Carregando

O médico recém-formado é clínico geral?

A jornada na graduação de Medicina não é fácil. São muitos anos de estudos, várias horas em laboratórios e salas de aula, inúmeros conteúdos complexos para se aprofundar e desafios intensos para superar todos os dias. Quando a formatura chega, uma nova etapa começa: é hora de colocar em prática o que foi aprendido nesse período. Mas será que é possível começar a atuar de vez, sem se especializar? A resposta é: sim! Entretanto, há uma dúvida que ainda permanece em relação ao trabalho: será que o médico recém-formado é clínico geral? Como funciona exatamente esse início de carreira?

Esses são detalhes muito importantes para se preparar para a prática médica. Se você quer tirar essas dúvidas a fim de descobrir um pouco mais sobre suas possibilidades no mercado de trabalho, continue a leitura!

Afinal, o médico recém-formado é clínico geral?

E então, o médico recém-formado é clínico geral? Muita gente diz que sim, mas é fundamental esclarecer que essa afirmação não está correta. Assim que o médico se forma, ele pode começar a trabalhar sem problema algum, tanto na rede pública quanto na rede privada, em clínicas ou até à frente de seu próprio negócio.

Porém, ele é considerado um médico generalista. Isso porque ainda não tem em seu currículo nenhuma especialidade. E a Clínica Médica, por sua vez, é considerada uma especialidade da Medicina, com atributos particulares e bastante específicos para a atuação do profissional.

Um médico generalista é aquele que tem um registro no Conselho Regional de Medicina (CRM) e que tem uma rotina voltada para interpretação de exames, diagnósticos de baixa complexidade e prescrição de tratamentos. Muitas vezes, ele é responsável por encaminhar o paciente para um especialista.

Você pode trabalhar como médico generalista para garantir uma estabilidade maior no início da carreira, além de ganhar experiência e aumentar sua prática médica ao atender diferentes casos e perfis de pacientes. Depois de um tempo, pode cursar a residência médica de sua preferência sem qualquer empecilho.

O que espera o médico recém-formado?

E qual é o futuro de um médico recém-formado? É importante avaliar os detalhes sobre a atuação generalista e o que vale a pena fazer para aumentar rendimentos e aprimorar conhecimentos. Veja só!

Salário do médico recém-formado

Com base em uma média realizada pelo site Salario.com.br, o salário de um médico recém-formado é de R$ 6.924,92 mensais para 22 horas semanais trabalhadas. Esse valor pode variar de acordo com a experiência do profissional, a região do país em que ele trabalha e o porte da instituição. Normalmente, atinge a máxima de R$ 11.764,03 por mês.

Possibilidades de trabalho

O médico recém-formado pode iniciar sua carreira como médico generalista plantonista. Embora a carga horária seja pesada, os ganhos são interessantes. Há também a possibilidade de ter seu próprio consultório, fazer seus horários de acordo com a disponibilidade e garantir um emprego fixo.

As Forças Armadas também geram excelentes oportunidades para recém-formados. É importante lembrar que você pode ser transferido para outro estado se houver necessidade e que talvez tenha que encarar procedimentos diferentes do que está acostumado. Por fim, o médico ainda pode ir para as Unidades Básicas de Saúde, ou UBSs, que fazem parte do SUS: aplicar vacinas, prescrever tratamentos orientados e fazer curativos são algumas das atividades mais comuns.

Residência médica

O médico recém-formado ainda pode fazer parte de um programa de residência médica. Essa é uma experiência que garante inúmeros benefícios para a formação acadêmica do profissional. Para começar, é considerado como o melhor treinamento em serviço, uma vez que a carga prática é alta e você contará com a orientação de preceptores experientes durante as atividades.

Você não aprende somente a tratar patologias ou realizar procedimentos, mas também se dedica ao aprendizado de habilidades específicas da especialidade que escolheu. Além disso, passa a crescer profissionalmente, com ações pautadas na ética e na atenção ao paciente. E pode desenvolver seu conhecimento científico e teórico com atividades paralelas de pesquisa.

Essa é uma excelente forma de aumentar seus rendimentos. Afinal, quanto mais você se especializa, se atualiza e adquire conhecimentos específicos, mais tem autonomia para trabalhar e melhorar seus atendimentos.

O que é clínico geral?

Então, o médico recém-formado é clínico geral? Não é, mas o que faz então um clínico geral e no que se diferencia sua rotina em comparação à de um médico generalista? O clínico geral é o médico que cursou um programa de residência médica em Clínica Médica, que tem a duração de 2 anos. Nós já falamos tudo sobre essa especialidade aqui no blog, vale a pena conferir. 

Sua rotina, em princípio, se parece em alguns pontos com a de um médico generalista. No entanto, ele lida com casos de doenças mais específicas, como diabetes, infecções, casos de gastrite, doenças de pele, entre outros. É responsável pelos famosos “check-ups” e solicita e analisa exames de rotina.

É aquele médico pelo qual um paciente passa por toda a vida. Muitas vezes ele adiciona em seu programa de residência mais 2 ou 3 anos de estudo em uma subespecialidade, que pode ser a Oncologia, a Cardiologia, a Endocrinologia, a Gastroenterologia e muitas outras mais.

Assim, passa a prestar um atendimento mais direcionado. Ele também pode se dedicar a plantões e tem uma ampla abrangência de atuação no mercado de trabalho.

Já sabe no que quer se especializar?

E, enfim, médico recém-formado é clínico geral? Não, e agora você já sabe o porquê. Por isso, se você quer se aventurar por essa ou outras especialidades, saiba que tem que se jogar nos estudos e investir em uma boa preparação para derrubar de vez a concorrência. A residência médica é uma experiência e tanto, então não deixe de pesquisar sobre as áreas que são mais atrativas para você.

E nós podemos ajudar nessa missão! A Academia Medway conta com uma série de materiais gratuitos que contribuem para seu sucesso nesse objetivo, como o Guia Definitivo da USP-SP. Outra opção incrível é entrar para nosso Intensivo São Paulo, um curso que tem conteúdo 100% direcionado para as provas de residência de São Paulo. Faça sua escolha e venha estudar com os melhores!

Receba conteúdos exclusivos!

Telegram
JoãoVitor

João Vitor

Capixaba, nascido em 90. Graduado pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) e com formação em Clínica Médica pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HC-FMUSP) e Administração em Saúde pelo Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE). Apaixonado por aprender e ensinar.