Carregando

Conselho Federal de Medicina aprova cirurgia robótica no Brasil

Hoje a gente chega com uma notícia incrível para a comunidade médica: no fim de março de 2022, a cirurgia robótica ganhou aprovação no país, pelo Conselho Federal de Medicina. É isso mesmo! A resolução CFMº 2.311 finalmente regulamenta a prática, que há algum tempo já era permitida no exterior, como nos Estados Unidos.

A cirurgia robótica, também conhecida como robô-assistida, é considerada um procedimento de alta complexidade. Sendo assim, pode ser realizada por via minimamente invasiva, aberta ou combinada. E, com isso, permite o tratamento de uma série de doenças na qual sua atuação tenha eficácia e segurança comprovadas.

Quer saber mais sobre esse assunto? Tem vontade de trabalhar com cirurgia robótica? Então continue com a gente e descubra mais a seguir!

A tecnologia está atuando cada vez mais na Medicina, e um desses jeitos de atuação se dá por meio da Cirurgia Robótica!
A tecnologia está atuando cada vez mais na Medicina, e um desses jeitos de atuação se dá por meio da Cirurgia Robótica! Imagem disponível em: https://www.nytimes.com/2021/08/16/well/live/robotic-surgery-benefits.html

Principais exigências para realizar cirurgia robótica

A regulamentação do Conselho Federal de Medicina para a realização de cirurgia robótica ainda traz algumas exigências para os hospitais que queiram oferecer o procedimento. São elas:

  • todos os pacientes devem assinar um Termo de Consentimento Livre e Esclarecido antes da cirurgia;
  • os hospitais devem ter estrutura suficiente para comportar procedimentos de alta complexidade;
  • o médico responsável precisa apresentar Registro de Qualificação de Especialista (RQE) no CRM na área cirúrgica do procedimento em questão;
  • o cirurgião-instrutor é quem orienta o manejo do robô e avalia a competência do cirurgião principal, mas não tem participação direta na assistência do paciente;
  • o diretor técnico da instituição é responsável por conferir a documentação que comprova a capacitação do cirurgião geral, cirurgião-instrutor e demais membros da equipe médica.

Se o assunto é sério, essa lista não poderia ser diferente, concorda? Essa é uma maneira de deixar pacientes mais seguros e demonstrar a capacitação de todos os médicos e profissionais envolvidos no processo, até mesmo para a reputação deles e do próprio hospital onde a cirurgia acontece.

As vantagens da cirurgia robótica

Como você deve imaginar, as vantagens da cirurgia robótica são muitas. E atingem tanto paciente quanto médico. Aqui estão alguns pontos que valem ser ressaltados e mostram exatamente o que ambos os lados têm a ganhar com o procedimento.

Garantia de precisão

A tecnologia é uma grande aliada da Medicina, não há como negar. O robô usado para cirurgias é desenvolvido de maneira extremamente avançada, graças aos recursos tecnológicos disponíveis hoje.

Com isso, há mais garantia de precisão em cada procedimento. O que significa também mais chances de sucesso, o que influencia diretamente na recuperação do paciente.

Procedimentos menos invasivos

Em comparação a processos tradicionais, a cirurgia robótica assegura procedimentos menos invasivos. Algo essencial para o conforto e o bem-estar do paciente, que naturalmente se preocupa com tudo o que tem que passar nesse tipo de tratamento.

Ao se sentir mais à vontade e confiante, inclusive em relação ao desempenho do médico responsável, há mais chances de que tudo corra bem. E que o resultado e a recuperação sejam sempre satisfatórios.

Mais acessibilidade a estruturas do organismo

Nem é preciso dizer que, com um robô, é muito mais fácil acessar diferentes estruturas do organismo, não é mesmo? Com a ajuda dele, os movimentos do médico são mais amplos e determinantes dentro da cirurgia.

Além disso, o profissional tem maior visibilidade da região operada. Algo indispensável para que o paciente perca menos sangue e que o processo fique mais curto.

Menos tempo na cirurgia e no pós-operatório

E por falar em tempo, não é só a cirurgia que se torna mais rápida. O tempo de pós-operatório do paciente também fica menor.

Afinal, ele passa por menos desconfortos e tem menos riscos de infecção ou outros problemas. Para o médico, essa agilidade contribui para diminuir o cansaço, uma vez que a cirurgia é feita ergonomicamente.

Aplicabilidade em quase toda cirurgia

Sim, a robótica é aplicável em praticamente qualquer tipo de cirurgia. E atende a quase todo tipo de pacientes, justamente por ser tão segura e assertiva.

Mesmo que as exigências incluam a assinatura de um termo pelo paciente, não quer dizer que haja algum problema com o procedimento. Pelo contrário, existem outros tratamentos que exigem a mesma prática.

Mais segurança para o médico

Mesmo que o médico fique menos tempo na sala de cirurgia, ainda assim existem procedimentos mais extensos. No entanto, o médico continua a ter mais segurança para realizar a intervenção.

Isso porque se ele retira os olhos da tela mesmo que por breves segundos, o equipamento trava imediatamente. Dessa maneira, não há prejuízos para o processo e nem para a saúde do paciente.

Como se especializar em Cirurgia Robótica

Mas, afinal, como se especializar em Cirurgia Robótica? Bem, ela está inserida em quase todas as especialidades, tanto clínicas quanto cirúrgicas. Sendo assim, o primeiro passo é passar pela residência médica, em programas como:

  • Oncologia;
  • Ginecologia e Obstetrícia;
  • Urologia;
  • Cirurgia;
  • Cirurgia Torácica;
  • Cirurgia de Cabeça e Pescoço;
  • Cirurgia Geral;
  • Cirurgia do Aparelho Digestivo;
  • Cirurgia Bariátrica, entre outras.

Em seguida, é preciso realizar algum tipo de capacitação na área. Instituições renomadas, como o Hospital Sírio-Libanês e o Hospital Oswaldo Cruz oferecem excelentes cursos e treinamentos específicos.

Além disso, o profissional pode passar pela prova de título, que geralmente exige a conclusão da residência médica. Há, ainda, programas de fellowship que certificam a experiência robótica.

A cirurgia robótica ainda faz parte das especialidades médicas do futuro. Ela está em constante desenvolvimento e, a todo momento, mais novidades e atualizações surgem sobre ela. Dessa maneira, é importante que o especialista continue a se informar e a estudar a respeito da prática. Cursos, workshops e eventos da área serão essenciais para uma formação continuada de qualidade e que contribua para o tratamento de seus pacientes.

E então, gostou de saber sobre a aprovação da cirurgia robótica no Brasil e de conhecer mais sobre o assunto? Sem dúvida alguma, essa notícia representa um grande avanço para a Medicina e traz consigo uma série de possibilidades para atuação médica e tratamento dos mais diversos casos que necessitam de intervenção cirúrgica.

Se você quiser se aprofundar mais nesse assunto e começar a pensar melhor em seu futuro na área, a gente pode ajudar! Confira mais detalhes sobre a especialização em Cirurgia Robótica, porque o processo é longo e merece atenção e preparação.

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
DjonMachado

Djon Machado

Catarinense e médico desde 2015, Djon é formado pela UFSC, fez residência em Clínica Médica na Unicamp e faz parte do time de Medicina Preventiva da Medway. É fissurado por didática e pela criação de novas formas de enxergar a medicina.