Carregando

Como se concentrar nos estudos para residência médica

Quando você sabe como se concentrar nos estudos, melhor tende a ser o seu aprendizado. Então, quanto maior for o foco, mais fácil será absorver aquilo que você está estudando — e se lembrar depois. Parece fácil, né?

No entanto, quando a tarefa envolve preparação para a residência médica, não é assim tão simples. Apesar dos obstáculos no caminho, é possível contornar os desafios e obter o desempenho que você tanto deseja.

Pensando nisso, que tal saber como se concentrar nos estudos para residência médica? Veja as dicas mais relevantes!

Mas antes, eu tenho um convite pra você, que quer ter uma preparação incrível para as provas de residência médica do próximo ano! Em breve, vamos abrir inscrições para a Mentoria 2022, nosso curso que ensina as melhores metodologias de estudo e te ajuda a potencializar seus resultados. Pra explicar a fundo o que a Mentoria oferece, faremos uma live no dia 22 de novembro, na qual também vamos oferecer condições especiais para quem quiser voar nas provas de residência médica em 2023! Pra ficar por dentro das novidades do curso, inscreva-se na nossa lista de espera. Bora brilhar na residência!

As maiores dificuldades de como se concentrar nos estudos

Como o objetivo é conquistar aquele foco máximo, o primeiro passo é entender o que está te atrapalhando. Afinal, você só vai poder ajudar um paciente se souber qual é o problema, não é?

Apesar de cada situação e cada pessoa serem únicas, alguns fatores se repetem com mais frequência. Então veja o que pode estar atrapalhando o processo de como se concentrar nos estudos para a residência e entenda melhor a sua situação.

Hoje vamos discutir as melhores formas de como se concentrar nos estudos para a residência médica!

Distrações

As distrações estão entre os problemas mais comuns — e que causam os maiores impactos na produtividade. Elas podem acontecer por motivos ambientais ou de comportamento. Quer ver?

Aquela obra irritante no vizinho ou as conversas dos outros integrantes da sua casa podem fazer com que você perca o foco. Afinal, ruídos tão altos fazem com que seja mais difícil se concentrar na leitura, por exemplo.

O desconforto em determinado ambiente também pode causar isso. Ter um espaço de estudo muito quente ou pouco iluminado é o segredo para terminar o dia frustrado.

Só que também temos aqueles fatores de comportamento e mentalidade. Hábitos como manter o celular por perto, conferir as redes sociais, responder mensagens na hora de estudo ou levantar o tempo inteiro são prejudiciais. Afinal, quando você divide a atenção, não consegue estudar sozinho como deveria.

Ansiedade

As questões psicológicas também são frequentes e impactam o processo de como se concentrar nos estudos. Com destaque, podemos citar a ansiedade e os seus efeitos.

Sabe quando há tanta coisa para fazer que o seu cérebro entra em pânico e, no final, você não consegue produzir nada? Pois é, a ansiedade costuma ser a culpada. Se ela estiver associada ao estresse, é pior ainda.

O problema é que isso cria um ciclo bem prejudicial. Afinal, quanto mais ansioso você fica, menos consegue estudar. Quanto menos se prepara, mais matéria acumula e mais ansiedade passa a sentir. Portanto, sem controlar essa questão, fica difícil mandar bem.

Cansaço

Pensar em como se concentrar nos estudos para residência médica no meio do internato às vezes parece impossível, né? São tantas responsabilidades ao longo da carga horária que sobra pouca (ou nenhuma) energia para estudar no restante do dia.

O mesmo acontece após os plantões ou durante aquela semana em que o volume de atendimentos parece ter se multiplicado. O grande motivo de não conseguir focar é o cansaço físico e/ou mental.

Sem o nível de descanso necessário, é improvável que você se concentre por muito tempo. Novamente, caímos em um ciclo: quanto menos você rende nos estudos, mais matéria se acumula e mais é preciso se dedicar para dar conta de tudo. Como consequência, o cansaço só aumenta e a produtividade vai caindo.

4 dicas de como se concentrar nos estudos para residência médica

Tudo bem, você já conhece os problemas, então agora é o momento de ficar por dentro das soluções. Independentemente da situação em que você se encontra, saiba que é possível reverter o cenário e se preparar adequadamente para a residência.

