Carregando

Como fazer um estudo dirigido e ser aprovado na residência

A residência médica é uma fase super importante para qualquer estudante de Medicina, e você já sabe disso. Mas será que já está se preparando? Neste momento, procurar por técnicas que ajudem a estudar faz toda a diferença. E uma das mais eficientes para conquistar a aprovação é o estudo dirigido. Por isso, aqui vamos te contar como fazer um estudo dirigido eficiente e que facilite seu aprendizado. 

Além disso, mesmo que você se dê bem em sala de aula e compreenda tudo o que o professor passa de primeira, ainda vale a pena usar a técnica para revisar os pontos chave da prova de residência.

Então, vamos lá? Continue a leitura para conferir as dicas e otimizar seus estudos, porque conteúdo para aplicar é o que não falta, não é mesmo? Manda ver!

Benefícios do estudo dirigido

Como fazer um estudo dirigido e ser aprovado na residência: saiba mais!
Como fazer um estudo dirigido e ser aprovado na residência: saiba mais!

Antes de você entender como fazer um estudo dirigido voltado para a residência, é interessante saber um pouco mais sobre os benefícios que ele garante para seus resultados. Com essa estratégia, você:

Aprende por meio da própria atividade

Nada de procurar por modelos prontos de estudo dirigido. É essencial que você mesmo elabore seu roteiro, para que você consiga aprender de verdade, por meio de sua própria atividade.

O estudo dirigido consiste em uma espécie de cronograma, que envolve questões e tarefas direcionadas para determinados assuntos. A ideia é que você aborde o que precisa revisar ou que tenha mais dificuldade, e isso só você pode definir.

Respeita seu próprio ritmo

Usar o estudo dirigido também é uma maneira de respeitar seu próprio ritmo. Você é quem define a temática e o tamanho que ele terá, e pode fazer um novo quando sentir que o primeiro foi feito com sucesso e que você realmente aprendeu a matéria.

Além disso, você também pode construir o estudo de acordo com as cinco áreas básicas da prova da residência, puxar disciplinas na graduação que enfatizem esses temas, entre outras estratégias que realmente tenham a ver com seu estilo de estudar. É uma produção bem particular.

Desenvolve um hábito de estudo

O estudo dirigido ainda é uma forma de desenvolver hábitos de estudo. Afinal, nem todo mundo é disciplinado o suficiente para estudar todos os dias, ou por vezes precisa conciliar tantas atividades que fica meio perdido quando se senta para estudar.

Essa técnica também ajuda a não deixar a matéria acumular, algo que não deve acontecer na preparação para a residência. Já pensou em tentar estudar tudo o que é necessário de última hora? Desse jeito, a aprovação dificilmente vem.

Absorve e memoriza o conteúdo

Como você precisa repassar item por item do estudo dirigido, ele se torna uma excelente maneira de absorver e memorizar o conteúdo. Não é uma decoreba, pois você tem que responder e resumir com dedicação, para ter certeza de que passou por todos os detalhes da matéria.

Basicamente, no estudo dirigido, você é o seu próprio professor. O que significa que você vai colocar no papel justamente o que sabe que precisa ter em mente para tirar a prova de letra.

Como fazer um estudo dirigido?

Agora sim, vamos à parte fundamental: como fazer um estudo dirigido? Ele precisa passar por três etapas: execução, correção e avaliação. Na primeira, é onde você desenvolve seu plano e constrói os tópicos e questões.

Na segunda, é quando você corrige e revisa o que escreveu, para saber se conseguiu tirar as dúvidas ou se algo ainda ficou pendente. E na terceira, rola uma autoavaliação, para você confirmar se realmente está satisfeito com o que estudou. Veja só o que você precisa incluir em sua estrutura de estudo dirigido para que ele dê certo e passe por todas essas fases!

Como fazer um estudo dirigido: organize um cronograma de estudos

Primeiro, organize um cronograma de estudos. Separe os temas de acordo com o edital, dê uma olhada em provas passadas da instituição na qual você pretende prestar a prova e veja o que você quer abordar em seu estudo dirigido.

Depois, coloque em ordem de prioridade. Em seguida, basta distribuir por datas. Uma sugestão é estudar pelo menos duas disciplinas ou temas diferentes por dia, para dividir os estudos de forma justa e não se cansar muito.

Priorize a qualidade e não apenas a quantidade

Não se desespere se houver muitos tópicos para cobrir. Em especial, se você tem dificuldade em algum em particular. É muito mais importante que você estude com qualidade, e não em grande quantidade.

Leve o tempo que precisar, com base no seu cronograma e na data da prova, é claro, em cada tema. E só passe para o próximo quando você tiver certeza de que realmente aprendeu e não tem mais dúvidas.

Conheça suas dificuldades

Lembra aquele papo de que você será o seu próprio professor? Pois é! Como você tem essa missão, é fundamental que você conheça realmente suas dificuldades e se dedique a superá-las.

Foque naquilo que você sabe que não tem tanto domínio e deixe o que você tem mais facilidade para depois. Por 50 minutos seguidos, pelo menos, insista no assunto. Descanse por 5 e retome, até sentir que o assunto está mais claro e que você consegue responder sobre ele.

Faça revisões

Uma parte importante do estudo dirigido são as revisões. Afinal, não é porque você cobriu um tema que deve deixá-lo de lado para sempre. A sua aprovação depende de revisar, para confirmar se seu estudo dirigido realmente foi efetivo.

Sendo assim, inclua essa tarefa em seu cronograma. Uma disciplina ou tema por dia é suficiente, e não se esqueça de obedecer a sua ordem de prioridades.

Estude por questões

Por fim, estudar por questões é outra dica interessante para que seu estudo funcione bem. Não é difícil acessar as questões de provas prévias e respondê-las, sob a mesma divisão de temas, prioridade e cronograma.

Essa é uma forma de, inclusive, conhecer bem a prova que você está prestes a fazer, e se inteirar das exigências da instituição. Vale a pena!

Pronto! Agora você já sabe como fazer um estudo dirigido

E aí, curtiu saber como fazer um estudo dirigido que vai ajudar na sua aprovação para a residência? Com essas dicas em mãos, é só colocar em prática e começar a se dedicar pra valer!

Não se esqueça de ficar de olho também no Guia Estatístico da Unicamp, se você deseja fazer a residência por lá, para ter uma noção ainda maior do que te espera. Outra dica é investir na Mentoria Medway, para aprender mais técnicas de estudo e metodologias de planejamento e organização que vão levar você direto para a residência dos seus sonhos!

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
AlexandreRemor

Alexandre Remor

Nascido em 1991, em Florianópolis, formado pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e com Residência em Clínica Médica pelo Hospital das Clínicas da FMUSP (HC-FMUSP) e Residência em Administração em Saúde no Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE). Fanático por novos aprendizados, empreendedorismo e administração.