em UBS

Você sabia que não é só pelos concursos públicos que um médico pode atuar no SUS? Como conseguir trabalhar em UBS então? Além dos concursos, em alguns lugares, como na cidade de São Paulo, existem organizações como a Associação Saúde da Família que tem como função gerir programas dentro de UBSs ou UBSs inteiras. Nesse caso, a associação faz as contratações diretamente. Gostou né? Então, confere aqui as vagas abertas e quais são os procedimentos de recrutamento, seleção e contratação da Associação Saúde da Família. E lembre-se de pesquisar na sua cidade quais Unidades Básicas de Saúde têm gestão terceirizada, assim você consegue ficar sempre por dentro da oferta de vagas!

A residência médica em UBS

Por fim, outra opção muito válida para quem quer trabalhar em uma UBS, pelo menos por um momento da carreira, é a residência médica! Antes de mais nada, vamos esclarecer um pouquinho o que é a residência e alguns passos pra você alcançar mais esse passo na sua carreira médica

O que é residência médica?

A residência médica é uma espécie de pós-graduação e que vai permitir aos formados em Medicina se especializarem em uma área específica, como Clínica Médica, Pediatria, Cardiologia e outras tantas! Algumas são de acesso direto, ou seja, você conclui a graduação em Medicina e já pode iniciar os processos seletivos. Outras exigem uma primeira residência como pré-requisito. A duração das residências médicas vai depender do curso escolhido: a residência em Neurocirurgia, por exemplo, exige dedicação ao longo de 5 anos de estudos teóricos e práticos, enquanto em Medicina de Família e Comunidade são 2 anos de treinamento em serviço. 

Geralmente, o programa de residência é realizado em hospitais e centros médicos. Isso porque é necessária a supervisão de profissionais já qualificados na área, que se encontram com mais facilidade nesses locais. Porém, independentemente da instituição escolhida, pública ou particular, saiba que os programas de residência médica são regulamentados por lei e gerenciados pelo MEC (Ministério da Educação) e regidos pela Comissão Nacional de Residência Médica.

Mas como chegar na UBS por meio da residência?

Se você quer aliar residência médica e conseguir trabalhar em UBS, muitos programas de residência oferecem vivências em UBS, principalmente na especialidade de Medicina da Família e Comunidade. E se essa é a especialidade que te atrai, corre aqui no nosso artigo pra saber quais são as instituições mais buscadas pra fazer residência em Medicina da Família e Comunidade. 

Por outro lado, o próprio Sistema Único de Saúde, o SUS, oferece programas de residência em diversas especialidades. O funcionamento é igual ao de universidades públicas, hospitais e centros médicos particulares: há carga horária mínima a ser cumprida, que é de 60 horas semanais, bolsa de estudos no valor de R$ 3.330,43 e uma dinâmica de trabalho, com aulas teóricas, treinamento em serviço, plantões e discussões de casos. Porém, a diferença é que quando se atua no SUS, o trabalho do residente está ligado à secretaria de saúde do estado ou do município em que ele está fazendo o programa. Consequentemente, há diferenças entre as unidades federativas e cidades do país. 

No caso da residência médica do SUS no estado de São Paulo, o processo seletivo é um dos maiores e mais disputados de todo o Brasil. Quase 15 mil candidatos já disputaram acirradamente as 788 vagas disponibilizadas em 50 instituições de todo estado de São Paulo, entre elas hospitais, institutos e centros de referência nacional em suas áreas. 

Uma coisa que não é tão bacana assim é que como o concurso é totalmente unificado, o candidato não pode não escolher a instituição de ensino no momento da inscrição: eles são convocados para escolha de vagas por ordem de classificação no famoso leilão do SUS. E as especialidades médicas mais concorridas costumam ser Dermatologia, Neurologia, Otorrinolaringologia, Cirurgia Geral e Neurocirurgia. 

Além da concorrência imensa, as provas são bastante exigentes: como o concurso é realizado em apenas uma etapa, a prova é objetiva e conta com 100 questões. E funciona assim: quanto maior a nota final na ordem de classificação de cada especialidade, mais opções de locais o candidato terá para cursar a residência médica. Isso significa que se o seu nome estiver no topo da lista, vai poder escolher qualquer local entre as instituições participantes. Mas se sua classificação não for das melhores, conforme os locais vão sendo escolhidos, vão restando cada vez menos opções. 

Os desafios da saúde pública 

Atuar no SUS é um aprendizado recompensador, mas um dos grandes desafios é lidar com a política e a economia do país, já que ele é um órgão público. Então, se essas duas esferas sofrem crises, afetam a saúde pública também. Outro entrave é a escassez de recursos disponibilizados, como equipamentos de qualidade, acomodação adequada para pacientes e medicamentos, que podem limitar os médicos em sua atuação. 

Mas nem tudo é perfeito e, como conseguir trabalhar em UBS é uma opção de aprendizado, esteja preparado: a grande quantidade de casos e o volume de pacientes atendidos possibilitam ao médico aquisição de conhecimento e vivência prática, com desenvolvimento de múltiplas habilidades interpessoais. O salário não é dos mais altos: a remuneração do servidor público é mais baixa quando comparada à iniciativa privada. Isso às vezes faz com que o profissional busque ter outros vínculos empregatícios e acumular plantões pra completar a renda mensal.

E aí, entendeu como conseguir trabalhar em UBS?

Independentemente da escolha da sua especialidade ou da forma pela qual você vai optar para trabalhar em uma UBS, fazer uma boa residência é fundamental. E claro que não é fácil passar por um processo seletivo muito concorrido, mas estamos aqui para te ajudar! Por isso, não deixe de acompanhar os conteúdos fresquinhos, gratuitos e super atualizados da Academia Medway! Temos e-books e minicursos que ajudam você a direcionar seus estudos, a se preparar para as provas práticas e também a montar um currículo, entre outros materiais! 

E se você já está se preparando para as provas de residência médica, inscreva-se no Extensivo São Paulo, nosso curso com videoaulas ao vivo e gravadas sobre os temas que você realmente precisa saber para ingressar nas principais instituições do país. Também oferecemos um app com milhares de questões comentadas e acesso ao curso Intensivo São Paulo a partir do meio do ano. Vem com a gente! Bora pra cima!

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
JoãoVitor

João Vitor

Capixaba, nascido em 90. Graduado pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) e com formação em Clínica Médica pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HC-FMUSP) e Administração em Saúde pelo Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE). Apaixonado por aprender e ensinar.