Por isso, separamos 4 dicas que podem ajudá-lo nesse processo. Confira!

1. Isole os ruídos para ter mais foco

Já que os barulhos podem ser uma fonte de distração, vale a pena pensar em meios de isolar esses ruídos. A boa notícia é que há muitas possibilidades para fazer isso e você pode escolher a que faz mais sentido para a sua realidade.

O jeito mais simples é comprar um earplug com cancelamento de ruídos. Assim que você colocá-lo, vai sentir quase como se estivesse em uma biblioteca. Que tal?

Também é possível escolher playlists de produtividade, ruídos brancos, barulhos da natureza e até músicas. Se for escolher canções, nada de escolher música de balada, viu? O ideal é escolher opções clássicas ou sem letras, para não serem elas as distrações.

2. Desative as notificações do celular

A tecnologia pode ajudar a estudar e aí estão as músicas e playlists que não nos deixam mentir. Porém, não tem nada de produtivo em responder o grupo no WhatsApp ou conferir o meme do dia nas redes sociais.

Para evitar a tentação, o melhor é desativar as notificações do celular. Se possível, tire os ícones mais usados da tela inicial, para impedir o toque automático.

Sem as notificações, você tem a certeza de que receberá chamadas importantes e que poderá usar aplicativos de concentração, por exemplo. Ao mesmo tempo, terá uma chance maior de se concentrar nos estudos.

3. Encontre o método adequado para você

Não existe uma fórmula secreta que qualquer pessoa pode usar para começar a se concentrar imediatamente. Por isso, você deve escolher o método certo de estudar e de manter a produtividade.

Na parte dos estudos, você pode realizar leituras, fazer resumos, montar mapas mentais, criar explicações sobre o tema estudado — ou um pouquinho de tudo isso. Faça testes para saber o que o ajuda a consolidar melhor o conhecimento.

Sobre a produtividade, é possível usar a técnica Pomodoro, em que você deve se concentrar por 25 minutos e descansar por 5 minutos. Depois de 4 ciclos, é possível descansar por 15 ou 20 minutos. Para fazer sentido para os seus estudos, é possível mudar o tempo de concentração, por exemplo.

Há outras técnicas, como a criação de listas sobre tudo o que está em sua mente, o método Kanban para ver o que ainda falta estudar e o que foi concluído com base em colunas de notas adesivas e assim por diante. O segredo? Testar para saber o que se adapta melhor à sua realidade.

4. Faça pausas regulares

É comum achar que quem sabe como se concentrar nos estudos para residência médica é quem passa horas diante dos livros. No entanto, nosso cérebro não consegue se manter tanto tempo diante da mesma tarefa.

Por isso, o melhor mesmo é realizar algumas pausas de forma periódica. Aproveite para esticar as pernas, beber água, olhar a janela, ouvir sua música e assim por diante. Após 5 ou 10 minutos, retome para os livros — você verá como vai se sentir revigorado.

É isso!

Aprender a se concentrar nos estudos para residência médica não precisa ser tão complicado quanto parece. Depois de identificar o maior problema, é só aplicar algumas mudanças simples para começar a ver os resultados.

Se mesmo assim você ainda está tendo dificuldades para ver o seu desempenho deslanchar, sugiro avaliar se alguns bloqueios mentais estão atrapalhando seus estudos. No nosso e-book gratuito Os 15 bloqueios que te impedem de ser aprovado na residência, falamos tudo sobre eles e como vencê-los no seu dia a dia!

E se quiser mais uma mão para brilhar nos estudos e, consequentemente, nas provas, a Medway pode te ajudar! A Mentoria 2021 é a oportunidade perfeita para quem precisa de orientação sobre rotinas e metodologias de estudo, gerando confiança para que o aluno conquiste a aprovação nas provas de residência! Inscreva-se agora!

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
JoãoVitor

João Vitor

Capixaba, nascido em 90. Graduado pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) e com formação em Clínica Médica pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HC-FMUSP) e Administração em Saúde pelo Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE). Apaixonado por aprender e ensinar.